Resumo Organização da administração
45 pág.

Resumo Organização da administração


DisciplinaDireito Administrativo I54.688 materiais993.425 seguidores
Pré-visualização9 páginas
direta, fato que decorre do princípio da especificidade
FALSO. O princípio que prega que toda a administração indireta está sob vinculação com a administração direta é o princípio da TUTELA. 
Q560969 O princípio da especialidade na administração indireta impõe a necessidade de que conste, na lei de criação da entidade, a atividade a ser exercida de modo descentralizado.
Q402669 Verifica-se a descentralização por colaboração quando o poder público, por meio de contrato ou ato administrativo unilateral, transfere a titularidade e a execução de determinado serviço público a pessoa jurídica de direito privado
FALSO. Colaboração apenas se transfere a EXECUÇÃO , o poder público continua com a titularidade.
Q676533 A descentralização administrativa pressupõe a transferência, pelo Estado, da execução de atividades administrativas a determinada pessoa, sempre que o justificar o princípio da eficiência.
CORRETO. Falou de maneira ampla, responde de maneira ampla (não precisa ser taxativo no sentido de somente titularidade ou titularidade e execução).
Q756156 De acordo com o princípio fundamental da descentralização, é possível descentralizar atividades da administração federal para empresas privadas.
CORRETO. Se falar descentralização AMPLA , inclui todas as concessões , permissões , etc. Isso tudo é descentralizar atividade que o Estado deveria prestar para ser prestada por empresas privadas.
Q855082 Os entes que integram a Administração pública indireta ficam adstritos ao escopo institucional previsto nas leis ou atos que os instituíram, cabendo à Administração Central o acompanhamento dessa atuação, no regular exercício do poder de tutela, que não implica, contudo, ascendência hierárquica sobre os mesmos, salvo expressa disposição nesse sentido.
CORRETO. Sobre a tutela temos duas coisas importantes:
I) O controle finalístico de tutela é exercido estritamente de acordo com previsões LEGAIS. 
II) Pode haver sim uma ascendência hierárquica deste controle, desde que seja legalmente previsto, é o caso do recurso hierárquico impróprio.
Teoria
Através do processo de descentralização o Estado pode:
1- Criar uma entidade, que é dotada de personalidade jurídica própria, para executar esta atividade descentralizada.
2- Ou então delegar a atividade para uma entidade já existente (autorizações/permissões/concessões)
\u201cDescentralização é a distribuição de competências de uma para outra pessoa, física ou jurídica.\u201d
Seja qual for o método de descentralização, diz-se que os entes da administração indireta não estão subordinados à administração direta, eles apenas SÃO VINCULADOS aos seus entes criadores, e sofrem um controle finalístico. 
Existem 3 formas para se fazer a descentralização:
1- Descentralização por lei/outorga/técnica/serviços/funcional: é a modalidade que se cria uma entidade na administração indireta (pode ser criado ou autorizada a ser criada por lei).
O Estado transfere a titularidade e a execução do serviço.
É necessário que seja descentralizado POR LEI.
 Q862708 Quando se cria uma entidade que recebe a descentralização por lei, essa entidade passa a ter patrimônio e receitas próprios, portanto NÃO HÁ dependência financeira entre a entidade que recebeu a titularidade e a execução do serviço e o poder central.
Q369549 A transferência, mediante ato administrativo, da execução de determinado serviço público a uma autarquia configura descentralização administrativa por outorga.
FALSO. A descentralização será efetivada mediante outorga quanto o Estado cria uma entidade (pessoa jurídica) e a ela transfere determinado serviço público. A outorga pressupõe obrigatoriamente a edição de uma lei que institua a entidade, ou autorize a sua criação, e normalmente seu prazo é indeterminado.
2- Descentralização por delegação/colaboração: Nesta modalidade não se cria uma entidade nova, apenas se delega o serviço a uma entidade existente.
Pode ser Feita através de atos administrativos ou contratos. 
