Projeto de Pesquisa Licitação pronto
15 pág.

Projeto de Pesquisa Licitação pronto


DisciplinaDireito Administrativo I57.850 materiais1.047.165 seguidores
Pré-visualização3 páginas
UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA - UEPB
ROMÁRIO CONSTANTINO MARTINS
A LICITAÇÃO NA MODALIDADE PREGÃO PRESENCIAL E ELETRÔNICO SUAS VANTAGENS E DESVANTAGENS PELA ÓTICA DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA MUNICIPAL 
CAMPINA GRANDE - PB
2018
ROMÁRIO CONSTANTINO MARTINS
A LICITAÇÃO NA MODALIDADE PREGÃO PRESENCIAL E ELETRÔNICO, SUAS VANTAGENS E DESVANTAGENS PELA ÓTICA DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA MUNICIPAL 
Projeto de Pesquisa apresentado ao Centro de Ciências Jurídicas, Universidade Estadual da Paraíba, como requisito parcial para aprovação do Componente Curricular Métodos e Técnicas de Pesquisa II.
Orientadora: Profa. Dra. Aureci Gonzaga Farias
CAMPINA GRANDE - PB
2018
SUMÁRIO
1 INTRODUÇÃO	3
2 TEMA	5
2.1 PROBLEMA	5
2.2 HIPÓTESE	5
3 OBJETIVOS	7
3.1 OBJETIVO GERAL	7
3.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS	7
4 JUSTIFICATIVA	8
5 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA	9
6 METODOLOGIA	12
7 CRONOGRAMA	13
 REFERÊNCIAS	14
\ufffd
\ufffd
1 INTRODUÇÃO
	O presente projeto de pesquisa, intitulado \u201cA Licitação na Modalidade Pregão Presencial e Eletrônico, Suas Vantagens e Desvantagens Pela Ótica da Administração Pública Municipal\u201d, tem como objetivo geral trazer um maior entendimento em licitação, bem como na modalidade aqui discutida, sendo este, instituída pela lei 8.666 de 21 de junho de 1993, e também nos outros diplomas legais que disciplinam a matéria. Tendo como ponto central identificar as vantagens e desvantagens do pregão eletrônico e presencial pela visão da administração pública municipal.
A Administração Pública, de qualquer ente da federação, para realizar a compra ou contratação de serviços, necessitara do instituto da Licitação para fazê-la, sendo este, um processo por vezes burocrático e lento, induzindo a criação de uma nova modalidade de licitação, o pregão, que tem o intuito de conferir maior simplicidade e agilidade no processo, mas daí surge as seguintes indagações; com a instituição e escolha da modalidade pregão pela administração pública em especial a municipal, seja ele presencial ou eletrônico, ocorreu uma diminuição das formalidades e burocracias presentes nos processos licitatórios? Quais as vantagens e desvantagens que a administração pública municipal enxerga na utilização no processo de pregão presencial e eletrônico?
	Por conseguinte, tendo a pesquisa analisado o procedimento a ser seguido na modalidade pregão, constatado seus conceitos inovadores, desde o encurtamento dos prazos bem como em inicio se realizar o julgamento das propostas, para somente após se analisar os documentos da habilitação do melhor classificado, evitando assim recursos, a hipótese levantada por esta pesquisa é que: a utilização da modalidade de licitação denominada pregão apresenta agilidade, publicidade e eficiência no processo de comprar e serviços entre a administração pública em especial a municipal e os fornecedores, tornando-se como principal modalidade utilizada entre as que fazem parte do rol das licitações.
Sendo assim, o estudo desta matéria se justifica pelos inúmeros questionamentos que obrigam aqueles que necessitam do seu estudo e uso de se aprofundarem para buscar elucidar o assunto, haja vista, a burocratização e formalismo que o tema apresenta, e é dentro dessa conjuntura que surge a modalidade pregão para a busca da desburocratização e agilidade de todo o processo.
2 TEMA
	O presente tema trata a cerca do instituto da licitação, a qual tem sua fundamentação jurídica insculpida na Lei Federal 8.666 de 21 de junho de 1993. E em um segundo momento acerca da modalidade de licitação pregão presencial e pregão eletrônico, sendo respectivamente regulados pela Lei 10.520 de 17 de julho de 2002 e Decreto Federal nº 5.450 de 31 de maio de 2005.
2.1 PROBLEMA
	Por conseguinte, após essa pequena leitura geral sobre o tema das licitações, seguirão sendo tratados nos capítulos seguintes acerca do Pregão Presencial, que em resumo podemos definir como uma modalidade de licitação para aquisição de bens e serviços de natureza comum, bem como o Pregão Eletrônico, sendo este também uma modalidade de licitação utilizada para contratar bens e serviços, porém eletrônica através da internet, possibilitando a participação de um maior numero de concorrentes/fornecedores. Então: 
Quais as vantagens e desvantagens que a administração pública municipal enxerga na utilização no processo de pregão presencial e eletrônico?
	Será que com a instituição e escolha da modalidade pregão pela administração pública em especial a municipal, seja ele presencial ou eletrônico, ocorreu uma diminuição das formalidades e burocracias presentes nos processos licitatórios?
2.2 HIPÓTESE
O estudo do processo licitatório previsto na Lei Federal 8.666/02 é complexo e muito amplo, fazendo com que aqueles que, por qualquer que seja o motivo, estejam obrigados a lidar com o mesmo, por diversas vezes, percam o sono. 
Portanto, tendo a pesquisa analisado o procedimento a ser seguido na modalidade pregão, constatado seus conceitos inovadores, desde o encurtamento dos prazos bem como em inicio se realizar o julgamento das propostas, para somente após se analisar os documentos da habilitação do melhor classificado, evitando assim recursos, a hipótese levantada por esta pesquisa é que: a utilização da modalidade de licitação denominada pregão apresenta agilidade, publicidade e eficiência no processo de comprar e serviços entre a administração pública em especial a municipal e os fornecedores, tornando-se como principal modalidade utilizada entre as que fazem parte do rol das licitações, apresentando mais vantagens que desvantagens.
	
