Avaliação Nutricional
92 pág.

Avaliação Nutricional


DisciplinaProcessos e Interações Nutricionais10 materiais14 seguidores
Pré-visualização3 páginas
Avaliação 
Nutricional
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE
CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE
DEPARTAMENTO DE NUTRIÇÃO
Docente: Penha Patrícia Cabral Ribeiro
NATAL-RN
Avaliação nutricional 
Quem se 
pretende 
atender?
Qual a razão 
para este 
atendimento?
Quais são os 
problemas 
nutricionais 
possíveis de 
serem 
identificados?
TIRAPEGUI E RIBEIRO, 2011
A avaliação é que vai 
dizer qual o ESTADO 
NUTRICIONAL do 
paciente.
Todo o processo de 
intervenção nutricional 
se inicia com a 
avaliação nutricional. 
Avaliação 
nutricional
Anamnese 
Avaliação nutricional 
TIRAPEGUI E RIBEIRO, 2011
Anamnese 
Anamnese
TIRAPEGUI E RIBEIRO, 2011
Dados 
pessoais
Dados sobre saúde 
e hábitos de vida
Aspectos do 
comportamento alimentar
Uso de 
medicamentos e/ou 
suplementos 
Avaliação 
nutricional
Anamnese 
Consumo 
alimentar 
TIRAPEGUI E RIBEIRO, 2011
Consumo alimentar 
Consumo alimentar 
TIRAPEGUI E RIBEIRO, 2011
Como está o 
consumo 
alimentar do 
paciente?
O que 
pode 
melhorar?
O registro e o diagnostico preciso do consumo 
alimentar são os aspectos mais difíceis da 
abordagem nutricional. 
Consumo alimentar 
TIRAPEGUI E RIBEIRO, 2011
Recordatório 
24 horas
Diário 
alimentar 
Questionário 
de frequência 
alimentar
História 
alimentar 
Consumo alimentar 
TIRAPEGUI E RIBEIRO, 2011
Recordatório 
24 horas
Diário 
alimentar 
Questionário 
de frequência 
alimentar
História 
alimentar 
São registrados:
-Local e horário da refeição
-Detalhamento da preparação 
e do alimento
-Quantidade do alimento 
Avaliação do consumo de alimentos 
e bebidas nas ultimas 24h ou do dia 
anterior. 
Consumo alimentar 
TIRAPEGUI E RIBEIRO, 2011
Recordatório 
24 horas
Diário 
alimentar 
Questionário 
de frequência 
alimentar
História 
alimentar 
Indivíduos 
Variabilidade 
intrapessoal 
Grupos 
1 é suficiente
Para nutrientes com teor elevado 
apenas em determinados alimentos é 
necessário um numero maior de dias.
2 em dias da 
semana não 
consecutivos 
1 no final da 
semana 
Consumo alimentar 
TIRAPEGUI E RIBEIRO, 2011
Recordatório 
24 horas
Diário 
alimentar 
Questionário 
de frequência 
alimentar
História 
alimentar 
-Pode não 
considerar a 
variabilidade do 
consumo,
-Pode subestimar o 
consumo de 
alimentos não 
saudáveis,
-Podem 
superestimar o 
consumo dos 
saudáveis.
-Baixo custo,
-Pouco tempo, 
-Não provoca 
alteração no 
consumo dos 
alimentos,
-Dificulta o 
esquecimento.
Vantagens 
Limitações 
Consumo alimentar 
TIRAPEGUI E RIBEIRO, 2011
Recordatório 
24 horas
Diário 
alimentar 
Questionário 
de frequência 
alimentar
História 
alimentar 
É caracterizado pelo registro, em 
formulário específico, do consumo de 
alimentos e bebidas ao longo do dia. 
Pesado
Ex.:
150 g de maça 
Estimado
Ex: 
Uma maça média 
Consumo alimentar 
TIRAPEGUI E RIBEIRO, 2011
Recordatório 
24 horas
Diário 
alimentar 
Questionário 
de frequência 
alimentar
História 
alimentar 
De 3-15 dias
Mensalmente ou a 
cada 1-3 semanas 
durante 6 ou 12 
meses
Consumo 
habitual 
Consumo 
médio
Consumo alimentar 
TIRAPEGUI E RIBEIRO, 2011
Recordatório 
24 horas
Diário 
alimentar 
Questionário 
de frequência 
alimentar
História 
alimentar 
-Pode levar o paciente a alterar a dieta,
-Pode ter dificuldade de estimar a 
quantidade consumida (sem balança),
-Pode não incluir as sobras,
-O custo é elevado.
-Não depende da memoria,
-Tem maior precisão (com balança).
