simulado direito do trabalho II
5 pág.

simulado direito do trabalho II


DisciplinaDireito do Trabalho II5.436 materiais16.691 seguidores
Pré-visualização2 páginas
1a Questão (Ref.:201705207455)
	Acerto: 0,0  / 0,2
	Acerca das férias marque a opção correta:
I - O empregado terá direito a 14 (doze) dias corridos de férias, quando houver tido de 24 (vinte e quatro) a 32 (trinta e duas) faltas.
II - O prazo para pagamento das férias e de até dois dias antes da concessão
III - O empregado terá direito as férias integrais quando completar o período aquisitivo.
IV - As férias devem ser usufruidas em um único período para os maiores de cinquenta anos. 
São corretas: 
		
	
	I e IV
	 
	I e II
	
	III e IV
	 
	II e III
	
	I e III
	
	
	
	2a Questão (Ref.:201705207493)
	Acerto: 0,2  / 0,2
	Jerônimo é empregado na sociedade empresária Produtos Baianos Ltda., exercendo a função de entregador.
No ano em que completou 18 anos, Jerônimo se alistou e foi convocado para prestar serviço militar, permanecendo no quartel por 1 ano. Findo esse período, deu a respectiva baixa e retornou ao serviço junto ao empregador.
 
Diante da situação retratada e dos comandos legais de regência, assinale a afirmativa correta. 
		
	
	Enquanto servindo às Forças Armadas, Jerônimo teve o contrato interrompido, mas o empregador tem que depositar o FGTS na conta vinculada do empregado. 
	
	A sociedade empresária ficou isenta de recolher o FGTS, mas está obrigada a receber de volta o empregado, caso ele manifeste o desejo de retornar, em até 90 dias da baixa militar. 
	
	Durante a prestação de serviço militar, Jerônimo recebeu salário do empregador e o soldo da força a que servia, mas perdeu o direito ao FGTS desse período. 
	 
	O contrato de trabalho ficou suspenso durante a prestação de serviço militar e o empregador deveria depositar o FGTS nesse período. 
	
	A prestação de serviço militar conduziu à extinção do contrato de trabalho, posto que não é possível a prestação concomitante das atividades militar e civil. 
	
	
	
	3a Questão (Ref.:201705207466)
	Acerto: 0,2  / 0,2
	Todo empregado tem direito, anualmente, a um período de férias sem prejuízo de remuneração. O empregado NÃO terá direito a férias quando:
I. permanecer em gozo de licença, com percepção de salários, por mais de 30 dias.
II. deixar o emprego e não for readmitido dentro dos 60 dias subsequentes à sua saída.
III. deixar de trabalhar, com percepção do salário, por mais de 30 dias em virtude de paralisação parcial ou total dos serviços da empresa.
IV. tiver mais de 24 faltas no período de um ano.
É correto o que consta em
		
	
	I, II, III, IV
	
	I, III e IV
	
	II, III e IV
	
	I e IV
	 
	I, II e III
	
	
	
	4a Questão (Ref.:201705244167)
	Acerto: 0,2  / 0,2
	A respeito do direito às férias, é correto afirmar o seguinte:
		
	
	 Os adicionais por trabalho extraordinário, noturno, insalubre ou perigoso não serão computados no salário que servirá de base ao cálculo da remuneração das férias.  
	
	O empregado perceberá, durante as férias, apenas 1/3 da remuneração que lhe for devida na data da sua concessão. 
	
	O pagamento da remuneração das férias e, se for o caso, o do abono referido serão efetuados até 24 horas antes do início do respectivo período.   
	 
	Quando o salário for pago por percentagem, comissão ou viagem, apurar-se-á a média percebida pelo empregado nos 12  meses que precederem à concessão das férias.
	
	É facultado ao empregado converter metade do período de férias a que tiver direito em abono pecuniário, no valor da remuneração que lhe seria devida nos dias correspondentes.     
	
	
	
	5a Questão (Ref.:201705160511)
	Acerto: 0,2  / 0,2
	Joana trabalha em uma padaria e, há algum tempo, o seu empregador vem demonstrando insatisfação com o serviço prestado por ela. Por sua vez, Joana também está insatisfeita com as medidas que vêm sendo adotadas pelo seu empregador. Por tais razões, o empregador e Joana decidiram, por mútuo acordo, extinguir o contrato de trabalho.
 
