A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
315 pág.
08 1001questoescomentadasdireitopenalcespe 130811172226 phpapp02

Pré-visualização | Página 37 de 50

2008) São propósitos das 
penas alternativas a diminuição da superlotação dos presídios com a 
manutenção da eficácia preventiva geral e especial da pena, a redução 
dos custos do sistema penitenciário, o favorecimento de ressocialização 
do autor do fato e a redução da reincidência. 
445. (CESPE / Agente Técnico – MPE-AM / 2008) A embriaguez 
preordenada, segundo o Código Penal, é circunstância que agrava a 
pena. 
446. (CESPE/ OAB /2008.1) Para se caracterizar a reincidência na 
prática de crime, é necessário que haja trânsito em julgado de sentença 
condenatória por prática de crime anterior. 
447. (CESPE/ OAB /2008.1) O agente que, na fase de recurso de 
sentença condenatória pela prática de crime, comete contravenção penal, 
deve ser considerado reincidente não-específico. 
448. (CESPE/ OAB /2008.1) Para efeito de reincidência específica, 
prevalece a condenação anterior, se, entre a data do cumprimento da 
pena e a infração posterior, tiver decorrido tempo superior a 5 anos. 
449. (CESPE/ OAB /2008.1) Para efeitos de reincidência, são 
considerados os crimes eleitorais, os crimes militares próprios e os 
crimes políticos. 
 
1001 Questões Comentadas – Direito Penal – CESPE 
Eduardo Neves e Pedro Ivo 
130
450. (CESPE/ Estagiário - Defensoria - SP / 2008) A medida de 
segurança não é sanção penal, mas medida de proteção ao criminoso 
imputável. 
451. (CESPE/ OAB 2007.3 /2008) Ocorrendo a prescrição da pretensão 
executória, a vítima não tem à sua disposição o título executivo judicial 
para promover a liquidação e execução cível. 
452. (CESPE/ Estagiário - Defensoria - SP / 2008) A redução da pena é 
facultativa em caso de tentativa, podendo ser reduzida em um sexto a 
dois terços da pena prevista para o crime consumado. 
453. (CESPE/ Estagiário - Defensoria - SP / 2008) O Código Penal 
comina uma pena para os crimes tentados e outra para os crimes 
consumados. 
454. (CESPE/ Estagiário - Defensoria - SP / 2008) A redução da pena 
pela tentativa fica a critério do juiz, discricionariamente, com limite 
apenas nas cominações mínima e máxima do tipo penal. 
455. (CESPE/ Estagiário - Defensoria - SP / 2008) A redução da pena é 
obrigatória em caso de tentativa, devendo ser reduzida em um a dois 
terços da pena prevista para o crime consumado. 
456. (CESPE/ Estagiário - Defensoria - SP / 2008) A lei penal que 
agrava a medida de segurança pode retroagir, pois a vedação à 
retroatividade da lei penal mais gravosa somente se aplica aos crimes e 
às penas. 
457. (CESPE/ Estagiário - Defensoria - SP / 2008) A lei penal que 
agrava a medida de segurança não pode retroagir, porque a medida de 
segurança é sanção penal assim como a pena. 
458. (CESPE/ Estagiário - Defensoria - SP / 2008) A lei penal mais 
branda não pode retroagir para atingir a medida de segurança por não se 
tratar de espécie de pena. 
 
1001 Questões Comentadas – Direito Penal – CESPE 
Eduardo Neves e Pedro Ivo 
131
459. (CESPE/ OAB 2007.3 /2008) A partir do trânsito em julgado da 
sentença penal condenatória, começa a correr o prazo da prescrição da 
pretensão punitiva. 
460. (CESPE/ OAB 2007.3 /2008) O reconhecimento da prescrição da 
pretensão punitiva significa que o réu pode ser considerado reincidente 
caso pratique novo crime. 
461. (CESPE/ OAB 2007.3 /2008) Ocorrendo a prescrição da pretensão 
executória, o título executório é formado com o trânsito em julgado; 
entretanto, o Estado perde o direito de executar a sentença penal 
condenatória. 
462. (CESPE / Juiz – TJ-PI / 2007) A pena restritiva de direitos 
converte-se em privativa de liberdade quando ocorrer o descumprimento 
injustificado da restrição imposta. 
463. (CESPE / Agente Penitenciário – ES / 2007) O regime inicial da 
execução da pena privativa de liberdade é estabelecido na sentença de 
condenação, observadas a natureza e a quantidade da pena, bem como a 
reincidência e as circunstâncias judiciais da fixação da pena-base. 
464. (CESPE / Agente Penitenciário – ES / 2007) Para o ingresso do 
condenado no regime aberto, bastam a comprovação de aptidão física 
para o trabalho e a de oferta idônea de emprego ou a de condições para o 
trabalho autônomo. 
465. (CESPE / Promotor – MPE-AM / 2007) De acordo com as teorias 
relativas da pena, esta se justifica para a prevenção geral e especial do 
delito, partindo-se de uma concepção utilitarista da pena. 
466. (CESPE / Agente Penitenciário – ES / 2007) É assegurado ao 
preso, em regime fechado ou semi-aberto, o desconto do tempo da pena 
privativa de liberdade pelo trabalho, na proporção de três dias 
trabalhados por um dia de pena, sendo tal benefício chamado remição. 
467. (CESPE / Agente Penitenciário – ES / 2007) Denomina-se colônia 
penal agrícola, industrial ou similar, o estabelecimento destinado ao 
 
