A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
23 pág.
003 2019 A INCLUSÃO DE EDUCANDOS COM NECESSIDADES ESPECIAIS AUDITIVAS NO ENSINO REGULAR

Pré-visualização | Página 1 de 6

A INCLUSÃO DE EDUCANDOS COM NECESSIDADES ESPECIAIS AUDITIVAS NO ENSINO REGULAR 
1 RU: – turma: 
2
RESUMO
O presente artigo buscou uma maior compreensão a cerca do tema “A Inclusão de educandos com necessidades especiais auditivas no Ensino Regular”, tema este que surgiu da necessidade em obter maiores conhecimentos em relação a inclusão no Ensino Regular de educandos com necessidades especiais auditiva, pois sabe-se que é um tema, que vem provocando inúmeras perguntas a educadores e demais profissionais envolvidos na educação. O Objetivo Geral foi:Compreender por meio da literatura as possibilidades e as práticas educativas ofertadas aos educandos com necessidades especiais auditivas do Ensino Regular nas escolas. Levando-se em conta a Inclusão Escolar faz-se necessária adaptações Curriculares é necessária para que o atendimento, ao educando com necessidades educacionais especiais auditiva, seja de qualidade e de acordo com suas especificidades a partir das linguagens e códigos de sinais e combinar a leitura do mundo com a leitura da palavra. Sendo assim, a Educação tem por base a necessidade do engajamento de seus sujeitos na concretização dos compromissos assumidos através da pedagogia do diálogo entre a escola, o educando e a comunidade. A metodologia utilizada neste estudo foi de cunho bibliográfico o qual buscou-se suporte em autores que discorrem do tema em estudo bem como artigos disponíveis em sites como auxílio para a conclusão desse. Após leituras e reflexões pode-se dizer que a educação inclusiva atenta à diversidade inerente à espécie humana, busca perceber e atender as necessidades educativas especiais de todos os sujeitos-alunos, em salas de aulas comuns, em um sistema regular de ensino, de forma a promover a aprendizagem e o desenvolvimento pessoal de todos. Prática pedagógica coletiva, multifacetada, dinâmica e flexível requer mudanças significativas na estrutura e no funcionamento das escolas, na formação humana dos professores e nas relações família-escola.
PALAVRAS-CHAVE: Inclusão Escolar; Necessidade Especial Auditiva; educandos e Aprendizagem.
________________________
1Aluna do Curso de Pedagogia do Centro Universitário Internacional UNINTER. Relatório apresentado como Trabalho de Conclusão de Curso. 2016.
2Professor (a) Orientador no Centro Universitário Internacional UNINTER.
1INTRODUÇÃO
O presente artigo tem por objetivo compreender por meio da literatura as possibilidades e as práticas educativas ofertadas aos educandos com necessidades especiais auditivas do Ensino Regular nas escolas, pois nota-se que, as instituições de ensino buscam seus fins próprios enem sempre conseguem desenvolver num todo, as práticas pedagógicas e também há o novo paradigma e o processo da inclusão se encaixa no foco de seusinteresses imediatos. Contudo, percebe-se que a orientação inclusiva contribui paramelhorar a escola para todos. Partindo desses questionamentos o estudo visa saber: como os educadores trabalham a inclusão do educando surdo e o que os mesmos entendem por inclusão.
Estudos demonstram que essa maneira de atender a Educação Inclusiva em especial educandos com necessidades especiais auditivas exigem profunda revisão das práticas educacionais e mudanças na forma como os recursos são distribuídos e disponibilizados para estes fins.
Justifica-se o referido estudo pela necessidade de conhecer a realidade da Educação ofertada aos educandos com necessidades educacionais auditivas que freqüentam a classe de Ensino Regular nas Escolas. Sendo assim, realizou-se pesquisa bibliográfica buscando auxílio em autores e sites que abordam o tema em estudo por ter conhecimento sobre as necessidades e as dificuldades encontradas para trabalhar com os educandos que apresentam essa necessidade, que estratégias são utilizadas e que benefícios a inclusão desses educandos a eles aos demais colegas e também aos educadores, oportunizando a eles obter conhecimentos de como acontece a Educação Inclusiva do educando com necessidades especiais auditivas nas classes do Ensino regular.
