Buscar

PDF aula 4 PRÁTICA DA ATENÇÃO FARMACÊUTICA E SEU CONTEXTO ATUAL PART 1 Copia

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 31 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 31 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 9, do total de 31 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

PRÁTICA DA ATENÇÃO FARMACÊUTICA E 
SEU CONTEXTO ATUAL 
1. Qual o marco histórico consagrado por comissão e 
submetido ao MS em relação à Atenção Farmacêutica no 
Brasil? 
2. Defina Atenção Farmacêutica. 
3. Justifique a adoção da prática da Atenção Farmacêutica 
no serviço de atenção primária, construa um texto que 
permita convencer o gestor da Assistência Farmacêutica 
do município a disponibilizar profissionais farmacêuticos 
para este tipo de atividade. 
QUESTÕES: 
1. Descreva e comente as estratégias/critérios utilizados para 
estabelecimento do uso racional de medicamentos a nível 
Nacional. 
2. Conceitue Uso racional de Medicamentos. 
3. Após o estudo do conteúdo responda: Na sua opinião é 
possível estabelecer políticas públicas em nosso país que 
sejam eficazes o suficiente para reduzir os eventos adversos 
ao uso de medicamentos em decorrência da falta de 
informação e promoção do uso racional? 
 
 
QUESTÕES: 
Uso Racional de Medicamentos – Definição 
 
“O uso racional de medicamentos 
consiste em oferecer ao paciente a 
medicação adequada a suas 
necessidades clínicas, nas doses 
correspondentes, por tempo adequado 
e ao menor custo possível para si e 
para a comunidade”. 
 
 OMS, Nairobi, 1985 
RELEMBRANDO 
Prioridades da PNM 
• Garantir: 
• Segurança; 
• Eficácia; 
• Qualidade dos medicamentos; 
• A promoção do uso racional de medicamentos; 
• O acesso da população àqueles considerados 
essenciais. 
Uso Racional de Medicamentos – Histórico 
RELEMBRANDO 
 
 Reguladoras: legislação, diretrizes nacionais de tratamento, lista de 
medicamentos essenciais, formulário terapêutico nacional; 
 
 Gerenciais: Comitês de Farmácia e Terapêutica; 
 
 Educativas: ensino de farmacoterapia baseado em solução de problemas e 
em evidências; ensino permanente de profissionais de saúde; 
 
 De pesquisa: financiamento de fontes não comerciais, sobre 
questionamentos clinicamente relevantes e abordando também condições 
clínicas típicas de países em desenvolvimento (menor poder aquisitivo). 
ESTRATÉGIAS PARA O USO RACIONAL DE MEDICAMENTOS 
As bases conceituais do Uso Racional de Medicamentos 
RELEMBRANDO 
SUMÁRIO: 
1. RELEMBRANDO... 
2. OBJETIVOS DA AULA; 
3. DESENVOLVIMENTO: 
1. Contexto Atual - Legislações; 
2. Semiologia e Anamnese; 
3. Seguimento farmacoterapêutico; 
4. Reações Adversas a Medicamento; 
5. Interação Medicamentosa; 
4. CONSIDERAÇÕES FINAIS; 
5. QUESTÕES SOBRE O CONTEÚDO; 
6. RESOLUÇÃO DAS QUESTÕES. 
OBJETIVOS: 
1. Ser capaz de APONTAR os macro-componentes da atenção 
farmacêutica 
2. Compreender a importancia da RDC 44/2009, portaria 344/98 e 
20/2011 para a prática da atenção farmacêutica ; 
3. Compreender as bases históricas do USO RACIONAL DE 
MEDICAMENTOS; 
4. Entender quais os principais critérios necessários ao Uso Racional 
de Medicamentos; 
Os macro-componentes da atenção farmacêutica 
DESENVOLVIMENTO: 
1. Educação em saúde (incluindo promoção do uso racional de 
medicamentos); 
2. Orientação farmacêutica; 
3. Dispensação; 
4. Atendimento Farmacêutico; 
5. Acompanhamento/seguimento farmacoterapêutico; 
6. Registro sistemático das atividades, mensuração e avaliação dos 
resultados. 
RDC 44/2009 
DESENVOLVIMENTO: 
 Dispõe sobre Boas Práticas Farmacêuticas 
para o controle sanitário do funcionamento, da 
dispensação e da comercialização de produtos e 
da prestação de serviços farmacêuticos em 
farmácias e drogarias e dá outras providências 
RDC 44/2009 
DESENVOLVIMENTO: 
CAPÍTULO III 
DA INFRA-ESTRUTURA FÍSICA 
Seção II 
Do Ambiente Destinado aos Serviços Farmacêuticos 
Art. 15. O ambiente destinado aos serviços farmacêuticos deve ser diverso daquele destinado à 
dispensação e à circulação de pessoas em geral, devendo o estabelecimento dispor de espaço 
específico para esse fim. 
§1º ... garantir a privacidade e o conforto dos usuários ...estrutura compatíveis com as atividades e 
serviços a serem oferecidos. 
 Art. 16. O procedimento de limpeza ... Registrado e realizado diariamente ... PGRSS 
 
