Resumo Linux informática
12 pág.

Resumo Linux informática


DisciplinaLinux615 materiais1.695 seguidores
Pré-visualização2 páginas
usuário comum possa executar um comando reservado a superusuários. Esse sudo deve ser designado a um usuário comum específico e é uma permissão temporária. Ele exige uma senha do usuário e esta é concedida por um superusuário a outro usuário. 
Nível de permissão do usuário: no terminal de comandos, é possível identificar se o usuário que está executando um comando é um superusuário ou um usuário comum, por meio do caractere que vem antes do cursor que fica piscando. Veja abaixo essa identificação.
Se for um $ é um usuário comum , se for um # é um super usuário
Opções: os comandos podem possuir opções, que são diretrizes que mudam o comportamento deles. Por exemplo, um comando que exibe o conteúdo de um diretório pode também passar a exibir os arquivos e subdiretórios ocultos por meio de uma opção fornecida pelo usuário. 
Argumentos: os comandos podem receber argumentos, que são valores de entrada. Por exemplo: o usuário quer excluir um arquivo, mas para isso precisa fornecer o nome do arquivo como valor de entrada do comando. 
Caracteres especiais: alguns caracteres funcionam quase como comandos e já foram muito cobrados em prova. Eles realizam algumas ações, embora não sejam considerados comandos, mas caracteres especiais.
Man \u2013 exibe o manual de determinado comando (quando se quer saber mais sobre o comando)
Whatis \u2013 exibe a definição do comando
Whereis \u2013 localiza um comando
Whoami \u2013 exibe o nome do usuário atual
Pwd \u2013 exibe o caminho do diretório atual (CUIDADO , MUDAR SENHA É PASSWD)
ps \u2013 exibe print estático dos processos em execução 
top \u2013 exibe os processos em execução em tempo real . Q646910 E TAMBÉM afere o uso da CPU e da memoria por esses processos sendo executados
df - (deve ser disk free) exibe o espaço disponível em disco. 
du \u2013 (deve ser disk use) exibe um resumo do uso de espaço no disco. Q605924 Determinar quanto espaço em disco está sendo ocupado por um diretório e seus subdiretórios.
Free \u2013 exibe as propriedades da memoria RAM , como memória alocada
Ls \u2013 lista ou exibe o conteúdo de um diretório
Adduser /useradd \u2013 cria novo usuário
Deluser/userdel \u2013 exclui um usuário
Passwd - altera a senha do usuário 
Init \u2013 reinicia o micro
Login \u2013 incia nova sessão de usuário
Exit \u2013 encerra a sessão aberta
Shutdown \u2013 se usar \u2013h ele desliga, -r ele reinicia 
Kill \u2013 encerra um processo
Su \u2013 switch user (muda de usuário)
Cd \u2013 troca de diretório
Cp \u2013 copia arquivos e diretorios
Mv \u2013 move , recorta ou renomeia arquivos e diretórios
Rename \u2013 renomeia arquivos e diretórios
Rm \u2013 exclui arquivos (remove)
Touch \u2013 cria um arquivo em branco. Q605954 touch arquivo.txt vai criar um arquivo de texto chamado arquivo , sem nada dentro.
Mkdir \u2013 cria diretórios
Rmdir \u2013 remove diretórios 
Cat \u2013 exibe o conteúdo de um arquivo
Grep \u2013 filtra ou pesquisa conteúdos no arquivos
Vi \u2013 editar de arquivos no terminal de comando
Chmod \u2013 altera as permissoes de acesso
Who exibe quais usuários estão logados no sistema.
Sobre o Shutdown: -h vai desligar / -r reinicia e \u2013c cancela o shutdown
Pode definir uma hora HH:MM ou então um delay de X minutos com +XX (o delay 0 seria colocar now)
Shutdown [opções][hora][mensagem]
Pode escrever uma mensagem também: shutddown \u2013r +10 o sistema ira reiniciar em 10 min
Tem como desligar o PC diretão com halt , mas só o root pode isso. Tem como reiniciar direto também com reboot mas só o root pode. 
Find: encontrar arquivos dentro de um sistema de arquivos. Find [caminho] [opções] <nome do arquivo>
Find /home/joao \u2013type d (d= diretório e f= arquivo)
Q904997 Questão que fala exatamente sobre isso: Deu ls \u2013l , a questão da todos esses parâmetros e faz algumas perguntas
Sobre o ls: Se usar \u2013l permite apresentar arquivos com detalhamentos
D	 rw-rw-r-- 	1 	joao joao 7 jul 1 13:24 joao.txt
D: o primeiro caractere indica o tipo do arquivo ( D= diretório , | arquivo qualquer )
Rw-rw-r--: Permissões do arquivo 
As permissões são separadas de 3 em 3. (r= ler / w= escreve /x executar e --- nada )
E os grupos são Dono , Grupo , outros
Então dono pode RW , o grupo pode rw e outros pode r)
1 : indica o numero de links que apontam para esse arquivo
Joao joao : São os donos do Arquivo. 
O primeiro nome é o USUÁRIO DONO 
segundo é o GRUPO DONO
7 Tamanho em bytes do arquivo
Jul 1 13:24 : ultima data da modificação que o arquivo sofreu
Joao.txt nome do arquivo
Sobre o mv: a sintaxe é mv [opções] [origem] [destino] mas esse origem é o nome do arquivo!
mv joao.txt /home/joao
Sobre o cp: sintaxe é cp [opções] [origem] [destino] o origem é o nome do arquivo que voce quer copiar. 
Exemplos de uso:
O comando abaixo exclui o arquivo teste.txt do diretório do usuário fulano: 
rm /home/fulano/teste.txt
O comando abaixo pesquisa as ocorrências de nomes de arquivos e diretórios que contenham a palavra contas dentro do diretório do usuário fulano. Perceba que primeiro ele lista o conteúdo do diretório fulano, e depois usa esse resultado como entrada para o comando grep por meio do pipe \u201c|\u201d: 
ls /home/fulano | grep \u201ccontas\u201d
O comando abaixo pesquisa as ocorrências da palavra firefox na lista de processos em execução: 
ps aux | grep \u201cfirefox\u201d
O comando abaixo cria um novo arquivo com o nome teste.txt contendo a lista de processos em execução: 
ps aux > teste.txt
O próximo comando abre o arquivo teste.txt para edição no ambiente do shell de comandos: 
 vi teste.txt