A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
Sistemas elétricos de unidades marítimas

Pré-visualização | Página 1 de 2

SISTEMAS ELÉTRICOS ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
Aluno: Davi do Nascimento Rangel
QUESTIONARIO 1
1 – O que é e para que serve um desenho de Área Classificada?
São desenhos que permitem uma visualização dos locais onde existem possibilidades de formação de atmosferas explosivas, os equipamentos elétricos e eletrônicos destinados a operar naqueles locais deverão então ser especificados conforme a classificação da área.
2 – Qual a principal diferença entre Zona 0, Zona 1 e Zona 2?
Zona 0 - Atmosfera explosiva está presente continuamente ou por períodos prolongados.
Zona 1 - Áreas onde uma atmosfera explosiva pode ocorrer em operação normal.
Zona 2 - Áreas onde uma atmosfera explosiva só pode ocorrer em situação anormal.
3 – Quais são os fatores levados em conta numa classificação de área?
É necessário que existam produtos que possam gerar essas atmosferas, podendo ser gases inflamáveis, líquidos inflamáveis ou ainda poeira/fibras combustíveis que podem ser liberadas para o ambiente pelos equipamentos de processos que representem fontes potenciais de áreas classificadas. Em geral, parte dos equipamentos do processo, tais como tampas, tomadas de amostra, drenos, respiros, flanges, são considerados “fontes de risco” pela possibilidade de vazamento de produtos para os ambientes onde estão instalados. Estas fontes de risco são classificadas em “níveis/graus”, dependendo da duração e frequência das atmosferas explosivas geradas por elas.
4 – Qual é a importância da Classe de Temperatura?
A importância está em determinar os fatores determinantes das baixas e altas temperaturas. Por exemplo, a temperatura mais baixa de ignição pode dar origem a atmosferas explosivas, então em uma area sob estudos de area classificada deve ser superior a temperatura maxima de superficie dos equipamentos eletricos a serem instalados no local, em resumo é de suma importancia a determinação da classe, uma vez que a sua indicação de máxima temperatura de superfície de um equipamento elétrico, determinada nos respectivos ensaios de certificação e indicada no respectivo certificado de conformidade, deve ser indicada na marcação do equipamento.
5 – Qual é a importância da classificação de Grupo de Gases?
É importante para facilitar o entendimento, ou seja: as substâncias que possuem similaridade do ponto de vista de comportamento durante um processo de explosão pertencem a um mesmo grupo. Estas propriedades similares se referem por exemplo a: Velocidade de propagação de chama, elevação de temperatura, elevação de pressão, etc.
6 – Quais os principais tipos de proteções?
Invólucros à prova de explosão Os equipamentos elétricos que normalmente podem provocar a ignição de uma atmosfera explosiva são confinadas em um invólucro, o qual deverá ser aprovado em vários ensaios, como por exemplo, resistir a uma explosão no seu interior. Os interstícios são dimensionados para resfriar os gases quentes expelidos por uma eventual explosão interna, evitando com isso que a ignição se propague para o meio externo.
Invólucros pressurizados É o tipo de proteção em que parte do equipamento elétrico/eletrônico é confinado em um invólucro em cujo interior é mantida uma sobre-pressão através de ar não contaminado ou gás inerte. Desta forma, a atmosfera explosiva presente no ambiente não atinge as fontes de ignição.
Equipamentos imersos em óleo, Equipamentos com enchimento de areia e Equipamentos com encapsulamento em resina Nestes tipos de proteção, o óleo, a areia ou a resina isolam a fonte de ignição da atmosfera explosiva.
Equipamentos com segurança aumentada É o tipo de proteção aplicada em equipamentos elétricos / eletrônicos que em condições normais de operação não produzem centelhas (arcos ou centelhamentos). 
