A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
311 pág.
História

Pré-visualização | Página 9 de 50

afirmar que:
01. o primeiro homem e a primeira mulher da mitologia grega chamaram-se Urano e Gaia;
02. os Titãs, os Ciclopes e os Gigantes nasceram da união entre o céu e a terra;
04. Cronos lutou contra o céu e perdeu a batalha e, por isso, depôs Urano;
08. o mais jovem dos Ciclopes destituiu seu pai Cronos e tomou-lhe o lugar;
16. Cronos devorava seus filhos para não perder o trono;
32. Zeus era o filho de um dos Gigantes e neto de Urano;
64. Rea era a mãe de Gaia e escondeu seu filho em uma caverna para que não fosse
devorado pelo pai.
Dê, como resposta, a soma das alternativas corretas.
60. UNESP-SP
“Meu caro Plínio, você agiu como devia tê-lo feito, examinando as causas daqueles que lhe
foram delatados como cristãos. Não se pode ter uma regra geral e fixa a este respeito. Não devem
ser perseguidos, mas se forem denunciados e perseverarem, devem ser punidos.”
Carta do Imperador Trajano a Plínio, 112 d.C.
Baseando-se no texto, responda.
a) Cite um tipo de punição dada aos cristãos nessa época.
b) Por que os cristãos eram perseguidos?
61. UnB-DF A democracia está sempre na berlinda. Do mundo clássico ao contemporâneo,
houve sempre quem não a julgasse ser o sistema ideal de governo. As tentações para
subvertê-la têm-se manifestado historicamente. Há, no entanto, um lastro de conquistas
democráticas que se afirmou ao longo do tempo. Com relação à evolução da experiência
democrática, julgue os itens abaixo, colocando V ou F:
( ) O laconismo e a disciplina militar possibilitaram o desenvolvimento dos estudos
filosóficos e humanistas no seio da sociedade espartana, o que permitiu criar con-
dições para a emergência dos ideais democráticos na Grécia Antiga.
( ) Os gregos antigos, ao servirem-se do trabalho escravo, contrariavam a lógica dos
seus conceitos democráticos, uma vez que atribuíram à capacidade do fazer manual a
condição maior para se bem governar os homens.
( ) O modelo de democracia burguesa liberal ocidental, que nasceu das revoluções
atlânticas e do Iluminismo, ao se implantar em países com fortes valores capitalis-
tas e industriais, acabou com todas as manifestações políticas que defendiam o
nacionalismo e o socialismo.
( ) A experiência democrática nos países do Cone Sul da América Latina no século
XX é de pequena relevância, pois essa foi uma região que pouco vivenciou restri-
ções às liberdades políticas e civis.
62. UECE Como característica do helenismo, podemos assinalar corretamente:
a) a propagação da cultura grega durante o “período de ouro”, século V a.C.
b) a incorporação da cultura grega pelos romanos, apesar da conquista da Grécia e da
escravização dos gregos.
c) a expansão da cultura grega pelo ocidente europeu após as conquistas de Alexandre,
o Grande.
d) a fusão da cultura grega com a cultura oriental, favorecendo o progresso, ao mesmo
tempo, das ciências exatas e do misticismo.
HISTÓRIA - O modo de produção asiático, Grécia antiga e mundo romano
IM
PR
IM
IR
Voltar
GA
BA
RI
TO
Avançar
20
63. UnB-DF
“Reconduzi a Atenas, pátria fundada pelos deuses, muitos que haviam sido vendidos, com
justiça ou sem ela, e outros que tinham fugido forçados pela penúria, que já nem falam ático, de
tanto andarem errantes por todo o lado. A outros que aqui mesmo suportavam ignóbil escravi-
dão, trêmulos à vista dos seus senhores, tornei-os livres.”
Sólon, século V a. C.
Considerando a afirmativa acima, pronunciada por Sólon, legislador ateniense do século
V a.C., julgue os itens a seguir, relativos aos aspectos políticos da Antigüidade Clássica.
( ) A Atenas do século de ouro aboliu, com base na legislação de Sólon, o escravismo,
porque a existência dessa força de trabalho contrariava os cânones da justiça civil
e, principalmente, os preceitos das doutrinas políticas da democracia ateniense.