1001 Questões Comentadas – Direito Penal – CESPE 
Eduardo Neves e Pedro Ivo 
132
cumprimento, pelos presos, de pena em regime fechado, devendo a 
lotação do presídio ser compatível com a sua estrutura e finalidade. 
468. (CESPE / Agente Penitenciário – ES / 2007) Um dos principais 
deveres do preso é a obrigação de trabalhar, não se cuidando, porém, de 
trabalho forçado, o que é constitucionalmente vedado, mas de trabalho 
obrigatório, cuja recusa constitui falta grave. 
469. (CESPE / Promotor – MPE-AM / 2007) Kant, que era adepto da 
teoria absoluta da pena, asseverava que, ainda que a sociedade civil 
acordasse em se dissolver, o último assassino que estivesse no cárcere 
deveria ser executado, a fim de que cada um sofresse o que efetivamente 
merecia por seus feitos. 
470. (CESPE / Promotor – MPE-AM / 2007) Segundo Roxin, a idéia de 
retribuição compensadora somente é plausível mediante um ato de fé, 
pois não há como se compreender, de forma racional, como apagar um 
mal cometido pelo sujeito ativo do crime com um outro mal, isto é, o 
sofrimento da pena. 
471. (CESPE / Promotor – MPE-AM / 2007) Para Binding, a finalidade 
da pena é mostrar ao delinqüente sua impotência diante da lei, 
submetendo-lhe, assim, à força vitoriosa do direito. 
472. (CESPE / Defensor Público – DPU / 2007) Os condenados por 
crime decorrente de organização criminosa iniciarão o cumprimento da 
pena em regime fechado. 
473. (CESPE / Juiz – TJPI / 2007) No concurso formal de crimes, 
aplica-se ao agente a mais grave das penas cabíveis ou, se iguais, 
somente uma delas, mas aumentada, em qualquer caso, de um sexto até 
metade. As penas de multa são aplicadas distinta e integralmente. 
474. (CESPE / Juiz – TJPI / 2007) Ocorre o concurso formal perfeito 
quando a ação ou a omissão é dolosa e os crimes concorrentes resultam 
de desígnios autônomos, caso em que as penas são aplicadas 
cumulativamente. 
 
1001 Questões Comentadas – Direito Penal – CESPE 
Eduardo Neves e Pedro Ivo 
133
475. (CESPE / Juiz – TJPI / 2007) No crime continuado qualificado, o 
juiz, considerando as circunstâncias judiciais, poderá aumentar a pena 
de um só dos crimes, se idênticas, ou a mais grave, se diversas, até o 
quádruplo. 
476. (CESPE / Juiz – TJPI / 2007) No concurso formal imperfeito, a 
pena poderá exceder a que seria cabível caso fossem aplicadas as regras 
do concurso material. 
477. (CESPE / Juiz – TJPI / 2007) Não se admite a existência de crime 
habitual em continuidade delitiva. 
478. (CESPE / Juiz – TJPI / 2007) É cabível a substituição da pena 
privativa de liberdade por penas restritivas de direito quando aplicada 
pena privativa de liberdade de até quatro anos e o crime não for cometido 
com violência ou grave ameaça à pessoa. 
479. (CESPE / Juiz – TJPI / 2007) Quando se trata de crime culposo, 
será cabível a substituição da pena privativa de liberdade por penas 
restritivas de direito para os casos a que se aplicar pena privativa de 
liberdade de até oito