Introducao Engenharia 01
15 pág.

Introducao Engenharia 01


DisciplinaIntrodução A Engenharia259 materiais419 seguidores
Pré-visualização4 páginas
Posteriormente, chegamos à Revolução Industrial fato que se dá através da criação da máquina a va-
por, por volta de 1782, e dos processos industriais, o que gera uma nova realidade para o profissional 
envolvido e impacta positivamente a sociedade, dando ao engenheiro responsabilidades e atribuições 
totalmente novas. 
 Leitura complementar
Posso também lhe sugerir este link: https://pt.wikipedia.org/wiki/Revolu%C3%A7%C3%A3o_Industrial
6
Caro(a) estudante que tal dar uma olhadinha no texto O PERFIL DO ENGENHEIRO AO LONGO DA HISTÓRIA? 
Ele fala sobre a influência da Revolução Industrial e o desenvolvimento da sociedade. Leia e observe 
como é interessante. Link:
http://www.pp.ufu.br/Cobenge2001/trabalhos/DTC021.pdf
 Dica!
No seu livro texto, páginas 6 e 7, você encontrará referências ao uso do termo \u201cengenheiro\u201d e sua origem. 
Muito interessante. Leia, pois é de grande relevância para a compreensão de todo o contexto.
 
 Você sabia?
Você sabia que essa primeira denominação de Engenharia Civil foi fundamental para separar a engenharia 
em áreas, pois, até então, não se fazia esse tipo de distinção, havendo basicamente a engenharia militar? 
Muita informação não é? 
Lembre-se que o que você precisar o seu tutor estará a sua disposição.
Vamos em frente !
 
 Praticando
Caro(a) aluno(a), sugiro que você leia o texto Engenharia, Origens e Evolução -
http://docplayer.com.br/2501089-Engenharia-origens-e-evolucao.html. Ele ilustrará claramente as ideias apre-
sentadas nos parágrafos acima. Indico ainda a leitura do link: http://pt.wikipedia.org/wiki/Engenharia, que 
trata da engenharia como um todo. Leia e complemente seus conhecimentos.
Vamos continuar com nossos estudos.
???
7
O QUE É ENGENHARIA? 
Desde a infância ouvimos falar da engenharia, de sua importância e complexidade.
Para muitos pais ter um filho engenheiro é motivo de orgulho, afinal a profissão requer o domínio da 
matemática, da física, da química e, indo ainda mais longe, exige um raciocínio lógico desenvolvido.
Indo um pouco mais longe, podemos afirmar que, sem a engenharia, não teríamos escolas, hospitais, 
ambulâncias ou muitos dos equipamentos que hoje salvam vidas. Na mesma linha de raciocínio o erro de 
um médico pode matar um paciente por vez, o que o engenheiro pode matar centenas de pessoas com 
seus erros.
Agora que você estudou a história da Engenharia, vamos começar a entender o que é Engenharia. Você 
já leu, mas sugiro reler o link: http://pt.wikipedia.org/wiki/Engenharia. Nele encontrará a definição de que: 
 \u201cA Engenharia é a ciência, a arte e a profissão de adquirir e de aplicar os conhecimentos matemáticos, 
técnicos e científicos na criação, aperfeiçoamento e implementação de utilidades, tais como materiais, 
estruturas, máquinas, aparelhos, sistemas ou processos, que realizem uma determinada função ou obje-
tivo.\u201d.
 Leitura complementar
Num contexto mais popular, você encontrará definições de engenharia como a do Engenheiro Civil Arthur 
M. Wellington (1847 \u2013 1895) (https://en.wikipedia.org/wiki/Arthur_M._Wellington) que disse que: \u201cEngen-
haria é a arte de fazer bem com 1 dólar, aquilo que outros indivíduos poderiam fazer com dois dólares.\u201d
 