Vantagens 
Limitações 
Consumo alimentar 
TIRAPEGUI E RIBEIRO, 2011
Recordatório 
24 horas
Diário 
alimentar 
Questionário 
de frequência 
alimentar
História 
alimentar 
É formado por uma lista de alimentos 
e/ou preparações previamente 
definidas, para os quais o 
entrevistado deve dizer com qual 
frequência consome em um 
determinado período. 
Consumo alimentar 
TIRAPEGUI E RIBEIRO, 2011
Recordatório 
24 horas
Diário 
alimentar 
Questionário 
de frequência 
alimentar
História 
alimentar 
-Perda de informações sobre os alimentos 
não incluídos na lista,
-Não quantificação (no qualitativo),
-Não apropriado para estimar o consumo de 
nutrientes de indivíduos (no qualitativo).
-Pode ser auto aplicado,
-Baixo custo,
-Caracteriza dieta habitual.
Vantagens 
Limitações 
Consumo alimentar 
TIRAPEGUI E RIBEIRO, 2011
Recordatório 
24 horas
Diário 
alimentar 
Questionário 
de frequência 
alimentar
História 
alimentar 
Avalia o consumo habitual 
de um individuo ao longo 
de um bom tempo.
Consumo alimentar 
TIRAPEGUI E RIBEIRO, 2011
Recordatório 
24 horas
Diário 
alimentar 
Questionário 
de frequência 
alimentar
História 
alimentar 
-Memória do entrevistado,
-Longo tempo de aplicação.
-Descreve o consumo habitual,
-Fornece dados sobre o consumo 
qualitativo e quantitativo. 
Vantagens 
Limitações 
Avaliação 
nutricional
Anamnese 
Consumo 
alimentar 
Composição 
corporal 
TIRAPEGUI E RIBEIRO, 2011
Composição corporal 
Composição corporal 
TIRAPEGUI E RIBEIRO, 2011
Diferentes métodos podem ser adotados para a 
avaliação da composição corporal.
Composição 
corporal
Composição 
corporalMétodos 
densitométricos
Diagnósticos 
por imagem
Impedância 
elétrica
Antropometria
TIRAPEGUI E RIBEIRO, 2011
Antropometria
TIRAPEGUI E RIBEIRO, 2011
Método de maior aplicabilidade
Simples de usar Inócuo
Relativa facilidade de interpretação
Menores restrições culturais
Antropometria
Massa corporal
Estatura
Perímetros
Dobras 
cutâneas
TIRAPEGUI E RIBEIRO, 2011
Antropometria
Massa corporal
Estatura
Perímetros
Dobras 
cutâneas
TIRAPEGUI E RIBEIRO, 2011
Antropometria
Massa corporal
Estatura
Perímetros
Dobras 
cutâneas
Quem 
pesa 
mais?
Antropometria
Massa corporal
Estatura
Perímetros
Dobras 
cutâneas
Antropometria
Massa corporal
Estatura
Perímetros
Dobras 
cutâneas
Perda ponderal
VITOLO, 2008
% perda de peso = 
(PU-PA)/PU x 100
Onde:
PA: peso atual (Kg)
PU: peso usual (Kg)
Antropometria
Massa corporal
Estatura
Perímetros
Dobras 
cutâneas
Perda ponderal
Vamos calcular...
Paciente foi internado com 
problemas intestinais e está sem se 
alimentar adequadamente. Seu 
peso usual é 74 Kg. Atualmente, 1 
mês após o aparecimento dos 
sintomas, ele está pesando 67 Kg. 
9,46%
Qual o percentual de 
perda de peso do 
paciente?
Tempo Perda de 
peso 
significativa 
(%)
Perda grave
de peso 
(%)
1 semana 1 a 2 >2
1 mês 5 >5
3 meses 7,5 >7,5
6 meses 10 >10
Antropometria
Massa corporal
Estatura
Perímetros
Dobras 
cutâneas
Perda ponderal
VITOLO, 2008
Antropometria
Massa corporal
Estatura
Perímetros
Dobras 
cutâneas
Estimativa de peso
Fórmula para estimar o PESO 
(CHUMLEA et al., 1985)
Homens: Peso = (1,73 x CB) + (0,98 x CP) + (0,37 
x DSE) + (1,16 x AJ) \u2013 81,69
Mulheres: Peso = (0,98 x CB) + (1,27 x CP) + (0,40 
x DSE) + (0,87 x AJ) \u2013 62,35
CB = perímetro do baço (cm)
CP = perímetro da panturrilha (cm)
DSE = dobra cutânea subescapular (mm)
AJ = altura do joelho