CAPÍTULO IV 
DOS RECURSOS HUMANOS 
Seção III 
Da Capacitação dos Funcionários 
 
CAPÍTULO V 
DA COMERCIALIZAÇÃO E DISPENSAÇÃO DE PRODUTOS 
Art. 42. §2º São elementos importantes da orientação, entre outros, a ênfase no cumprimento da 
posologia, a influência dos alimentos, a interação com outros medicamentos, o reconhecimento de 
reações adversas potenciais e as condições de conservação do produto. 
§2º É vedado dispensar medicamentos cuja posologia para o tratamento não possa ser 
concluída no prazo de validade. 
RDC 44/2009 
DESENVOLVIMENTO: 
CAPÍTULO VI 
DOS SERVIÇOS FARMACÊUTICOS 
Art. 61. Além da dispensação, poderá ser permitida às farmácias e drogarias a prestação de serviços 
farmacêuticos conforme requisitos e condições estabelecidos nesta Resolução. 
§1º São considerados serviços farmacêuticos passíveis de serem prestados em farmácias ou 
drogarias a atenção farmacêutica e a perfuração de lóbulo auricular para colocação de brincos. 
§2º A prestação de serviço de atenção farmacêutica compreende a atenção farmacêutica domiciliar, a 
aferição de parâmetros fisiológicos e bioquímico e a administração de medicamentos. 
Seção I 
Da Atenção Farmacêutica 
Art. 63. A atenção farmacêutica deve ter como objetivos a prevenção, detecção e resolução de 
problemas relacionados a medicamentos, promover o uso racional dos medicamentos, a fim de 
melhorar a saúde e qualidade de vida dos usuários. 
Art. 65. As ações relacionadas à atenção farmacêutica devem ser registradas de modo a permitir a 
avaliação de seus resultados. 
Art. 67. O farmacêutico deve contribuir para a farmacovigilância, notificando a ocorrência ou suspeita 
de evento adverso ou queixa técnica às autoridades sanitárias. 
PORTARIA 344 1998 
DESENVOLVIMENTO: 
 Aprova o regulamento técnico sobre 
substâncias e medicamentos sujeitos a 
controle especial. 
PORTARIA 344/98 
DESENVOLVIMENTO: 
RESOLUÇÃO-RDC Nº 20, DE 5 DE MAIO DE 2011 
DESENVOLVIMENTO: 
 Dispõe sobre o controle de 
medicamentos à base de substâncias 
classificadas como Antimicrobianos, de uso 
sob prescrição, isoladas ou em associação. 
RESOLUÇÃO-RDC Nº 20, DE 5 DE MAIO DE 2011 
DESENVOLVIMENTO: 
RESOLUÇÃO-RDC Nº 20, DE 5 DE MAIO DE 2011 
DESENVOLVIMENTO: 
 
