Resumo Princípios da administração pública
43 pág.

Resumo Princípios da administração pública


DisciplinaDireito Administrativo I54.716 materiais994.018 seguidores
Pré-visualização9 páginas
Coisas de prova
SOBRE O CAPUT DO 37
Q756157 Os princípios do LIMPE que regulam a atividade da administração pública estão presentes no TÍTULO III da CF.
TÍTULO III - DA ORGANIZAÇÃO DO ESTADO / CAPÍTULO VII - DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA / SEÇÃO - DISPOSIÇÕES GERAIS:
- O Art. 37 caput da CF é uma norma de eficácia plena
- Eles também se aplicam aos outros poderem (Judiciário e Legislativo) quando do exercício da função atípica administrativa.
- A administração pública \u201cobedecerá\u201d ao LIMPE. Mas no texto da lei não diz \u201cAPENAS\u201d, diz que ela vai obedecer estes princípios, se conclui então que ela deve obedecer a estes e OUTROS além destes.
Q168304 Aplicam-se à ANVISA os princípios administrativos da moralidade, da eficiência e da autotutela.
CORRETO. Lembre-se que Administração Pública É TODO MUNDO que desempenha atividade administrativa. ANVISA desempenha atividade administrativa (Poder de Polícia \u2013 Regulação). 
Até o caput do 37 lembra isso:
Art. 37. A administração pública direta e indireta de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios obedecerá aos princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência e, também, ao seguinte
REGIME JURÍDICO ADMINISTRATIVO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: 
Baseia-se em dois princípios fundamentais: 
Supremacia do interesse público sobre o interesse privado E Indisponibilidade do interesse público pela Administração.
Q764504 Ele também confere à administração publica prerrogativas não aplicáveis ao particular e instrumentais à cura do interesse público, tais como a autotutela e o poder de polícia, dentre outras tantas, que lhe permitem assegurar a supremacia do interesse público sobre o privado.
 Lembrar que o RJ também se aplica às autarquias, por serem entes de direito público.
SOBRE O CONTROLE
A administração sofre controle dos três poderes:
1- Sujeita-se ao controle do Poder Judiciário quanto a legalidade.
2- Sujeita-se ao controle Legislativo, a quem cabe, com o auxílio do Tribunal de Contas, exercer o controle externo (político e financeiro).
3- Sujeita-se ao controle Administrativo, através do controle interno.
QUESTÕES DE PRINCÍPIOS EXPRESSOS
I) MUITO CUIDADO: tem de analisar se ele está pedindo expresso EM QUAL LUGAR. Se for na CF é somente o LIMPE e ponto final.
Q18599 O ato administrativo praticado por João deve estar pautado nos princípios da legalidade, da finalidade e da moralidade, que configuram princípios explícitos da administração públicaParte superior do formulário
Foi dada CORRETO. CUIDADO: A questão NÃO DIZ NADA DE SER \u201cEXPLÍCITO AONDE\u201d. 
Devemos considerar então que são explícitos EM ALGUM LUGAR \u2013 E certamente são. 
I) Legalidade e moralidade estão na CF / II) Finalidade está na 9784
Q438372 Os princípios fundamentais orientadores de toda a atividade da administração pública encontram-se explicitamente no texto da Constituição Federal, como é o caso do princípio da supremacia do interesse público.
FALSO. Supremacia do interesse público NÃO ESTÁ EXPRESSO NA CF.
Questões de ferir princípios
Questões de FERIR princípios 
I) Se ele diz \u201cfere o princípio X a conduta ....\u201d aqui basta ferir ele que já é correto, pode ser que este não seja o princípio PRINCIPAL que seja ferido , mas de fato ele é ferido indiretamente. 
II) Se ele diz \u201ca conduta.... é uma afronta ao princípio X\u201d aqui geralmente o CESPE vai cobrar o princípio PRINCIPAL. Se ele cita um princípio que foi afrontado indiretamente , ele vai dar errado.
Questões de definição de princípios
I) Aqui geralmente as pegadinhas são claramente um princípio e ele diz que é outro. Nem precisa distinguir se seria um vertente ou um subprincípio , pois o erro geralmente é bastante evidente (por exemplo: tratar os outros de forma isonômica é princípio da moralidade \u2013 falso , é o princípio da impessoalidade.