Equipamentos com segurança intrínseca São equipamentos elétricos / eletrônicos que em condições normais e anormais de operação não liberam energia suficiente para ignição de uma atmosfera explosiva. Possuem duas classes: ia e ib
Equipamentos Elétricos não acendíveis São equipamentos elétricos / eletrônicos que apenas em condições normais de operação não liberam energia para ignição de uma atmosfera explosiva. A última edição da norma IEC 79-15 trouxe as subclasses: Ex-nA (não centelhante), Ex-Nc (enclausurado) e Ex – nR (respiração restrita).
7 – Qual a importância da certificação de um equipamento para uso em áreas classificadas.
Todo equipamento elétrico ou eletrônico para uso em atmosferas explosivas deve vir acompanhado de um Certificado de Conformidade emitido por um laboratório credenciado pelo INMETRO especialmente para este fim.
8 – Explique a filosofia empregada para um equipamento à prova de explosão.
Ex – Equipamento adequado para uso em atmosfera explosiva;
d – Indica o tipo de proteção: à prova de explosão;
II – Indica que a aplicação é para instalação em superfície;
A – Equipamento adequado para uso em atmosferas com gases do grupo IIA;
T6 – Classe de temperatura (temperatura máxima na superfície externa do equipamento = 85 graus). 
9 – O que significa LSI e LSS?
LSI - Limite superior de inflamabilidade
LII - Limite inferior de inflamabilidade
10 – Qual é a importância de se saber a densidade relativa de um gás em relação à classificação de áreas? 
Normalmente por ser mais denso que o ar, ocupam grandes espaços próximos ao chão, quando em locais sem ventilação adequada.
11 – Qual a importância de se sinalizar uma área classificada?
A sinalização das áreas classificadas é necessária e importante para a segurança das plantas que processam produtos inflamáveis, pois por meio dela, os trabalhadores reconhecem os locais com risco de formação de atmosferas explosivas. Além disto, ela permite: alertar para as precauções necessárias à execução de serviços elétricos e não-elétricos e informar os equipamentos elétricos e eletrônicos adequados para 	instalação naquele local. 
12 – Quais as principais substâncias que classificam uma plataforma de produção e uma plataforma de perfuração? 
13 – Explique a filosofia de um equipamento do tipo pressurizado, ExP?
Neste tipo de proteção uma pressão positiva superior à pressão atmosférica, é mantida no interior do invólucro de modo a evitar a penetração de uma atmosfera explosiva que venha a existir ao redor do equipamento. 
 São definidos três tipos de pressurização que reduz a classificação no interior do invólucro pressurizado de: 
• px – Zona 1 para não classificada ou Grupo I para não classificada; 
• py – Zona 1 para Zona 2; 
• pz – Zona 2 para não classificada. 
Aplicação: Zonas 1 e 2.
14 – Por que todos os equipamentos que devem funcionar em situação de SD-3 devem ser para área classificada, mesmo não estando localizado em área classificada?
15 – Quando deve ser feito trabalho de análise de classificação de áreas e por que é necessária uma equipe multidisciplinar?
O trabalho de classificação de áreas deve ser realizado por equipe multidisciplinar, composta por: Profissional da disciplina de segurança; Profissional da disciplina de processo; Profissional da disciplina de eletricidadee Profissional da disciplina de VAC. Para facilitar a elaboração do desenho de classificação de áreas, o trabalho a bordo das unidades deve ter a participação de um desenhista. 
O trabalho de classificação de áreas deve ser coordenado pelo profissional de segurança ou pelo profissional de processo. Por vezes esta tarefa é passada para o profissional de eletricidade, mas os profissionais de segurança ou de processo têm formação mais adequada para a realização deste trabalho.
16 – Cite alguns cuidados em relação a sala de baterias?
O alarme na sala de controle deverá ser iniciado quando um detector de gás for ativado, após a confirmação de gás deve iniciar as ações de controle, como inibir a carga das baterias, a entrada de ar da sala de baterias deve ser localizada junto ao piso do compartimento e a exaustão deve ser localizada junto ao teto, de modo a evitar a formação de bolsões de gás hidrogênio