A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Quantificação de Profissionais de enfermagem - RESOLUÇÃO COFEN 0543/2017

Pré-visualização | Página 1 de 1

Quantificação de Profissionais de enfermagem - RESOLUÇÃO 
COFEN 0543/2017 
 
O número é dado por uma fórmula pautada na RESOLUÇÃO COFEN 0543/2017 onde 
leva-se em consideração a carga horária de enfermagem para cada paciente a depender de 
seu estado de saúde e necessidade de atenção baseado no Sistema de Classificação do 
Paciente (SCP). A referida é: 
Paciente em Cuidados Mínimos ​(PCM): Paciente estável no ponto de vista clínica e em 
cuidados de enfermagem e auto suficiente quanto as NHB’s. 
Pacientes em Cuidados Intermediários ​(PCI): Paciente estável no ponto de vista clínica e 
em cuidados de enfermagem e precisa parcialmente da assistência de enfermagem para 
NHB’s. 
Pacientes de Cuidados de Alta Demanda ​(PCAD): ​Paciente crônico, incluindo cuidados 
paliativos e clinicamente estável que precisam totalmente da assistência de enfermagem 
para NHB’s. 
Pacientes de Cuidados Semi-Intensivos ​(PCSI): Paciente passível de instabilidade, sem 
risco de morte iminente que necessite de cuidados médicos e de enfermagem permanente 
e especializada. 
Paciente de Cuidados Intensivos ​(PCIt): ​Paciente grave, passível de instabilidade de 
funções vitais com risco iminente de morte que necessite de assistência médica e de 
enfermagem especializadas. 
 
Total de Horas de Enfermagem ​(THE): ​É dado como o tempo mínimo necessário de 
assistência de enfermagem ao paciente baseado no Sistema de Classificação de Paciente 
(SCP). 
 
PCM 4 horas 
PCI 6 horas 
PCAD 10 horas 
PCSI 10 horas 
PCIt 18 horas 
 
 
 
 
Por fim a Fórmula de Quantitativo de pessoal ​QP​: 
 
Percentual de profissionais de enfermagem baseado no Sistema de Classificação de 
Pacientes (SCP): 
 
PCM 33% de Profissionais de Enfermagem 
PCI 33% de Profissionais de Enfermagem 
PCAD 36% de Profissionais de Enfermagem 
PCSI 42% de Profissionais de Enfermagem 
PCIt 52% de Profissionais de Enfermagem 
 
 
Ex: ​“Como calcular o quantitativo de profissionais de Enfermagem em um hospital com 48 leitos, 
sendo 10 para pacientes de cuidados mínimos, 25 pacientes de cuidados intermediários e 13 de 
cuidados semi-intensivos? A taxa de ocupação é de 100% e a jornada semanal de trabalho de 
Enfermagem de 30 horas” 
 
 
Controle de Materiais e Custos 
 
“Existem dois ramos hospitalares” o que gestão e gerenciamento, mais imponente menos 
democrático e mais voltado a dados e indicadores, e a parte clínica assistencialista, mais 
democrática com maior número de pessoas. 
Os bens podem ser Bens de consumo onde podem se enquadrar produtos que são 
perecíveis e/ou tenham no máximo 2 anos de durabilidade. Material permanente é aquele 
que tem durabilidade acima de 2 anos. 
 
Classificação por importância Operacional (Método Qualitativo) 
Esses materiais podem ser classificados de acordo com a criticidade e necessidade da 
instituição para provimento de assistência: 
Classe X: Materiais de baixa criticidade e de fácil obtenção no mercado 
Classe Y: Grau intermediário de criticidade que podem mesmo com um pouco mais de 
dificuldade serem substituídos por outros 
Classe Z: Material indispensável para a assistência, Difíceis de serem obtidos e substituídos 
caso defeituosos. 
 
Método Curva ABC (método Quantitativo) 
Classe A: 80% dos gastos em Percentual acumulado 
Classe B: 15% dos gastos em Percentual acumulado 
Classe C: 05% dos gastos em Percentual acumulado 
 
 
Primeiramente acomodar as tabelas e organizá-las do item de maior custo para o de 
menor custo. Segundamente, Calcular a porcentagem dos gastos em relação ao total. 
Observar a partir dos percentuais acumulados quais os itens conforme a 
classificação. 
 
 
Estoque: ​Toda e qualquer porção armazenada de materiais de uma organização 
 
Pontos Positivos​: Criam uma defesa contra oscilações de demanda e de mercado 
podendo ser uma bom investimento. Previnem atrasos, porém se muito grandes podem 
implicar na economia de escala 
Custo do estoque​: custo com espaço físico, custo de perdas, perdas por obsolescência e 
custo com segurança. se um bem permanente é mantido em estoque, este perderá valor. 
 
Métodos de Previsão de demanda: 
 
Último período​: assume-se que a demanda é a mesma em todos os períodos 
 
Média Móve​l: O consumo esperado é calculado com uma média aritmética dos períodos 
anteriores. 
Média ponderada​: O consumo é previsto usando média ponderada atribuindo pesos a 
períodos de importância e tendo como peso maior períodos mais recentes. 
 
Auditoria 
A saúde não tem preço, mas tem custo! 
Após a criação do SUS abre-se espaço para a exploração do mercado da saúde com a 
Assistencia de ​Saúde Suplementar. 
A LEI 9656/98 foi o marco regulatório das Empresas de assistência de Saúde Suplementar, 
que antes cometia algumas liberdades desumanas com seus clientes em uma relação de 
exploração e de poucos direitos da clientela. 
 
Sem Regulamentação: 
● Legislação do tipo societário, controle deficiente. Livre definição de cobertura 
assistencial, Seleção de ricos, Exclusão de clientes, Livre definição de carência, Livre 
definição de ajuste (anual), Modelo centrado na doença, Ausência do sistema de 
informação, contratos nebulosos. 
Com Regulamentação 
● ;

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.