Processo do Trabalho  Aula 06   Recursos Trabalhistas
14 pág.

Processo do Trabalho Aula 06 Recursos Trabalhistas


Disciplina<strong>discalc</strong>2 materiais1 seguidores
Pré-visualização1 página
RQ \u2013 Processo do Trabalho
Tema: Recursos Trabalhistas
01. Vando ajuizou reclamação trabalhista em desfavor da sociedade
empresária Cetro Dourado Ltda., na qual trabalhou por 5 anos e 3 meses, na
condição de vigia noturno. A sociedade empresária não compareceu à
audiência, daí porque o pedido foi julgado procedente à sua revelia. Contudo,
a sociedade empresária interpôs recurso ordinário no prazo legal e efetuou o
recolhimento das custas e do depósito recursal, mas com valor inferior ao
devido (R$ 10,00 a menos nas custas e R$ 500,00 a menos no depósito
recursal). Com base na situação retratada, na lei e no entendimento
consolidado do TST, assinale a afirmativa correta.
A) O recurso não pode ser conhecido, porque houve revelia; assim, a sociedade
empresária fica juridicamente impedida de recorrer.
B) Na Justiça do Trabalho, não existe possibilidade de se sanar vício referente à
diferença no preparo, motivo pelo qual o recurso será considerado deserto.
C) O juiz deverá assinalar prazo de 5 dias para que a sociedade empresária
efetue o recolhimento da diferença das custas e do depósito recursal, sob pena
de deserção.
D) Em tese, seria possível que a sociedade empresária recolhesse a diferença
das custas, mas não há previsão jurisprudencial de prazo para complementar o
depósito recursal.
02. Em sede de reclamações trabalhista duas sociedades empresárias foram
condenadas em primeira instância. A Massa Falida da Calçados Sola Dura
Ltda. e a Institutos de Seguros Privados do Brasil, sociedade empresária em
liquidação extrajudicial. Acerca do depósito recursal, na qualidade de
advogado das empresas você deverá
A) deixar de recolher o depósito recursal e custas nos dois casos, já que se trata
de massa falida de empresa em liquidação extrajudicial.
B) deixar de recolher o depósito recursal e as custas no caso da massa falida,
mas recolher ambos para a empresa em liquidação extrajudicial.
C) recolher nos dois casos o depósito recursal e as custas, sob pena de
deserção.
D) deixar de recolher o depósito recursal no caso da massa falida, mas recolher
ambos para a empresa em liquidação extrajudicial e as custas para a massa
falida.
03. Em determinada Vara do Trabalho foi prolatada uma sentença que, após
publicada, não foi objeto de recurso por nenhum dos litigantes. Quinze meses
depois, uma das partes ajuizou ação rescisória perante o Tribunal Regional do
Trabalho local, tendo o acórdão julgado improcedente o pedido da rescisória.
Ainda inconformada, a parte deseja que o TST aprecie a demanda. Assinale a
opção que indica, na hipótese, o recurso cabível para o Tribunal Superior do
Trabalho.
A) Recurso Ordinário.
B) Recurso de Revista.
C) Recurso Especial.
D) Agravo de Instrumento.
04. Rita é engenheira e trabalhou na empresa Irmãos Construtores Ltda. por 3
anos. Ao ser dispensada, ajuizou ação trabalhista em face da ex-empregadora.
Como tinha experiência na área de recursos humanos de empregos
anteriores, decidiu ela própria fazer sua defesa jurídica, não buscando,
portanto, a assistência de advogado ou sindicato. Elaborou a petição inicial,
compareceu à audiência e formulou perguntas para testemunhas e para a
parte ré. Ao término da instrução o juiz prolatou sentença de improcedência
do petitório de Rita, a qual, inconformada, interpôs recurso ordinário, que
teve provimento negado, sendo mantida a sentença de primeiro grau. Ainda
inconformada, adotando o mesmo sistema, entendendo ter havido violação
literal de dispositivo constitucional tanto na sentença de primeiro grau como
no acórdão, Rita, da mesma forma e desacompanhada de advogado, interpõe
o competente recurso de revista para o TST. Com base na jurisprudência
consolidada do TST acerca da postulação em causa própria, assinale a
afirmativa correta.
A) O recurso deverá ser conhecido e provido.
B) O recurso deveria ser endereçado ao STF, em razão da alegada violação
constitucional.
C) Não cabe mais recurso do julgado.
D) O recurso deverá ter o seguimento negado por irregularidade de
representação.
05. Em reclamação trabalhista que se encontra na fase de execução, o 
executado apresentou exceção de pré-executividade. Após ser conferida vista 
à parte contrária, o juiz julgou-a procedente e reconheceu a nulidade da 
citação e de todos os atos subsequentes, determinando nova citação para que 
o réu pudesse contestar a demanda. Considerando essa situação e o que 
dispõe a CLT, assinale a opção que indica o recurso que o exequente deverá 
apresentar para tentar reverter a decisão. 
A) Apelação.
B) Agravo de Petição. 
C) Recurso de Revista. 
D) Recurso Ordinário.
06. João foi empregado da sociedade empresária Girassol Terceirização Ltda. e
trabalhou como vigilante terceirizado na sociedade empresária Passo Fundo
Ltda. durante todo o seu contrato. João foi dispensado e não recebeu
nenhuma verba da extinção contratual, motivando-o a ajuizar ação contra
ambas as sociedades empresárias. Em audiência, a sociedade empresária
Girassol Terceirização Ltda. comprovou documentalmente ter sido decretada a
sua falência, ao passo que a sociedade empresária Passo Fundo Ltda.
comprovou, nas mesmas condições, ter conseguido a recuperação judicial. As
partes estiveram regularmente representadas e assistidas, nenhuma delas
requereu a sua exclusão da lide e o pedido foi julgado procedente em parte,
com condenação principal da sociedade empresária Girassol e
responsabilidade subsidiária da sociedade empresária Passo Fundo. Diante da
situação retratada, da previsão legal e do entendimento do TST, considerando
que as sociedades empresárias recorrerão, assinale a afirmativa correta.
A) Diante da situação jurídica das sociedades empresárias, elas ficam
dispensadas do preparo.
B) A sociedade empresária Girassol precisará realizar preparo, mas a sociedade
empresária Passo Fundo, não.
C) Ambas as sociedades empresárias precisarão realizar o preparo
integralmente.
D) A sociedade empresária Girassol não precisará realizar preparo, mas a
sociedade empresária Passo Fundo, sim.
07. No bojo de uma execução trabalhista, a sociedade empresária executada
apresentou uma exceção de pré-executividade, alegando não ter sido citada
para a fase de conhecimento. Em razão disso, requereu a nulidade de todo o
processo, desde a citação inicial. O juiz conferiu vista à parte contrária para
manifestação e, em seguida, determinou a conclusão dos autos. Após analisar
as razões da parte e as provas produzidas, convenceu-se de que a alegação da
sociedade empresária era correta e, assim, anulou todo o feito desde o início.
Diante desse quadro, assinale a afirmativa correta.
A) Contra essa decisão caberá agravo de petição.
B) Trata-se de decisão interlocutória e, portanto, não passível de recurso
imediato.
C) Caberá a interposição de recurso ordinário.
D) Caberá a interposição de agravo de instrumento.
01) C 02) B
03) A 04) D
05) B 06) D
07) A
GABARITO