Teoria Contingencial
4 pág.

Teoria Contingencial


DisciplinaAdministração em Serviços de Enfermagem7 materiais73 seguidores
Pré-visualização1 página
Instituto de Cultura Técnica
Ana Paula
ede jane regina
Flaviane Terra
mariane s. gonçalves
TEORIA CONTINGENCIAL
VOLTA REDONDA 
2018
Teoria Contingencial
A Teoria da contingência ou Teoria contingencial enfatiza que não há nada de absoluto nas organizações ou na teoria administrativa.
Tudo é relativo. Tudo depende.
A abordagem contingencial explica que existe uma relação funcional entre as condições do ambiente e as técnicas administrativas apropriadas para o alcance eficaz dos objetivos da organização.
As variáveis ambientais são variáveis independentes, enquanto as técnicas administrativas são variáveis dependentes dentro de uma relação funcional.
A Teoria contingencial nasceu a partir de uma série de pesquisas feitas para verificar quais os modelos de estrutura organizacionais mais eficazes em determinados tipos de indústrias.
Essas pesquisas e estudos foram contingentes na medida em que procuravam compreender e explicar o modo pelo qual as empresas funcionavam em diferentes condições.
Estas condições variam de acordo com o ambiente ou contexto que as empresas escolheram como seu domínio de operações.
A Enfermagem e a administração
A enfermagem é constituída de um grupo organizado de pessoas:
É grande o numero de funcionários; 
A complexidade e a diversidade das atividades relacionadas mostram a necessidade de dividir 
tarefas e distribuir o trabalho;
Padroniza a forma de relacionamento entre eles onde, deve ser utilizada uma linha de estrutura voltada para o lado formal, que é aquela planejada, formalizada oficialmente, que está no papel.
A Estrutura formal
Poder de organização, determina as funções de cada componente (quem faz o que, e onde)
Deixa em evidencia a relação de autoridade e poder existente.
A eficiência da estrutura formal alcança os objetivos e observa relações de amizade entre chefe e funcionário.
Esta relação acaba influenciando nas tomadas de decisões.
Troca de informações entre instituições, ficando
evidenciado que também há uma estrutura informal que acaba se ramificando dentro da formal.