A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
Seminário - climatologia

Pré-visualização | Página 3 de 5

Isso pode
ser representado por:
Patm = PN + PO + ... + PCO2 + PO3 + PH2Ov
Resumindo:
Patm = PAr Seco + PH2Ov
A pressão parcial exercida pelo vapor d´água (PH2Ov) é simbolizada pela letra “e”. Para a condição de saturação, ou seja, para o máximo de vapor d´água que o ar pode reter, utilizamos o símbolo “es” e para a condição de ar úmido, ou seja, para a condição real de vapor d´água no ar, utilizamos o símbolo “ea”. Portanto, para chegarmos à umidade relativa (UR, em %), teremos a seguinte equação:
UR = (ea / es) * 100
“ea” e “es” são expressos em unidade de pressão (atm, mmHg, mb, hPa ou kPa)
1 atm = 760 mmHg = 1013,3 mb = 1013,3 hPa = 101,33 kPa
A umidade relativa também pode ser expressa em termos de pressão parcial de vapor. De acordo com a lei de Dalton cada gás que compõe um a mistura exerce uma pressão parcial, independente da pressão dos outros gases, igual à pressão que se fosse o único gás a ocupar o volume. No ponto de saturação a pressão parcial do vapor corresponde à pressão de saturação do vapor no ar, e a equação anterior pode ser reescrita como:
onde UR é a umidade relativa; e é a pressão parcial de vapor no ar e es é pressão de saturação.
 
E = C (es – e) 
E = evaporação (mm/hora; mm/dia)
es = pressão de saturação do vapor de água no ar atmosférico
e = pressão do vapor presente na atmosfera
C = constante
Ar mais seco – mais evaporação
Ar mais úmido – menos evaporação
*
*
Pressão de Vapor 
Da mesma forma que a atmosfera exerce pressão sobre nós o vapor acumulado sobre a superfície livre do líquido também exerce pressão sobre ele. A esta pressão dá-se o nome de pressão de vapor À medida que o líquido evapora essa pressão de vapor vai aumentando. Esse aumento atinge um valor máximo para cada temperatura e, neste caso, dizemos que o ambiente está saturado de vapor. 
Neste gráfico, temos a representação de uma curva de pressão de vapor saturado da água em função da temperatura. Vapor saturado pode ser definido como aquele que está em equilíbrio com seu próprio líquido. Dessa forma todos os pares de valores de pressão e temperatura sobre a curva representam condições em que a água está em equilíbrio com seu próprio vapor saturado. Isto significa que, nesta situação, se uma determinada quantidade de água for vaporizada, imediatamente a mesma quantidade de vapor será condensada de modo que a massa de cada um (líquido e vapor) permaneça constante. 
*
Pressão parcial é a pressão que um determinado componente em uma mistura exerce sobre a mistura teste.
Pressão parcial de vapor é a pressão que um dado volume de gás exerce dentro de um recipiente em relação à pressão máxima que ele exerceria se ocupasse todo o seu volume.
Ao se misturar gases diferentes num mesmo recipiente, considera-se que cada gás exerce uma determinada pressão no sistema de modo isolado. Pode-se considerar que a pressão parcial de um gás é a pressão total que ele exerceria se apenas ele estivesse contido no recipiente. Desta forma, a soma das pressões parciais dos gases é a pressão total.
Considerando "P" a pressão total, PA a pressão parcial de um certo gas "A", PB a pressão parcial de um certo gás "B" e "X" a fração molar, temos a seguinte relação:
 ou  
sendo que a fração molar (X) de um gás é a relação entre o número de mols do gás pelo número de mols da mistura. Exemplo:  
ATENÇÃO: Esse método descrito aqui corresponde a lei de Raoult e vale apenas para gases ideais. Para gases reais: em uma mistura o volume molar das substância não é o mesmo que o volume molar do gás ideal (calculado por P.V=n.R.T).
A pressão atmosférica não interfere no resultado do cálculo, pois será constante no que diz respeito a variações de soluto no solvente, por exemplo, não importa o quanto de soluto será adicionado, se a pressão atmosférica for de 1 atm, ela permanecerá constante, mesmo se aquecer a solução, ou realizar qualquer outro procedimento. Portanto, a pressão parcial se relaciona diretamente com a fração molar da substância (quanto maior a fração molar, maior é a pressão parcial).
 
