1464 Curso de Direito Civil Obrigaes Vol2 2017 Cristiano Chaves de Farias Nelson Rosenvald
50 pág.

1464 Curso de Direito Civil Obrigaes Vol2 2017 Cristiano Chaves de Farias Nelson Rosenvald

Disciplina:Direito Civil I49.086 materiais560.206 seguidores
Pré-visualização50 páginas
Cristiano Chaves de Farias
Nelsop Rosenvald

CURSO DE DIREITO

Obrigações

~~ONFORME
, gCPCi

11ª EDIÇÃO
revista, ampliada e atualizada

2017

I);,. EDITORA . f }UsPODWM
www.editorajuspodivm.com.br

EDITORA
}UsPODIVM

www.editorajuspodivm .com.br
Rua M<1t0 Grosso, 175 - Pituba, CEP: 41830-151 -Salvador- Bahii.!
Te I: (71) 3363~617 I Fax: (71) 3363-5050
\u2022 E-mail: fale@editot;ajuspodivm.com.br
Copyrlght: Edlçõ~s JusPODIVM
Conselho Editorial: Eduardo Viana Porte la Neves, Dirley da Cunha Jr., Leonardo de Me(j~iros Garcia, Fredie Didier Jr., José Hen-
rique Mouta, José Marcelo Vigliar, Marcos Ehrhardt Júnior, Nestor Távora, Robrio Nynes Filho, Roberval Rocha Ferr~ira Filho,
Rodolfo Pamplona Filho, Rodrigo Reis Mauei.e Rogério Sanches Cunha. .r

Capa: Rene Bueno e Daniela Jardim (www.buenojardim.com.br)

F224ç Farias, Cristiano Chaves de
Curso de direito civil: obrigações I Cristiano Chaves de Farias, Nelson Rosenvald - 11. ed.

rev., ampl. e atual.- Salvador: Ed. JusPodivm, 2017.
656 p.

Bibliografia.
ISBN 978-85-442-1103-8.

1. Direito civil. 2. Obrigações. I. Titulo.

CDD 342.14

Todos os direitos desta edição reserv~cfos à Edições Ju.sPODIVM.
t terminantemente proibida a reprodúção total ou parcial desta obra, por qualquer meio ou processo, sem a expressa
autorização do autor e da Edições Ju5PODIVM. A violação dos direitos autorais caracteriza crime descrito na legislação em
vigor, sem prejufzo das sanções civis cabíveis.

Para Gabriela, Felipe, João Gabriel e Pedro Henrique, pelo amor incondicional
e pela paz. Como retribuição pelo ambiente propicio que me permite fazer tantas
coisas ao mês mo tempo e nas horas mais estranhas.

&quot;êh saudade que bate no meu coração, sei que
é tarde, mas não desligue não, predso dizer

que te amo pra você lembmr&quot;
(Jammil e uma noites,

Êh saudade, de Manno Góes)

Para a minha mãe, Joana Angélica, para os meus irmãos, Luciano e Fabiano,
e para a minha grande família ampliada, Thania Karina, Manuela, Tia Elvira, Maria
Eugênia, Tia Zélia, Sebastião, Fátima, Marcus Vinicius e Graciele, pelos inesquecíveis
momentos na infância, na juventude, na fase adulta etc., e pela preocupação e o
cuidado constantes, me fazendo sentir sempre amado.

&quot;Por tanto amor, por tanta emoção, a vida
me fez assim, Doce ou atroz, mcmso ou feroz,

eu caçador de mim ... Nada a temer senão o
correr da luta; nada a fazer senão esquecer

o medo; Abn'r o peito a força, numa procura,
Fugir às armadilhas da mata escura&quot;

(Milton Nasdmento, Caçador de Mim,
de Luiz Carlos Sá e Sergio Magrão)

Para os meus queridos amigos Daniel Cintra, Marcus Cotrim de Carvalho Melo,
Raymundo César Dória Costa, Roberto de Almeida Borges Gomes, Aurisvaldo Melo
Sampaio e João Luiz da Silva Almeida, pela companhia e por saberem estar perto,
mesmo quando a geografia se mostra cruel

&quot;Amigo é coisa pro se guardar do lado
esquerdo do peito mesmo que o tempo e a

distância digam não ... o que importa é ouvir a
voz que vem do coração&quot;

(Milton Nasdmento, Canção da América,
de Fernando Brant e Milton Nasdmento)

Cristiano Chaves de Farias

O tempo muito nos ensinou. Ensinou a
amar a vida, não desistir da Luta, recomeçar

na derrota, renundar as palavras e pensamento
negab'vo, enfim, acreditar nos valores

humanos. Ser ob'mista!!!&quot;

(Cora Coralina)

&quot;Liberdade é uma palavra que o sonho
humano alimenta, não há ninguém que
explique e ninguém que não entenda.&quot;

(Cecilia Meireles)

Para meus saudosos pais, David e Henia, aos quais sou grato pelo amor, dedi-
cação e legado de inúmeras virtudes.

Para Hanna, minha eterna princesinha.
Para Sérgio, Hélio, Kátia e Felipe. Minha pequena família.
Para Wacy, segunda mãezona, além da Grazi, Savassi, Leca, Fernando, Keirim,

Paloma, Bubu e Rebecca. Vocês animam nossas vidas.
Para meus amigos Nedens, Rômulo, Tonel, Mariano, Ivan, Topan e Afonso. Entre

tantos outros, meus queridos amigos do Ministério Público.
Para Wanessa: amor verdadeiro, amor que transcende, amor que dói no peito,

amor ainda paixão.
Nelson Rosenvald

!
I

l

Palavras Prévias -11 a edição.............................................................................. 17
Prefácio ................................................... ,.................................................................. 21
Apresentação ............................................ ~···························································· 23
Capitulo Introdutório
As Obrigações em Leitura Civil-constitucional ............................................... 25

Capitulo I -. Introdução ao Direito das Obrigações.......................................... 33
1 . Noções gerais................................................................................................................................................................. 34

1.1 Conceito de obrigações................................................................................................................................. 34
1.2 Características essenciais .............................................................................................................................. 37
1.3 Evolução histórica .................... ~........................................................................................................................ 46
1.4 Introdução ao estudo das garantias ......................................................... :............................................... 51
1.5 Posição no direito civil.................................................................................................................................... 55
1.6 O sistema privado obrigacional: o civil, o empresário e o consumidor.................................... 58

1.6.1 Unificação do direito das obrigações: o empresário......................................................... 60
1.6.2 O consumidor como sujeito especial de relações obrigacionais................................. 64

2. Elementos constitutivos da~ obrigações........................................................................................................... 74
2.1 Generalidades..................................................................................................................................................... 74
2.2 Elemento subjetivo (o credor e o devedor)........................................................................................... 77
2.3 Elemento objetivo (a prestação)................................................................................................................ 79
2.4 Elemento abstrato ou espirítual (o vínculo jurídico)......................................................................... 81

2.4.1 O vínculo jurídico e a garantia de cumprimento................................................................ 81
2.4.2 Consequências do não cumprimento esponttmeo ........................................................... 83
2.4:3 A execução da obrigação através do Poder Judiciário..................................................... 84
2.4.4 O vínculo jurídico e a excepcional possibilidade de prisão civil do devedor......... 84

3. Principais distinções.................................................................................................................................................... 102
3.1 Direitos reais........................................................................................................................................................ 1 02

3.1.1 Revisão crítica da dicotomia: direitos obrigacionais x direitos reais........................... 105
3.1.2 Situações híbridas............................................................................................................................. 107
3.1.3 Obrigações propter rem..................................................................................................................