3 OBJETIVOS
	
	Partindo da análise da Lei Federal 8.666/02 que prevê e rege o instituto da licitação, desde a analise do seu aspecto histórico ate os dias de hoje. Tendo seu campo de estudo ampliado pela criação da Lei 10.520/02 e Decreto 5.450/05, instituindo a modalidade pregão presencial e eletrônico, esclarecendo suas vantagens e desvantagens pela visão da administração pública municipal.
	
3.1 OBJETIVO GERAL
	Este projeto tem como propósito trazer um maior entendimento em licitação, bem como na modalidade aqui discutida, sendo este pregão, instituída pela lei 8.666 de 21 de junho de 1993, e também nos outros diplomas legais que disciplinam a matéria sendo elas a Lei 10.520 de 17 de julho de 2002 e Decreto Federal nº 5.450 de 31 de maio de 2005. Tendo como ponto central identificar as vantagens e desvantagens do pregão eletrônico e presencial pela ótica da administração pública municipal.
3.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS
	São objetivos específicos deste projeto:
	Analisar e esclarecer o instituto da licitação, seus aspectos, características, princípios e modalidades.
	Descrever as vantagens da utilização da licitação na modalidade pregão presencial e eletrônico, bem como, descrever as desvantagens desta modalidade sobre a ótica da administração publica municipal.
4 JUSTIFICATIVA
	Justifica-se, a presente pesquisa, pelo objetivo de abordar o instituto da licitação, analisando seus aspectos históricos, desde sua institucionalização, sua constitucionalização ate seu status atual.
	O estudo desta matéria revela inúmeros questionamentos que obrigam aqueles que necessitam do estudo e uso deste instituto se aprofundarem para buscar elucidar o assunto, haja vista, a burocratização e formalismo que o tema apresenta, é dentro dessa conjuntura que surge a modalidade pregão para a busca da desburocratização e agilidade de todo o processo.
Portanto o pregão é a sexta modalidade de licitação, sendo instituída pela Lei n.º 10.520/2002 e regulamentado pelo Governo Federal pelo Decreto nº 5.450/2005. A mesma pode ser utilizada em licitações de qualquer valor, para aquisição de bens e serviços comuns,