CAPÍTULO I 
DA ABRANGÊNCIA 
Art. 2º As farmácias e drogarias privadas, assim como as unidades 
públicas de dispensação municipais, estaduais e federais que 
disponibilizam medicamentos mediante ressarcimento, a exemplo das 
unidades do Programa Farmácia Popular do Brasil, devem 
dispensar os medicamentos contendo as substâncias listadas no 
Anexo I desta Resolução, isoladas ou em associação, mediante 
retenção de receita e escrituração nos termos desta Resolução. 
RESOLUÇÃO-RDC Nº 20, DE 5 DE MAIO DE 2011 
DESENVOLVIMENTO: 
LISTA DE ANTIMICROBIANOS REGISTRADOS NA ANVISA 
(Não se aplica aos antimicrobianos de uso exclusivo hospitalar) 
SEMIOLOGIA E ANAMNESE 
O TERMO SEMIOLOGIA FOI CRIADO PARA INDICAR A CIÊNCIA GERAL DOS SIGNOS, 
EM QUE A LÍNGUA É UM SISTEMA DE SIGNOS QUE EXPRIMEM IDÉIAS E , POR 
ISSO, SEMELHANTES À ESCRITA, AO ALFABETO DOS SURDOS-MUDOS, AOS 
RITOS SIMBÓLICOS, ÀS FORMAS DE CORTESIA. 
 
A DEFINIÇÃO DE ANAMNESE É A INFORMAÇÃO ACERCA DO PRINCÍPIO E DA 
EVOLUÇÃO DE UMA DOENÇA ATÉ A APRIMEIRA OBSERVAÇÃO DO MÉDICO. A 
ANAMNESE PRETENDE NÃO SÓ IDENTIFICAR OS SINTOMAS DE SIGNIFICADO 
CLÍNICO QUE ACOMETEM O PACIENTE, MAS TAMBÉM DETALHES DA SUA VIDA. 
 
 
DESENVOLVIMENTO: 
SEMIOLOGIA E ANAMNESE 
A COLETA DE INFORMAÇÕESNA ANAMNESE PERMITE RECONHECER AS 
TRÊS DIMENSÕES DO ESPAÇO DIAGNÓSTICO: 
 
 O PACIENTE; 
 A MOLÉSTIA; 
 AS CIRCUNSTÂNCIAS. 
 
DESENVOLVIMENTO: 
SEMIOLOGIA E ANAMNESE 
SEMIOLOGIA ADAPTADA À PRÁTICA FARMACÊUTICA VOLTADA PARA: 
 
 PREVENÇÃO DOS PROBLEMAS RELACIONADOS A MEDICAMENTOS; 
 AÇÕES QUANTO PRMs. 
 
 
 LINHA BEM DEFINIDA ENTRE INTENÇÕES DO PROFISSIONAL 
FARMACÊUTICO NA ANAMNESE (NÃO TEM CUNHO DIAGNÓSTICO); 
 
DESENVOLVIMENTO: 
SEMIOLOGIA E ANAMNESE 
Mas como fazer a anamnese? 
 Estar motivado em escutar o relato; 
 Evitar interrupções externas; 
 Dispor de tempo para o momento; 
 Observar o comportamento do paciente; 
 Direcionar a conversa, porém de maneira sutil e sem constranger; 
 Não fazer julgamentos precipitados; 
 Não discutir com o paciente; 
 
Roteiro de perguntas, opção válida?????????????????????????????????????? 
DESENVOLVIMENTO: 
SEMIOLOGIA E ANAMNESE 
Pilares da anamnese 
a. História pregressa; 
b. Histórico familiar; 
c. História psicossocial. 
 