II) Tem as questões de subprincípios , que ele dá o princípio principal como correto. O que sempre cai é algo que viole a finalidade (agir fora do interesse público) ai ele diz que viola a impessoalidade (o que está correto , já que a impessoalidade contém a finalidade)
Q326962 Fere a moralidade administrativa a conduta do agente que se vale da publicidade oficial para autopromover-se.
CORRETO. É a lógica de questão ABERTA. 
I) De fato fazer isso seria imoral, pois está agindo de forma que não é ética. Embora fira em primeira instancia o princípio da impessoalidade, não deixa de ferir também indiretamente a moralidade administrativa. 
Q90223 Contraria o princípio da moralidade o servidor público que nomeie o seu sobrinho para um cargo em comissão subordinado. 
CORRETO. A própria sumula do STF diz que nepotismo viola impessoalidade + moralidade. A questão não foi taxativa , dizendo que seria SOMENTE moralidade, então está OK.
MAS CUIDADO: Poderia ter uma pegadinha muito bonita: dizer que um prefeito nomeia seu sobrinho para cargo de secretário de estado \u2013 ISSO NÃO VIOLA , pois a sumula NÃO SE APLICA A CARGOS POLÍTICOS. Exemplo: o prefeito nomear o seu filho para ser secretário de educação do município. 
Q327362 A vedação da prática do nepotismo no âmbito da administração direta e indireta de qualquer dos poderes da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios está relacionada aos princípios da moralidade e da impessoalidade administrativa.
Q911583 Viola o princípio da isonomia a previsão de critérios discriminatórios de idade em certame de concursos públicos, ressalvados os casos em que a natureza das atribuições do cargo justificar.
CORRETO. Via de regra viola SIM a isonomia instituir critério discriminatório de idade, mas NÃO VAI VIOLAR se o cargo justificar.
Q872383 O princípio da impessoalidade está diretamente relacionado à obrigação de que a autoridade pública não dispense os preceitos éticos, os quais devem estar presentes em sua conduta.
Parte superior do formulário
FALSO. Tipo de questão claramente errada - pois isso é o princípio da moralidade.
Q542637 Ofenderá o princípio da impessoalidade a atuação administrativa que contrariar, além da lei, a moral, os bons costumes, a honestidade ou os deveres de boa administração.
FALSO. Tipo de questão claramente errada - pois isso é o princípio da moralidade.
Q501935 De acordo com o princípio da moralidade, os agentes públicos devem atuar de forma neutra, sendo proibida a atuação pautada pela promoção pessoal.
Parte superior do formulário
FALSO. Tipo de questão claramente errada - pois isso é o princípio da impessoalidade.
Outros princípios de questões do CESPE
Totalidade: sujeita ao controle a totalidade do patrimônio público, representado por dinheiros, bens e valores.
Imparcialidade: Submete ao controle aspectos inerentes da impessoalidade nas ações de controle, sem intromissões de questões de ordem pessoa ou política.
Autonomia: Permite o pleno exercício do controle, o que lhe atribui competência para realizar, por iniciativa, processo de auditorias entre outras. 
Universalidade: Submete ao controle todos os gestores públicos, da mais alta hierarquia a mais inferior na responsabilidade.
Princípio da subsidiariedade: o Estado só deve atuar quando o particular não tiver condições de atuar sozinho, hipótese em que deve estimular, ajudar, subsidiar a iniciativa privada.
Na realidade, a ideia de subsidiariedade diz respeito à atuação do Estado, no sentido de que este somente deve intervir ou, mais ainda, atuar diretamente, nos segmentos que não puderem ser ocupados, de maneira eficiente e harmônica, pela iniciativa privada.
Princípio da oficialidade: assegura a possibilidade de instauração do processo por iniciativa da administração, independentemente de provocação do administrado e, ainda, possibilita o impulsionamento do processo, com a adoção de todas as medidas necessárias a sua adequada instrução
É o que permite a administração pública atuar de ofício.
Está previsto expressamente na lei 9784.
Princípio do Controle: Q756155 O princípio fundamental