( ) Roma, seguindo o exemplo grego, aboliu o instituto da escravidão ainda no período
imperial, por ordem dos cônsules, que entendiam ser melhor liberar cativos que
demonstravam habilidades intelectuais especiais.
( ) Na Roma do período republicano, no momento que as reivindicações camponesas
restringiram as áreas de interesse à agricultura de exportação, acentuaram-se os
expedientes para se obter escravos nas províncias.
( ) A fusão da política com as armas levou o Estado espartano a dar prioridade à pre-
paração intelectual e cívica dos seus cidadãos.
64. UFPE
“Muitos lavradores faziam girar as parelhas de bois, e as levavam para cá e para lá. Quando
tudo feito seria volta, voltavam ao limite do campo, tomavam uma taça de vinho doce como mel,
(...) e volviam ao sulco, ansiosos por chegar ao limite, ao profundo alqueive, que escurecia atrás
deles (...).”
HOMERO. Ilíada. Difusão Européia do Livro, pág. 333.
Sobre a sociedade cretense no III e II milênio a.C., assinale a alternativa incorreta.
a) A população em Creta vivia em regime de servidão coletiva, dedicava-se a uma agri-
cultura especializada, à exploração de madeira, ao transporte e comércio marítimo.
b) Os produtos básicos do comércio cretense foram os utensílios de cerâmica e azeite de
oliva.
c) Em Creta, os palácios eram simultaneamente oficinas de artesãos e depósitos de mer-
cadorias.
d) A tecnologia e cultura cretense foi de grande importância para a sociedade micênica.
e) Com base nos poemas homéricos, pode-se afirmar que o comércio minóico se realiza-
va unicamente com os produtos derivados da atividade da pecuária.
65. Unifor-CE A Grécia Antiga, ou Hélade, ocupava a parte sul da Península Balcânica e as
ilhas do Mar Egeu. Em sua fase da expansão colonial, ocupou também o litoral do Orien-
te Médio e o sul da Itália. Costuma-se dividir a história da Grécia Antiga em cinco perí-
odos: Pré-Homérico, Homérico, Arcaico, Clássico e Helenístico. O Período Clássico (de
500 a 336 a.C.).
a) compreende a época do povoamento da Península Balcânica e das Ilhas do Mar Egeu
pelos povos indo-europeus.
b) abrange a época em que o conhecimento da sociedade grega deve-se, basicamente, às
informações fornecidas pelos poemas Ilíada e Odisséia.
c) assiste ao desenvolvimento das cidades-estados, e à formação das instituições básicas
da civilização grega.
d) corresponde a época de apogeu da civilização grega, marcado pelo desenvolvimento
das cidades, expansionismo e grande esplendor.
e) corresponde à época de declínio da pólis e da conquista da Península Balcânica pela
Macedônia.
HISTÓRIA - O modo de produção asiático, Grécia antiga e mundo romano
IM
PR
IM
IR
Voltar
GA
BA
RI
TO
Avançar
21
66. UFRN
“Em cada cidade-estado havia um templo dedicado à divindade principal. Os deu-
ses eram considerados proprietários das terras de cultivo, preparadas pelos campo-
neses, através da secagem dos pântanos e da irrigação dos desertos. Os sacerdotes
administravam os templos e também a riqueza dos deuses como se fossem proprie-
dade privada.”
AQUINO, R.; FRANCO. D.; LOPES, O. História das Sociedades.
Rio de Janeiro: Ao Livro Técnico, 1986. p. 110.
O texto acima refere-se à:
a) sociedade grega antiga, onde havia uma distinção clara entre o setor da produção, de
caráter coletivo, e o religioso, de caráter privado.
b) estrutura social da Mesopotâmia, cuja unidade ideológica e econômica se baseava no
setor religioso, representado por santuários.
c) organização do setor produtivo da Judéia, o qual se baseava num regime de parceria
entre a classe sacerdotal e a camponesa.
d) estrutura sócio-religiosa das cidades fenícias, onde o poder político e econômico pro-
vinha de uma aristocracia latifundiária.
67. Cefet-PR Culturalmente, o resultado das campanhas de Alexandre da Macedônia foi a
fusão da cultura grega com a oriental, criando uma nova forma de expressão, que se
denominou helenismo. Nesta fase:
I. a arquitetura adquiriu luxo e grandiosidade, representados pelo farol de Alexandria,
no Egito, e pela colossal estátua