Ter certeza de alcançar após o relato: 
1. O profissional compreendeu o verdadeiro significado das palavras do paciente; 
2. O paciente compreendeu corretamente o que lhe foi perguntado; 
3. O profissional conseguiu o máximo de informações possíveis e adquiriu uma 
noção correta sobre o grau de exatidão destas informações. 
DESENVOLVIMENTO: 
SEMIOLOGIA E ANAMNESE 
Durante a anamnese, preocupar-se: 
 Ansiedade; 
 Pacientes sugestionável; 
 Hipocondríacos; 
 Depressão; 
 Euforia; 
 Hostilidade 
 Timidez 
 Paciente em estado grave (não agravar o sofrimento) 
 
Proporcionar ambiente harmônico (Sentir-se à vontade) 
DESENVOLVIMENTO: 
SEMIOLOGIA E ANAMNESE 
Exames físicos: 
a. Inspeção visual; 
b. Palpação* 
c. Percussão (emissão de sons e captação através do corpo)* 
d. Ausculta* 
e. Sinais vitais (Temperatura, pressão, pulso e respiração); 
f. Dados antropométricos. 
 
Sinais em Farmácia Clínica 
 Febre: Medicamentos (ATB, antihistamínico e psicóticos) 
 
DESENVOLVIMENTO: 
SEGUIMENTO FARMACOTERAPÊUTICO 
 Componente do cuidado farmacêutico em que o farmacêutico se 
responsabiliza pelas necessidades do paciente relacionadas com os 
medicamentos mediante a detecção, prevenção e resolução dos 
problemas relacionados com os medicamentos, de forma continuada, 
sistematizada e documentada em colaboração com o próprio paciente e 
com os demais profissionais de saúde com objetivo de alcançar 
resultados concretos que melhorem a qualidade de vida do paciente. 
(CONSENSO..., 2001; IVAMA et al, 2002) 
DESENVOLVIMENTO: 
DESENVOLVIMENTO: 
 Entre as metodologias mais citadas no Brasil estão: 
 o Método Dáder, 
 o Pharmacotherapy WorkUp e 
 o Therapeutic Outcomes Monitoring (TOM). 
 
 Todos esses visam fornecer ao farmacêutico algumas ferramentas e 
um pacote de abordagens e procedimentos para a realização do atendimento 
clínico. De modo geral, todos os métodos de atenção farmacêutica 
disponíveis advêm de adaptações do método clinico clássico de atenção à 
saúde e do sistema de registro SOAP (Subjective, Objective, Assessment, Plan) 
proposto por Weed na década de setenta. Descreveremos a seguir uma 
abordagem geral do método clínico, baseado no desenvolvido por Weed, 
utilizando abordagens e ferramentas propostas nos diversos métodos de 
atenção farmacêutica internacionais, numa perspectiva adaptada à cultura e 
realidade brasileira. 
SEGUIMENTO FARMACOTERAPÊUTICO 
DESENVOLVIMENTO: 
 Descreveremos a seguir uma abordagem geral do método clínico, 
baseado no desenvolvido por Weed, utilizando abordagens e ferramentas 
propostas nos diversos métodos de atenção farmacêutica internacionais, 
numa perspectiva adaptada à cultura e realidade brasileira. 
SEGUIMENTO FARMACOTERAPÊUTICO 
Métodos: 
• Pharmacists Work-up of Drug Therapy - PWDT (STRAND, 
CIPOLLE, MORLEY,1998) 
 
• Método Dáder (MACHUCA; FERNÁNDEZ-LLIMÓS; FAUS, 2003) 
DESENVOLVIMENTO: 
SEGUIMENTO FARMACOTERAPÊUTICO 
MÉTODO DÁDER 
 Obtenção da ficha farmacoterapêutica (problemas de saúde 
e medicamentos que utiliza) 
 Avaliação do estado de situação obtido numa determinada 
data 
 Intervenção farmacêutica para prevenir ou resolver PRMs 
 Avaliação dos resultados obtidos 
(MACHUCA; FERNÁNDEZ-LLIMÓS; FAUS, 2003) 
DESENVOLVIMENTO:

Materiais relacionados

Perguntas relacionadas

Materiais recentes

Perguntas Recentes