RESUMO DIREITO PENAL IV
39 pág.

RESUMO DIREITO PENAL IV


DisciplinaDireito Penal IV8.364 materiais55.727 seguidores
Pré-visualização13 páginas
UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ
Curso de Bacharel em Direito
Direito Penal IV: Prof.ª Bernadethe Moser
AULAS DIGITADAS
HITALO FRANKLIN VIEIRA SILVA
CAMPOS DOS GOYTACAZES, 2014.
UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ
Curso de Bacharel em Direito
Direito Penal IV \u2013 CCJ0034
Prof.ª Bernadethe Moser - bemoser@ig.com.br \u2013 cel.: (22) 98137- 2930
Hitalo Franklin Vieira Silva \u2013 Email: hitalofranklin@msn.com Tel: (22) 99791-4361
AULA 01 - APRESENTAÇÃO DA MATÉRIA
Não houve aula \u2013 O SIA estava bloqueado para o professor.
AULA 01 - APRESENTAÇÃO DA MATÉRIA
Explicações sobre diversidades.
CONTEXTUALIZAÇÃO
A disciplina Direito Penal IV tem por objeto de estudo os crimes contra a Administração Pública e a introdução ao estudo da Legislação Penal Especial. Será objeto de estudo e discussão a expansão do Direito Penal e consectário surgimento de novas formas de criminalidade, de novos ramos do Direito Penal e, consequentemente, de novas formas de controle social introduzidas pelo processo de desenvolvimento sócio-político, econômico e de globalização da sociedade. Com base na premissa de que é essencial o debate a partir dos suportes teóricos pedagógicos apresentados pelo docente e seu confronto com suas experiências profissionais, bem como com os temas objeto de maior controvérsia no atual contexto social serão selecionadas, ao longo da disciplina, as principais figuras típicas afetas aos citados crimes em espécie. Para tanto serão estudados critérios de descrição das condutas típicas, fixação de pena em abstrato, em concreto e consequente adoção de medidas de política criminal pelo Sistema de Justiça Criminal Brasileira para fins de controle social-penal.
Desta forma, conclui-se que a disciplina Direito Penal IV visa o fomento do raciocínio crítico-jurídico acerca da Parte Geral do Direito Penal, das Teorias da Sanção Penal e seus reflexos no estudo dos crimes em espécie para, em consonância com os objetivos do Curso, sempre sob o foco de sua constitucionalidade de modo a possibilitar ao estudante o desenvolvimento de competências e habilidades que o capacitem, graças à criação de uma rede de sentidos, a compreender o fenômeno jurídico como um todo para fins de atuação acadêmica e profissional.
AULA 01 - APRESENTAÇÃO DA MATÉRIA
EMENTA
Crimes contra a Administração Pública. Legislação Penal Especial: Lei de Crimes Hediondos e equiparados (Lei n.8072/1990) Lei de Tortura (Lei n.9455/1997). Lei de Drogas. Lei n. 11.343/2006. Lei de Abuso de Autoridade (Lei n. 4898/65). Código de Trânsito Brasileiro (Lei n. 9503/1997). Estatuto do Desarmamento (Lei n.10826/2003). Lei Maria da Maria da Penha - Crimes de violência doméstica contra a mulher (Lei n.11340/2006).
OBJETIVOS GERAIS
Reconhecer a relevância do estudo integrado entre as Teorias do Delito, da Sanção Penal e os crimes em espécie, previstos na Parte Especial do Código Penal e na Legislação Penal Especial e sua necessária subsunção aos princípios constitucionais.
Desenvolver o raciocínio crítico-jurídico acerca dos Crimes contra a Administração Pública.
Fomentar a leitura, o estudo e a análise crítica acerca dos Crimes contra a Administração Pública.
Identificar os critérios de seleção dos bens jurídico-penais a serem tutelados pela Legislação Penal Especial e as medidas de política criminal adotadas pelo Sistema de Justiça Criminal Brasileira para fins de controle social-penal.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS
Reconhecer a necessária subsunção das normas penais aos preceitos constitucionais para fins de promoção de um sistema penal pautado na dignidade da pessoa humana.
Aplicar os institutos previstos na Parte Geral do Código Penal aos crimes contra a Administração Pública e aos crimes previstos na Legislação Penal Especial selecionada.
Avaliar a incidência e consectários dos conflitos de Direito Intertemporal nos crimes contra a Administração Pública e na Legislação Penal Especial.
MAPA CONCEITUAL
AVALIAÇÃO
BIBLIOGRAFIA BÁSICA
ANDREUCCI, Ricardo Antônio. Legislação Penal Especial. 6.ed. São Paulo: Saraiva, 2010. ISBN 9788502089716
CAPEZ, Fernando. Curso de Direito Penal. 7.ed. v.4. São Paulo: Saraiva, 2012 ISBN 9788502086272.