A problemática abordada nesse estudo foi: A Educação de educandos com necessidades especiais auditivas é um tema bastante desafiador, pesquisas realizadas no Brasil e no exterior indicam que um número significativo de sujeitos privados de audição que passaram por vários anos de escolarização apresentam competência para aspecto acadêmico muito aquém do desempenho de alunos ouvintes, apesar de suas capacidades cognitivas iniciais serem semelhantes. Uma evidente inadequação do sistema de ensino é denunciada por estes dados, revelando a urgência de medidas que favoreçam o desenvolvimento pleno dessas pessoas.
A metodologia que deu suporte a referida pesquisa foi a pesquisa bibliográfica, para tanto buscou-se auxílio em autores e sites que discorrem do tema em estudo comoBrasil. Declaração de Salamanca, 1995, Carvalho, 1997. Gomes, 2006. Luria, 1986. Maciel, 2000.Mantoan, 2005. Medeiros, 2010. Reily 2003. Santos, 2006. Sacks, 1998. Sánchez, 2004. Sassaki, 2005. Santarosa, 2000. Santana, 2007. Soares, 2003. Skilar, 1997. De acordo com leituras e reflexões foi possível o desenvolvimento deste artigo, sendo assim possível, compreender que a Educação tem por base a necessidade do engajamento de seus sujeitos na concretização dos compromissos assumidos através da pedagogia do diálogo entre a escola, o educando e a comunidade. Percebe-se que a maioria dos educadores desconhece a filosofia da inclusão, que defende uma educação eficaz para todos, apoiada no princípio de que as instituições, enquanto comunidades educativas devem satisfazer as necessidades de todos os educandos independentes de qual seja sua necessidade especial, sua cor, sua raça e sua religião.
2 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
2.1 REFLEXÕES SOBRE A INCLUSÃO DE EDUCANDOS QUE POSSUEM/OU COM NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS
Considerando-se a retomada mundial das discussões e providências para garantir o direito de todos, sem exceção, ao acesso e usufruto dos bens e serviços educacionais e sociais disponíveis, aos educandos particularmente daqueles com necessidades educacionais especiais aos quais se assegura o direito à igualdade de condições para o acesso e a permanência na escola, sem qualquer tipo de discriminação. Estudos demonstram que essa maneira de atender a Educação Inclusiva em especial educandos com necessidades especiais auditivas exigem profunda revisão das práticas educacionais e mudanças na forma como os recursos são distribuídos e disponibilizados para estes fins.
Na atualidade vivencia-se um momento em que mundialmente se fala na inclusão escolar de educandos com necessidades educacionais especiais, na rede regular de ensino.
Sabe-se que a legislação é explícita, quanto à obrigatoriedade em acolher e matricular todos os alunos, independente de suas necessidades ou diferenças (SASSAKI, 2005). Por outro lado, é importante ressaltar que não é suficiente apenas esse acolhimento, mas que o aluno com necessidades educacionais especiais tenha condições efetivas de aprendizagem e desenvolvimento de suas potencialidades.
Considera-se que os fundamentos teórico-metodológicos da Educação Inclusiva, baseiam-se numa concepção de educação de qualidade para todos e no respeito à diversidade dos educandos, é imprescindível uma participação mais qualificada dos educadores para o avanço desta importante reforma educacional, para o atendimento das necessidades educativas de todos os alunos, com ou sem necessidades especiais. Infelizmente, o despreparo dos professores figura entre os obstáculos mais citados para a educação inclusiva. 
De acordo com a Declaração de Salamanca Brasil (1995) é possível descrever sobre o movimento de inclusão o qual teve seu início na década de 80 e se consolida nos anos 90 em várias partes do mundo, inclusive no Brasil. Declarações e tratados mundiais passam a defender a inclusão em larga escala e as pessoas com necessidades especiais passam a serem vistos como cidadãos com direitos e deveres de participação

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.