Surgem Concessões (natureza contratual) , permissões (natureza contratual) e autorizações (natureza de ato adm). 
Somente delega a execução serviço para o particular, Não há transferência de titularidade.
3- Descentralização Territorial: A doutrina tem considerado uma terceira forma de descentralização, que seria criação de territórios, equiparando-se à criação de autarquias, denominando de descentralização territorial.
DIFERENÇA ENTRE OUTORGA E DELEGAÇÃO:
1- HÁ OUTORGA quando o Estado cria uma entidade e a ela transfere, por lei, determinado serviço público ou de utilidade pública. 
2- HÁ DELEGAÇÃO quando o Estado transfere, por contrato (concessão ou consórcio público) ou ato unilateral (permissão ou autorização), unicamente a execução do serviço, para que o delegado o preste ao púbico em seu nome e por sua conta e risco, nas condições regulamentares e sob controle estatal.
Entidades da administração indireta: 
Introdução
Q777928 O poder que a administração direta exerce sobre a indireta é o poder de tutela, que não pressupõe hierarquia, mas apenas controle finalístico, que analisa a aderência da atuação dos entes que integram a Administração indireta aos atos ou leis que os constituíram.
Q368634 Dada a autonomia a eles conferida pela Constituição Federal de 1988 (CF), todos os entes federativos, incluindo-se os municípios, podem criar entidades da administração indireta
CORRETO. Todos os entes federados podem criar administração indireta.
Q558969 PODE SIM Poder Legislativo e Poder Judiciário criarem autarquias e fundações públicas (E a iniciativa de lei vai ser do próprio poder)
Q327371 Toda pessoa integrante da administração indireta é submetida a controle pela administração direta do ente a que seja vinculada, a exemplo das escolas e universidades, que, pela natureza de sua função, ficam sob o controle do Ministério da Educação
Foi dada CORRETO. CESPE considerou como correto dizer que as entidades da ADM indireta estão sob \u201cCONTROLE\u201d do ente central. É algo bastante complicado de se afirmar. 
I) O que seria 100% FALSO: dizer que eles estão subordinados ou estão sob comando e hierarquia do ente central
II) o que seria 100% CORRETO: dizer que estão sob a tutela / controle finalístico / controle de aderência. 
Q831439 As entidades da administração indireta vinculam-se ao Ministério em cuja área de competência estiver enquadrada sua principal atividade.
CORRETO. E isso é exatamente um copia e cola do DL 200/67
PREVISÃO LEGAL
Art. 37 XIX -  somente por lei específica poderá ser criada autarquia e autorizada a instituição de empresa pública, de sociedade de economia mista e de fundação, cabendo à lei complementar, neste último caso, definir as áreas de sua atuação;
XX -  depende de autorização legislativa, em cada caso, a criação de subsidiárias das entidades mencionadas no inciso anterior, assim como a participação de qualquer delas em empresa privada.\u201d
OBSERVAÇÕES:
- C.F. impõe que para tratar dessa criação/autorização, seja por meio de lei específica, sendo ela uma lei ordinária. 
- Admite-se que uma medida provisória possa regulamentar as atividades destes entes da administração indireta.
- Todas as entidades da administração indireta sujeitam-se a lei de improbidade.
- O princípio da especialidade na administração indireta impõe a necessidade de que conste, na lei de criação da entidade, a atividade a ser exercida de modo descentralizado. 
Ou seja, é vedado editar lei que crie ou autorize a criação de entidade de finalidade genérica. 
A tomada de contas do TCU vale para TODAS as entidades da administração indireta.
\u201cAs contas de toda e qualquer entidade da administração indireta, independentemente de seu objeto e de sua forma jurídica, estão sujeitas ao julgamento do tribunal de contas, inclusive ao procedimento de tomada de contas especial, aplicável a quem deu causa a perda, extravio ou outra irregularidade de que resulte prejuízo ao erário público. \u201c
Autarquias