Introducao Engenharia 01
15 pág.

Introducao Engenharia 01


DisciplinaIntrodução A Engenharia259 materiais419 seguidores
Pré-visualização4 páginas
cada uma dessas áreas se subdivide em outras tantas engenharias. Como exemplo 
a área Civil que possui 13 subdivisões, e entre estas se encontra a Engenharia Civil; já a Engenharia de 
Produção está dentro da área Mecânica e Metalurgia.
No total das Engenharias, listadas na Tabela do CONFEA, contabilizam-se 62 modalidades. Entretanto, de 
acordo com o Guia do Estudante (http://guiadoestudante.abril. com.br/), no Brasil, são oferecidos cursos 
de graduação de 34 modalidades diferentes, as quais deverão estar contidas na Tabela do CONFEA para 
que os profissionais, uma vez graduados, possam efetivamente ter seus registros no CREA de sua região.
O Guia do Estudante lista e explicita cada uma dessas áreas de atuação, apresentando um breve resumo 
das atribuições deste profissional. Para a compreensão destas diferentes áreas de atuação, sugerimos ler 
a lista abaixo, mas complementando com uma visita ao site do da Abril.
Engenharia Aeronáutica: É o ramo da engenharia que se ocupa do projeto e da manutenção de 
aeronaves e do gerenciamento de atividades aeroespaciais. O engenheiro aeronáutico se envolve no 
projeto e na construção de todos os tipos de aeronave, como aviões, helicópteros, foguetes e satélites.
Engenharia Ambiental: É a engenharia voltada para o desenvolvimento econômico sustentável, ou seja, 
que respeite os limites dos recursos naturais. O engenheiro que atua nessa área desenvolve e aplica tec-
nologias para proteger o ambiente dos danos causados pelas atividades humanas.
Engenharia Cartográfica: É o ramo da engenharia que capta e analisa dados geográficos para a elabo-
ração de mapas. O engenheiro cartógrafo faz pesquisas de campo e cálculos para elaborar mapas e cartas 
impressas ou digitais.
Engenharia da Computação: É o conjunto de conhecimentos usados no desenvovimento de computa-
dores e seus periféricos. O engenheiro da computação projeta e constrói computadores, periféricos e 
sistemas que integram hardware e software.
Engenharia de Alimentos: São as técnicas e os conhecimentos usados na fabricação, na conservação, 
no armazenamento e no transporte de alimentos industrializados. Esse profissional cuida de todas as 
etapas de preparo e conservação de alimentos de origem animal e vegetal.
11
Engenharia de Controle e Automação: É o ramo da engenharia que desenvolve e executa projetos de 
automação industrial. O engenheiro de controle e automação projeta e opera equipamentos utilizados nos 
processos automatizados de indústrias em geral, além de fazer sua manutenção.
Engenharia de Horticultura: São os conhecimentos usados no cultivo de plantas medicinais e ornamen-
tais, na silvicultura e na produção de hortifrutigranjeiros. Esse profissional aplica tecnologia de ponta no 
cultivo de frutas, verduras, legumes, plantas ornamentais, medicinais e aromáticas ou que servem como 
condimentos.
Engenharia de Minas: É a engenharia que se ocupa da pesquisa, da prospecção, da extração e do 
aproveitamento de recursos minerais. O engenheiro de minas localiza jazidas e analisa o tamanho das 
reservas e a qualidade do minério no local.
Engenharia de Petróleo e Gás: É o conjunto de técnicas usadas para a descoberta de jazidas e para a 
exploração, produção e comercialização de petróleo e gás natural. O engenheiro de petróleo e gás atua 
em petroleiros, refinarias, plataformas marítimas e em petroquímicas.
Engenharia de Segurança do Trabalho: É o ramo da engenharia responsável por
prevenir riscos à saúde e à vida do trabalhador. O engenheiro de segurança do trabalho tem a função de 
assegurar que o trabalhador não corra riscos de acidente em sua atividade profissional, sejam eles danos 
físicos ou psicológicos. É oferecido apenas como curso de especialização.
Engenharia Elétrica: O engenheiro eletricista está presente em todos os aspectos que envolvem a ener-
gia, desde a geração, a transmissão, o transporte e a distribuição até o uso nas residências e no comércio. 
