A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
11 pág.
Guerra do Iraque

Pré-visualização | Página 1 de 1

Guerra do Iraque
população
38.221.181 habitantes;
62% Xiitas, 35% Sunitas e uma minoria cristã;
0 a 14 anos, 39,2% ;
15 a 64 anos, 57,9% ;
e 65 anos ou mais 3% ;
A língua predominante é o Árabe;
Exceto no Curdistão que a língua é o curdo.
Mapa
11 de setembro
Saddam Hussein
Sharia
O EI
Al-Qaeda
As estratégias
Califado
Califa do grupo- Abu Bakr Al-Bagdadi- Príncipes dos fiéis
Combate a alvos sem armas
Batalha Campal
Terrorismo viral
Cultura
Vestuário:
Curdos: usam uma calça larga, camisa e faixa na cintura.
Dishdasha: espécie de vestido que os homens usam com um turbante.
Abaia: tipo de burca que as mulheres usam, mas sem fechar o rosto.
Festas:
Muçulmanos: comemoram o fim do jejum do Ramadã, mês em que acredita-se que o Alcorão foi enviado do Céu como uma orientação aos homens e meio para sua salvação.
Curdos: comemoram o Nowruz, que é a recepção da primavera e o início do Ano Novo curdo e persa. 
Cultura
Instrumentos: Flautas, violinos, tambores e tamborins;
Música: Umm Kulthum e Fairouz são duas renomadas cantoras, muito conhecidas por suas vozes;
Dança: Do ventre, não se esquecendo das danças típicas e folclóricas;
Comida:
Marag: cozido de feijões chamados fasoolia com carne      
Masgouf: prato feito com um peixe do Tigre. O peixe é aberto e recheado com tamarindo, pimenta e condimentos.
Museus: Museu dos Costumes Nacionais e Folclore, o Museu da Herança Popular e o Museu de Bagdá com ricos acervos de artesanato, mapas, pinturas, vestuário e cenas da vida cotidiana.
Moeda: dinar iraquiano. 
Poesia
O Muçulmano
Inscrevo versículos no meu alfanje
e ando bêbado como o ar da manhã.
Este deus meu é único, então adorem
            um deus que é todo fogo e todo perdão.
Como o sol, parei no pico de “Um Rochedo” e
            clamei: “Ó mares, ó campos espalhados
vinde à oração
            vinde à salvação”
A terra e seus arroios se extasiaram
            e árvores quiseram erguer-se como asas.
Tirei o véu que tinha o meu rosto envolto
- você sabe o vento como ataca o rosto? [...]
Ergui a morada de Deus no exílio
            de amor e de ambição eram seus ladrilhos.
Adornei-a com as letras de um versículo
            pus ramo em ramo, ela cantou, exalou.
Plantei uma oliveira, mas quem foi
            que fez dardos e flechas dessa madeira?
Sete séculos foram-se eu sem dormir
            me desvela uma voz de fundo gemido.
Terá vindo comigo o deserto no barco?
            E as belas escravas riem desse espanto [...]
É sangue de criança este em meu alfanje
            ou de grávida assustada ao ver-lhe a lâmina?
Uma gota só que fosse derramada
            seria um cataclisma, a paz devastada.
Lavei-a no mar, não ficou bem lavada e
            noutra parte a cinta aparece manchada.
Embainho mesquita na minha cinta e
            volto a andar abatido pela ferida.
– Olho para trás. Ninguém está chorando. 
Música
Vídeo
INTEGRANTES
Jeniffer Caroline
Kamila Brondoo
Matheus Ferreira
Nathalya Assis
Pedro Paulo
Rosiele Carvalho
Basim Al Ali - khala ya khala - irak song
basim al ali
basim al ali 
Classic Rock
314380.4