Nessa situação hipotética, Joana terá direito 
		
	 
	a metade da indenização sobre o saldo do FGTS, cuja conta vinculada poderá ser movimentada até o limite de 80%, e metade do aviso prévio, se indenizado, bem como à integralidade das demais verbas trabalhistas, mas não terá direito a habilitação no programa de seguro-desemprego.
	
	a metade da indenização sobre o saldo do FGTS, além da movimentação da conta vinculada desse fundo, limitada a 50% do valor dos depósitos.
	
	à integralidade de todas as verbas trabalhistas.
	
	a metade de todas as verbas trabalhistas, mas não terá direito a habilitação no programa de seguro-desemprego.
	
	a metade do aviso prévio, se indenizado, além da habilitação no programa de seguro-desemprego.
	
	
	
	6a Questão (Ref.:201705160513)
	Acerto: 0,2  / 0,2
	Analise as assertivas abaixo e marque a opção correta:
I - Na demissão por justa causa o empregado não tem direito a férias proporcionais. 
II - O empregado que completa o período aquisitivo tem direito a usufruir férias de 30 dias. 
III - As férias podem ser concedidas em quatro períodos, sendo que um deles não pode ser inferior a 14 dias. 
IV - O prazo para pagamento das férias é de 2 dias antes da concessão. 
 
		
	
	II e III
	
	I e II
	
	III e IV
	 
	I e IV
	
	I e III
	
	
	
	7a Questão (Ref.:201705207490)
	Acerto: 0,2  / 0,2
	Vulcano trabalhou na residência de Medusa, na guarita instalada na parte interna da casa, desde janeiro de 2000. Em outubro de 2016, a sua esposa Atena foi contratada para as funções de cuidadora da mãe de Medusa pelo regime de tempo parcial. Vulcano trabalhava oito horas ao dia, com duas folgas semanais, e Atena laborava no módulo semanal de vinte horas. Eram fornecidas refeições, moradia e plano de assistência médica, sendo efetuados os respectivos descontos no salário dos empregados. Medusa recolhia apenas o FGTS de Atena, não depositando o de Vulcano, mesmo depois de outubro de 2015, porque ele não estava incluído no sistema desde o início da contratação. Por ocasião do nascimento do seu filho, Vulcano deixou de trabalhar por cinco dias. Considere a situação hipotética e as assertivas a seguir apresentadas, à luz da legislação aplicável:
 
I. Atena, ainda que contratada pelo regime de tempo parcial, poderia laborar uma hora extra diária, mediante acordo escrito firmado com sua empregadora Medusa, e teria direito a férias anuais remuneradas na proporção de quatorze dias corridos.
II. A ausência de recolhimento do FGTS sobre o salário de Vulcano, após outubro de 2015, não se constitui em infração trabalhista, visto que a Lei Complementar n° 150/2015 tornou obrigatório o FGTS apenas para empregados admitidos após a sua vigência e, antes disso, dependia da opção do empregador.
III. A ausência de Vulcano pelo nascimento do filho pode ser considerada falta injustificada, porque o trabalhador doméstico não faz jus à licença paternidade, sendo devida apenas a licença maternidade à empregada doméstica.
IV. O desconto com moradia seria possível, caso se referisse a local diverso da residência em que ocorria a prestação de serviço, desde que expressamente acordado entre as partes. O desconto com plano de assistência médica seria possível, caso houvesse acordo escrito e não ultrapassasse 20% do salário.
 
Está correto o que se afirma APENAS em 
		
	
	II, III e IV. 
	
	I e II. 
	
	I, III e IV. 
	 
	I e IV. 
	
	III e IV. 
	
	
	
	8a Questão (Ref.:201705238672)
	Acerto: 0,2  / 0,2
	Ano: 2018 Banca: MetroCapital Soluções Órgão: Prefeitura de Conchas - SP Prova: MetroCapital Soluções - 2018 - Prefeitura de Conchas - SP - Assistente Administrativo III
Camila já trabalha para sua empregadora há mais de 1 ano, durante este período, por problemas pessoas injustificáveis faltou por 14 dias ao serviço; ocorre que ante o tempo de seu labor, sua empregadora obedecendo