O fato é que a engenharia está embasada na prática da aplicação segura e econômica das leis científicas 
que governam as forças e materiais da Natureza, através da organização, design e construção, para o 
benefício da humanidade. Cabe ao engenheiro adquirir os conhecimentos teóricos e práticos requeridos 
pela profissão e aplicá-los de maneira eficaz e econômica.
8
ENGENHARIA NO BRASIL 
De acordo com o seu livro texto, a Engenharia, enquanto profissão, só foi sistematizada no século XVIII 
com a criação das escolas de engenharia na Europa. No Brasil, a primei ra escola de engenharia é fundada 
no Rio de Janeiro, no de ano 1792, criada por D. Maria I de Portugal. A Real Academia de Artilharia, For-
tificação e Desenho é tida como a precursora do ensino superior militar das Américas e era responsável 
pela formação de oficiais engenheiros.
 Leitura complementar
Que tal dar uma lida neste link: https://pt.wikipedia.org/wiki/Real_Academia_de_Artilharia,_Fortificação_e_Desenho
Espero que esteja aproveitando estas indicações, pois é de suma importância leituras paralelas.
Em 1810, substituindo a Real Academia de Artilharia, Fortificação e Desenho, foi criada a Academia 
Militar Real (http://pt.wikipedia.org/wiki/Real_Academia_Militar), que foi a primeira escola a funcio-
nar nas Américas e a terceira no mundo. Dela originou a Academia Militar das Agulhas Negras 
(http://www.aman.ensino.eb.br/).
Como leitura complementar, indico o texto Determinantes do \u201cMilagre\u201d Econômico Brasileiro (1968-
1973): Uma Análise Empírica, que se encontra em http://www.scielo.br/pdf/rbe/v62n2/06.pdf.
Fato que se repetiu, na década de 90, com a modernização dos processos produtivos e o surgimento de 
novas tecnologias, levando à necessidade de adequação das modalidades da engenharia para atender 
a essa nova realidade e, com isso, ao surgimento de mais nomenclaturas para a oferta de novos cursos. 
Acerca deste tema indicamos a leitura do texto Crescimento do Número de Cursos e de Modalidades de 
Engenharia: principais causas e consequências.
Devido a essa grande quantidade de cursos, muitos com nomes diferentes e conteúdos semelhantes, 
houve o que se pode chamar de grande estratificação dos cursos de engenharia no século XX, chegan-
do-se a um número de mais de 200 nomes diferentes de cursos de engenharia sendo ofertados no Brasil. 
Caro(a) estudante, para solucionar essa situação, em 2010 o Ministério da Educação (MEC) decidiu reaval-
iar essas nomenclaturas e criar uma tabela de correlação de cursos, desenvolvendo assim a construção 
dos Referenciais Nacionais dos Cursos de Graduação para os Bacharelados em Engenharias. 
9
 
 Leitura complementar
 
Para entender essas nomenclaturas, sugerimos uma visita ao link: 
 http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/com%20vergencia_denominacao.pdf.
MODALIDADES DE ENGENHARIA NO BRASIL 
 Você sabia?
Você sabia que no Brasil a profissão de Engenheiro é regulamentada pela Lei Nº 5.194, de 24 dezembro 
de 1966?
LINK: (http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L5194.htm)
Pois é, essa lei também determina as atribuições do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia -- CON-
FEA-- e do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA), órgãos responsáveis pela fiscalização 
da prática profissional dos engenheiros e agrônomos no Brasil. O link do CREA varia de estado a estado, 
portanto sugerimos uma consulta ao Google.
Essa regulamentação tem por base a resolução Nº 218, de 29 de junho de 1973 (http:// normativos.con-
fea.org.br/downloads/0218-73.pdf), que discrimina atividades das diferentes modalidades profissionais 
da Engenharia e Agronomia. Vale ressaltar que a Arquitetura e Urbanismo antes faziam parte do Siste-
ma CONFEA/CREA, mas esta profissão, por determinação da Lei nº 12.378, de 31 de dezembro de 2010 
(http://www. planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/lei/L12378.htm) passou a ter um conselho próprio, 
o CAU que regulamenta a prática da profissão de Arquiteto e Urbanista.
 Guarde essa ideia!
Para registro do profissional no CREA é necessário que a profissão faça parte da Tabela de Títulos Profis-
sionais da Resolução Nº 473, de 26 de novembro de 2002 do CONFEA, que divide a Engenharia em 8 
grandes áreas: 
???
10
1 \u2013 Civil
2 \u2013 Eletricista
3 \u2013 Mecânica e Metalurgia 4 \u2013 Química
5 \u2013 Geologia e Minas 6 \u2013 Agrimensura
7 \u2013 Agronomia
8 \u2013Segurança do Trabalho (considerada uma categoria especial pois só é oferecida como 
curso de especialização)
Link: http://normativos.confea.org.br/downloads/anexo/0473-02.pdf
Caro(a) estudante,