NUCCI, Guilherme de Souza. Manual de Direito Penal. Parte Geral. Parte Especial. 6.ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2010. ISBN 978-85-203-3567-3.
Administrar é gerenciar, planejar, customizar determinado bem ou sequência de ação visando o bom funcionamento da coisa.
Todas as vezes que há malversação, desvio, corrupção na administração pública, vemos deturpação de finalidade, atravancamento no funcionamento e...
Crimes contra a administração pública: Peculato, Peculato culposo, Excesso de Exação, 
Constituição Federal/88 servidor público RJU/8112 PAD;
Na esfera penal o servidor público terá sua conduta tipificada.
Cabe ação cível decorrente do PAD
Administração direta Autarquia (INSS)
Administração Indireta Fundação Pública 
Serviço Social Autorizado SENAI, SESC, SESI e SENAC
Equiparados a funcionário público se submete à mesma legislação.
No sistema inquisitivo há uma confusão de funções.
Entidades, Órgãos, Agente políticos e honoríficos.
Emprego público: Celetista e estatutário. 
Cargo em comissão e cargo de confiança. Nomeação.
Função Pública: Mesário e Conciliador. É responsabilizado como se fosse funcionário público.
Livro sobre Tribunal de Júri: Maniqueísta e manipuladores. São pressionados a modificar opiniões em conformidade com a hegemonia local.
Princípios da Administração Pública:
Legalidade, Impessoalidade, Moralidade, Publicidade e Eficiência.
CAPÍTULO II
DOS CRIMES PRATICADOS POR PARTICULAR CONTRA A ADMINISTRAÇÃO EM GERAL
Definição de funcionário público art. 327, CP.
Art. 327.Considera-se funcionário público, para os efeitos penais, quem, embora transitoriamente ou sem remuneração, exerce cargo, emprego ou função pública.
§ 1.º Equipara-se a funcionário público quem exerce cargo, emprego ou função em entidade paraestatal, e quem trabalha para empresa prestadora de serviço contratada ou conveniada para a execução de atividade típica da Administração Pública.
§ 2.º A pena será aumentada da terça parte quando os autores dos crimes previstos neste Capítulo forem ocupantes de cargos em comissão ou de função de direção ou assessoramento de órgão da administração direta, sociedade de economia mista, empresa pública ou fundação instituída pelo poder público.
Crimes funcionais: aqueles praticados por funcionários públicos pessoa física que se entrega a funcionalidade do Estado.
Crime funcional próprio: a função: ser funcionário é elementar e essencial para tipificar o crime, sua falta resulta em atipicidade absoluta: corrupção, corrupção passiva, prevaricação, 
Particular que usurpa a função pública e aufere vantagens... Nada impede que 
Crime funcional impróprio: pode resultar em atipicidade relativa podendo entretanto, ser responsabilizado por outro crime Peculato x Apropriação Indébita ou Furto ou Receptação.
Concurso de pessoas: autor, coautor, partícipe Penas diferenciadas em face de colaboração, negação do crime, 
Autoria:
Servidor público Autoria direta.
Particular coautor ou partícipe por força do art. 30, CP
Art. 30. Não se comunicam as circunstâncias e as condições de caráter pessoal, salvo quando elementares do crime.
Tem que entrar na esfera de conhecimento do particular de que o autor é funcionário público.
O servidor público não pode alegar estado de necessidade, nem princípio da insignificância, principalmente quando se trata de dinheiro em espécie.
Verificar diferenças:
Dolo:
Dolo Eventual:
Culpa: 
Iter criminis culpabilidade diferenciada somente para o partícipe.
Autoria mediata:
Autoria colateral (não existe concurso de pessoas):
Autoria incerta:
Autoria ignorada:
UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ
Curso de Bacharel em Direito
Direito Penal IV \u2013 CCJ0034
Prof.ª Bernadete
Hitalo Franklin Vieira Silva \u2013 Email: hitalofranklin@msn.com Tel: (22)
kurlã
kurlã fez um comentário
Alguém poderia enviar pro meu e-mail por favor. Kurlansouza@gmail.com
0 aprovações
Raíssa
Raíssa fez um comentário
Alguém poderia enviar para o meu email, por favor? caynara@hotmail.com. Grata!
0 aprovações
Tahís
Tahís fez um comentário
Poderia alguém me enviar por email ? EMAIL: tahisribeiro@tjrj.jus.br Desde já, agradeço.
0 aprovações
Luana
Luana fez um comentário
Muito bem feito seu material Hitalo, obrigada! Teria como me enviar, por gentileza? luanadomingos@hotmail.com
0 aprovações
Carregar mais