*
Pressão de vapor é a pressão exercida por um vapor quando este está em equilíbrio dinâmico com o líquido que lhe deu origem, ou seja, a quantidade de líquido (solução) que evapora é a mesma que se condensa. A pressão de vapor é uma medida da tendência de evaporação de um líquido. Quanto maior for a sua pressão de vapor, mais volátil será o líquido, e menor será sua temperatura de ebulição relativamente a outros líquidos com menor pressão de vapor à mesma temperatura de referência.
A pressão de vapor é uma propriedade física que depende intimamente do valor da temperatura. Qualquer que seja a temperatura, a tendência é de o líquido se vaporizar até atingir equilíbrio termodinâmico com o vapor; em termos cinéticos, esse equilíbrio se manifesta quando a taxa de líquido vaporizado é igual à taxa de vapor condensado. Uma substância líquida entra em ebulição quando a pressão do sistema ao qual faz parte atinge a pressão de vapor dessa substância. Esse ponto recebe o nome de ponto de ebulição ou temperatura de ebulição. O ponto de ebulição normal é a temperatura de ebulição da substância à pressão de uma atmosfera.
Em locais com maior altitude, onde a pressão atmosférica é menor, a temperatura de ebulição das substâncias líquidas são mais baixas já que sua pressão de vapor precisa se igualar a um valor menor (considerando que o sistema é aberto).
*
A umidade relativa do ar (%) é uma relação entre a quantidade de vapor existente na atmosfera num dado momento (umidade absoluta - g/m³) e a quantidade de vapor de água que essa atmosfera comporta. Assim, ar com umidade relativa de 100% está saturado de vapor(chuva), e ar com umidade relativa de 0% está completamente isento de vapor. 
  Se ao longo do dia a umidade relativa estiver aumentando, chegando próximo de 100%, há grande possibilidade de ocorrer precipitação, pois a atmosfera está atingindo seu ponto de saturação. Para chover, o vapor d'água tem de se condensar, passando do estado gasoso para o líquido, o que acontece com a queda de temperatura. Em contrapartida, se a umidade relativa do ar for constante ou estiver diminuindo, dificilmente choverá.
 A umidade relativa é uma importante variável (medida) usada na previsão do tempo, e indica a possibilidade de precipitação(chuva, neve, entre outros), orvalho ou nevoeiro. 
  Como a temperatura atinge seus valores mais altos durante o dia, e mais baixos durante a noite, é fácil entender que a umidade relativa do ar tenda a ser menor durante os períodos mais quentes do dia e maior durante a noite. Por isso, também nos invernos paulistanos ou mato-grossenses, por exemplo, a “secura” é sentida mais ao meio-dia (durante o dia)  que à meia-noite (durante a noite). 
*
Se vapor d’água é adicionado ou subtraído do ar, sua UR mudará, se a temperatura permanecer constante.
*
Se o conteúdo de vapor d’água permanecer constante, um decréscimo na temperatura aumentará a UR e um aumento na temperatura causa uma diminuição na UR.
Ou seja, quanto maior a temperatura do ar maior sua capacidade em reter vapor d`água. 
Assim, ao longo do dia com o aumento da temperatura do ar maior a razão de mistura do ar e portanto mais distante da saturação e menor a UR.
*
Os valores de umidade relativa do ar podem ser diferentes em função da metodologia de cálculo. Quando for comparar dados de UR verifique se os valores médios foram obtidos da mesma forma. Veja os valores do exercício proposto.
*
Ponto de orvalho designa a temperatura à qual o vapor de água presente no ar ambiente passa ao estado líquido na forma de pequenas gotas (condensação).
Ponto de orvalho
O conceito de umidade faz parte do senso comum. O tempo pode estar úmido, o chão pode estar úmido, até mesmo um pedaço de pão pode estar úmido. A idéia de que os objetos e as substâncias possam conter mais ou menos água é natural. É esta a idéia de umidade – o quanto há de água em determinada substância ou material. Com o ar não é diferente. O ar é uma mistura

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.