A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
68 pág.
Apostila_de_E._Experimental_no_SISVAR

Pré-visualização | Página 20 de 20

de Tukey considerando o valor nominal 
de significância de 5%; 2 – Médias seguidas de mesma letra minúscula, na coluna, não diferem entre si pelo teste de Tukey 
com o valor nominal de 5% de probabilidade. 
 
Interpretação dos resultados 
 
 Os resultados experimentais mostram que a produção de madeira, em m3, para as 
espécies A e B foram estatisticamente iguais sob os diferentes espaçamentos estudados. Para 
as espécies C e E a produção de madeira foi estatisticamente superior as demais quando 
cultivada sob espaçamento 3m x 3m. Para a espécie D, o volume de madeira produzido sob os 
espaçamentos 3m x 3m e 2,5m x 2,5m não diferiram entre si pelo teste de Tukey 
considerando o valor nominal de 5% de significância. Para os espaçamentos 2m x 2m e 3m x 
3m, a espécie B superou as demais em produção de madeira, sendo as demais estatisticamente 
 65 
iguais entre si pelo teste de Tukey com o valor nominal de 5% de significância. Para o 
espaçamento 2,5m x 2,5m as espécies B e D foram estatisticamente semelhantes quanto à 
produção de madeira, em m3, e superiores as demais espécies em estudo, sendo que a espécie 
D não diferiu estatisticamente das espécies C e E pelo teste de Tukey considerando o valor 
nominal de 5% de significância. 
 
12. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 
 
ALTHAUS, R.A., CANTERI, M.G., GIGLIOTI, E.A. Tecnologia da informação aplicada 
ao agronegócio e ciências ambientais: sistema para análise e separação de médias pelos 
métodos de Duncan, Tukey e Scott-Knott. Anais do X Encontro Anual de Iniciação 
Científica, Parte 1, Ponta Grossa, p.280-281, 2001. 
 
BANZATTO, D. V.; KRONKA, S. do N. Experimentação agrícola. Jaboticabal: 
FCAV/UNESP, 1995. 247 p. 
 
CRUZ, C. D. Programa Genes: versão Windows; aplicativo computacional em genética e 
estatística. Viçosa: UFV. 2001. 648 p. 
 
FERREIRA, D. F. Análises estatísticas por meio do Sisvar para Windows versão 4.0. In: 
Reunião Anual da Região Brasileira da Sociedade internacional de Biometria, 45., 2000a, São 
Carlos, Programa e resumos... São Carlos: UFSCar, 2000a, p. 255-258. 
 
FERREIRA, P. V. Estatística experimental aplicada à agronomia. 3. ed. Maceió: 
EDUFAL, 2000b. 422 p. 
 
PIMENTEL GOMES, F. Curso de estatística experimental. 14. ed., Piracicaba: Nobel, 
2000. 477 p. 
 
PIMENTEL GOMES, F.; GARCIA, C.H. Estatística aplicada a experimentos agronômicos 
e florestais: exposição com exemplos e orientações para uso de aplicativos. Piracicaba: 
FEALQ, 2002. 
 
RIBEIRO JÚNIOR, J. I. Análises estatísticas no SAEG. Viçosa: UFV, 2001. 301 p. 
STATGRAPHICS. Statgraphics Plus for Windows v. 4.0: User manual. Illinois: 
Manugistics Inc., 1999. 
 
STATISTICA. Statistica for Windows v. 6.0: Computer program manual. Tulsa, OK: 
StatSoft Inc., 2002. 
 
ZONTA, E. P.; MACHADO, A. A. Manual do SANEST: Sistema de análise estatística para 
microcomputadores. Pelotas: UFPEL, 1991. 102 p. 
 
 
 
 66 
13. CONTATOS 
 
Roberta Bessa Veloso Silva 
Doutoramento em Estatística e Experimentação Agropecuária 
Universidade Federal de Lavras/UFLA 
Departamento de Ciências Exatas/DEX 
Tel: (35) 3829 1369 
e-mail: bessaveloso@yahoo.com.br 
Cep: 37200-000 
Lavras, MG

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.