Português
115 pág.

Português


Disciplina<strong>eleitoral</strong>8 materiais8 seguidores
Pré-visualização25 páginas
Português \u2013 Prof. Everson Pereira 
Verbo Jurídico 
 
1. ACENTUAÇÃO GRÁFICA 
1.1. Acentuação gráfica segundo as regras de sílaba tônica 
1.1.a. Regras da acentuação gráfica das palavras oxítonas: 
1.1.b. Regras da acentuação gráfica das palavras paroxítonas: 
1.1.c. Regras da acentuação gráfica das palavras proparoxítonas: 
1.2. Acentuação gráfica segundo as regras de ditongos e hiatos 
1.2.a. Regra dos ditongos abertos nas oxítonas: importante, houve alteração com a reforma ! 
1.2.b. Regra dos hiatos \u201ci\u201d e \u201cu\u201d 
1.3. Acento diferencial 
1.4. Regra de isar/izar e HSBCE 
2. ELEMENTOS MÓRFICOS DAS PALAVRAS AKA MORFEMAS 
2.1. Radical 
2.2. Afixos 
2.3. Desinências 
2.3.a.Desinências nominais 
2.3.b. Desinências verbais: 
2.4. Vogal temática: 
2.5. Morfemas de ligação 
2.5.1. Vogal de ligação 
2.5.2. Consoante de ligação 
3. PROCESSOS DE FORMAÇÃO DE PALAVRAS 
3.1. Processo de derivação: 
a) Prefixal 
b) Sufixal. 
c) Prefixal e sufixal. 
d) Parassintética. 
e) Imprópria. 
f) Regressiva aka Deverbal. 
3.2. Processo de composição. 
3.2.a. Composição por justaposição. 
3.2.b. Composição por aglutinação. 
3.3. Outros processos de formação 
\u2022 Hibridismo; 
\u2022 Onomatopeia; 
\u2022 Abreviação vocabular. 
\u2022 Sigla. 
4. USO DOS PORQUÊS 
5. CLASSES GRAMATICAIS 
5.1. PRONOMES 
5.1.2. Tipos de pronomes: 
a) Pronomes adjetivos: 
b) Pronomes substantivos: 
5.1.3 Classificação completa dos pronomes (há 6): 
a) Demonstrativos; 
b) Relativos. 
c) Pessoais; 
\u2022 Reto 
\u2022 Oblíquo 
- tônicos 
 -átonos 
\u2022 Tratamento 
d) Indefinidos; 
e) Possessivos; 
f) Interrogativos; 
5.1.4. Pronomes em espécie 
A) Pronomes pessoais 
A.1. Regras de colocação dos pronomes pessoais oblíquos 
A.1.1. Cinco regras para uso do pronome pessoal oblíquo como próclise 
A.1.2. Duas regras para uso do pronome pessoal oblíquo como mesóclise 
A.1.3. Regra final para uso do pronome pessoal oblíquo como ênclise 
A.1.4. Pronome oblíquo e locução verbal 
Composição da locução verbal 
(auxiliar ser ter estar haver + principal no gerúndio infinitivo ou particípio) 
A.2. Pronomes pessoais de tratamento 
B) Pronomes possessivos 
Peculiaridade dos pronomes possessivos na terceira pessoa (dele) 
C) Pronomes demonstrativos: 
C.1. Situações relevante: 
i. Posição do objeto em relação às pessoas do discurso 
ii. Posição do objeto dentro do texto escrito 
iii. Uso do objeto para fazer referência ao tempo 
D) Pronomes Relativos: 
Hipótese de utilização (o qual, a qual) 
D.1. Pronomes relativos em espécie: 
Que, Quem, Qual, Cujo, Onde, Como, Quando e Quanto 
5.2.VERBO 
5.2.1. Desinências verbais (TPM) 
5.2.1.1. INDICATIVO 
1.A) PRESENTE 
Formas diferenciadas 
* Processos habituais 
* Narrativa de fatos passados 
* Fato futuro de realização certa 
* Suavização do imperativo. 
1.B) PRETÉRITO 
b.i. Pretérito perfeito 
* forma composta: processos que se prolongam com particípio 
b.ii. Pretérito imperfeito 
* estava em andamento quando ocorrência de outro 
* cortesia 
b.iii. Pretérito mais-que-perfeito 
1.C) FUTURO 
c.i. Futuro do presente 
c.ii. Futuro do pretérito (viajaria) 
5.2.1.2. SUBJUNTIVO 
2.a) Presente do subjuntivo 
2.b) Pretérito imperfeito do subjuntivo 
2.b) Futuro do subjuntivo 
5.2.1.3. Imperativo 
5.2.1.4 FORMAS NOMINAIS DE FLEXÃO DO VERBO 
4.a) Infinitivo: 
4.b) Gerúndio: 
4.c.) Particípio: 
5.2.2. QUATRO CONJUGAÇÕES COMPLEXAS: 
5.2.3. CORRELAÇÃO DOS TEMPOS VERBAIS: Subjuntivos + Futuros do indicativo 
5.2.4. VOZES VERBAIS 
5.2.4.a) Espécies de vozes verbais 
i. Voz ativa 
ii. Voz passiva 
ii.a. Voz passiva analítica 
ii.b. Voz passiva sintética 
iii. Voz reflexiva 
5.2.4.b) Vozes verbais \u2013 Observações 
6. ANÁLISE SINTÁTICA INTERNA 
Categorias da análise sintática interna: 
a) Termos essenciais 
* Sujeito + núcleo do predicado (verbo ou predicativo); 
b) Termos integrantes 
* Complementos verbais (objeto direto e indireto), complemento nominal e agente da passiva. 
