AVE   LAETI

AVE LAETI


DisciplinaNeurologia2.909 materiais9.830 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Hemorragia subaracnóidea (HSA)
 Cefaléia súbita, geralmente intensa e holocraniana, náuseas, vômitos, tontura e sinais de irritação meníngea. Pode ocorrer perda de consciência e outras manifestações neurológicas como déficits motores, sensitivos, distúrbios de linguagem, crises convulsivas e alteração de nervos cranianos. Distúrbios autonômicos como bradicardia, taquicardia, alterações eletrocardiográficas, alterações da PA, sudorese profusa, hipertermia e alterações do ritmo respiratório podem ocorrer. Em decorrência da ruptura do aneurisma, podem ocorrer complicações como ressangramento, vasoespasmo, hidrocefalia e crises convulsivas.
Diagnóstico - HSA 
TC sem contraste: exame inicial de escolha. 
Se TC normal -> Exame do LCR: presença de hemácias e elementos de degradação de hemácias; 
Agiografia cerebral: Padrão ouro, identifica o foco hemorrágico e determinar se há outros aneurismas rotos. 
ECG: Pode revelar alterações do segmento ST e da onda causadas pelas catecolaminas circulantes ; 
Exames de coagulação e contagem de plaquetas;
Tratamento HSA
Reparo do aneurisma (cirúrgico ou terapia endovascular);
Acompanhar níveis de eletrólitos e osmolalidade. 
Administração VO ou IV de solução salina hipertônica, para superar perdas renais. 
Uso de anticonvulsivantes pode ser iniciado ate o aneurisma ser tratado; 
Todos pacientes devem usar meias de compressão pneumática para prevenir embolia pulmonar;
Heparina não fracionada SC para profilaxia de TVP;
Pacientes com hidrocefalia pode exigir a colocação de cateter ventricular para a drenagem externa do LCR; 
Uso de Antagonista dos canais de cálcio Nimodipina (60 mg VO 4/4hs) previne lesão isquêmica decorrente de vasoespasmo;