Além disso, planeja, supervisiona e executa projetos nas áreas de eletrotécnica, relacionadas à potência 
da energia.
Engenharia Florestal: É o ramo da engenharia voltado para o estudo e o uso sustentável de recursos flo-
restais. O engenheiro florestal avalia o potencial de ecossistemas florestais e planeja seu aproveitamento 
de modo a preservar a flora e a fauna locais.
Engenharia Industrial: É a área que cuida dos recursos necessários à produção industrial. Esse profis-
sional é o típico engenheiro de chão de fábrica, que acompanha de perto a implantação e a manutenção 
da infraestrutura industrial, como redes de água e de gás, pontes e esteiras rolantes.
Engenharia Mecatrônica: É o ramo da engenharia que desenvolve e executa proje- tos de automação 
industrial. O engenheiro mecatrônico projeta e opera equipamentos utilizados nos processos automatiza-
dos de indústrias em geral, além de fazer sua manutenção.
Engenharia Naval: É a área da engenharia que cuida do projeto, da construção e da manutenção de 
embarcações e seus equipamentos. O engenheiro naval projeta a estrutura, os motores e os demais 
componentes de navios.
Engenharia Sanitária: É o ramo da engenharia voltado para o projeto, a construção, a ampliação e a 
operação de sistemas de água e esgoto. Esse profissional é fundamental para a preservação da natureza 
e de seus recursos.
12
Engenharia em Tecnologia Têxtil e da Indumentária: São os conhecimentos utilizados na cadeia pro-
dutiva têxtil, desde a fabricação de fios até a comercialização do produto final. O bacharel em Tecnologia 
Têxtil e da Indumentária concebe e desenvolve projetos e pesquisas tecnológicas ligadas à produção 
têxtil.
Engenharia Acústica: É o conjunto de conhecimentos usado para desenvolver novos sistemas eletro 
acústicos e para determinar a intensidade de ruídos e vibrações. O engenheiro acústico desenvolve técni-
cas e equipamentos para controlar o ruído ambiental visando ao bem estar das pessoas.
Engenharia Agrícola: São as técnicas e os conhecimentos empregados no gerenciamento de processos 
agropecuários. O engenheiro agrícola projeta, implanta e administra técnicas e equipamentos necessári-
os à produção agrícola.
Engenharia Biomédica: É a área da engenharia que cuida da concepção de equipamentos médicos, 
biomédicos e odontológicos, voltados para diagnóstico ou tratamento terapêutico. O engenheiro biomédi-
co projeta a estrutura, desenvolve e monta os equipamentos e faz a sua manutenção corretiva e preven-
tiva.
Engenharia Civil: Além de projetar, gerenciar e executar obras como casas, edifícios, pontes, viadutos, 
estradas, barragens, canais e portos, o engenheiro civil tem como atribuição a análise das características 
do solo, o estudo da insolação e da ventilação do local e a definição dos tipos de fundação.
Engenharia em Agrimensura: É o ramo da engenharia responsável pelo levantamento e pela medição 
de terrenos. O engenheiro agrimensor prepara áreas para obras urbanas, de infraestrutura hidráulica, 
sanitária, elétrica ou de transportes.
Engenharia de Aquicultura: É o conjunto de técnicas e conhecimentos usados na criação de organis-
mos aquáticos em cativeiro. O engenheiro de aquicultura projeta, executa e supervisiona a criação de 
peixes, crustáceos, moluscos e plantas aquáticas.
Engenharia de Energia: É o ramo da engenharia que planeja, analisa e desenvolve sistemas de geração, 
transporte, transmissão, distribuição e utilização de energia.
Engenharia de Materiais: É o ramo da engenharia voltado para a pesquisa de materiais e de novos 
usos industriais para os materiais já existentes. Esse engenheiro pesquisa e cria materiais, como resinas, 
plásticos, cerâmicas e ligas metálicas.
Engenharia de Pesca: É o setor da engenharia voltado para o cultivo, a captura e a industrialização 
de peixes e frutos do mar. O engenheiro de pesca estuda e aplica métodos e tecnologias para localizar, 
capturar, beneficiar e conservar