c) Termos acessórios 
* Adjunto adnominal, adjunto adverbial e aposto 
6.1. TERMOS ESSENCIAIS DA ORAÇÃO 
6.1.1. SUJEITO 
6.1.1.a. Primeiro passo: verificar se o verbo é impessoal (sujeito inexistente) 
I) Haver: no sentido existir, acontecer, ocorrer. 
II) Fazer: tempo decorrido ou temperatura. 
III) Estar: clima / condições climáticas. 
IV) Ser*: horário, data ou distância (acompanha predicativo) 
V) Fenômenos da natureza (em sentido denotativo, e não conotativo) 
6.1.1.b. Segundo passo: Fazer a pergunta \u201cquem é que\u201d, ou \u201cque é que\u201d. 
* Sujeito elíptico ou desinencial. 
a) SUJEITO INEXISTENTE (verbos impessoais) 
b) SUJEITO SIMPLES (que é que) 
c) SUJEITO COMPOSTO 
d) SUJEITO INDETERMINADO 
\u2022 verbos intransitivos, transitivos indiretos ou de ligação, acompanhados da partícula SE 
\u2022 verbos flexionados na terceira pessoa do plural, sem qualquer referência anterior a eles. 
6.1.1.c. Terceiro passo: Verbo + Se; (estuda-se, vende-se) 
6.1.2. PREDICADO 
6.1.2.1.Classificação do predicado 
1.a) Predicado verbal: 
1.b) Predicado nominal: 
1.c) Predicado verbo-nominal: 
Importante 01: PREDICATIVO: 
Importante 02: VERBOS DE LIGAÇÃO: 
6.1.2.2. Predicativo do objeto 
6.2. TERMOS INTEGRANTES DA ORAÇÃO 
(digressão regência verbal: intransitivos, vtd, vti, vtdi). 
6.2.1. COMPLEMENTOS VERBAIS 
\u2022 6.2.1.a. Objeto direto 
\u2022 6.2.1.b. Objeto indireto 
# Obs.: O e LHE como complementos verbais: respectivamente objetos direto e indireto. 
# Regras com outros pronomes (ME TE NOS VOS), que podem ser objetos diretos ou indiretos: 
# Objeto direto/indireto pleonástico e Objeto direto preposicionado. 
6.2.2. COMPLEMENTO NOMINAL 
6.2.3. AGENTE DA PASSIVA 
6.3. TERMOS ACESSÓRIOS DA ORAÇÃO 
6.3.1. Adjunto adnominal 
6.3.2. Adjunto adverbial 
6.3.3. Aposto 
7. CONCORDÂNCIA NOMINAL 
7.1. Casos especiais de concordância nominal 
7.1.a. Adjetivo anteposto de substantivos de gêneros diferentes 
7.1.b. Adjetivo posposto a dois substantivos de gêneros diferentes. 
7.2. Palavras versáteis (categoria criada pelo professor): 
7.3. Casos finais de concordância nominal 
8. CONCORDÂNCIA VERBAL 
Passos para acertar a concordância verbal: 
8.1. Localizar o sujeito: se impessoal, o verbo fica no singular 
8.2. Expressões partitivas ou percentuais 
8.3. Existência, no sujeito, da palavra \u201cque\u201d. 
8.4. Existência, no sujeito, da palavra \u201cquem\u201d. 
8.5. Concordância verbal e pronomes de tratamento 
8.6. Correlação de tempos verbais: 
a) Futuro do pretérito do indicativo + pretérito imperfeito do subjuntivo 
b) Futuro do presente do indicativo + futuro do subjuntivo. 
8.7. Concordância verbal em locuções verbais 
9. ANÁLISE SINTÁTICA EXTERNA 
9.1. Revisão dos conceitos básicos: Frase (verbal e nominal), Oração, Período (simples e COMPOSTO) e Conjunções. 
9.2. Esquema da análise sintática externa 
9.3. Período composto por coordenação: orações coordenadas (AAACE) 
9.3.1. Conjunções coordenadas aditivas: 
9.3.2. Conjunções coordenadas adversativas: 
9.3.3. Conjunções coordenadas alternativas: 
9.3.4. Conjunções coordenadas conclusivas. 
9.3.5. Conjunções coordenadas explicativas 
9.4. PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO: orações subordinadas 
9.4.1. Orações Subordinadas Substantivas 
1.a. Oração subordinada substantiva subjetiva. 
1.b. Oração subordinada substantiva objetiva direta 
1.c. Oração subordinada substantiva objetiva indireta. 
1.d. Oração subordinada substantiva completiva nominal. 
1.e. Oração subordinada substantiva predicativa. 
1.f. Oração subordinada substantiva apositiva 
9.4.2. Orações Subordinadas Adjetivas 
Diferença entre aposto e a oração explicativa 
2.a. Oração subordinada adjetiva explicativa: entre vírgulas 
2.b. Oração subordinada adjetiva restritiva: sem vírgulas 
9.4.3. Orações Subordinadas Adverbiais 
3.a. Oração subordinada adverbial causal 
3.b. Oração subordinada adverbial consecutiva. 
DISTINÇÃO IMPORTANTE: ORAÇÕES SUBORDINADAS EXPLICATIVAS X COORDENADAS CAUSAIS 
DISTINÇÃO