Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
24 pág.
Agentes do Relevo e Erosão

Pré-visualização | Página 1 de 1

*
AGENTES DO RELEVO
Professor: Jeferson
*
Forças ou agentes modificadores do relevo
Porém, a superfície terrestre sofreu grandes alterações ao longo do tempo. 
Ao observarmos uma paisagem, temos a impressão de que o seu relevo sempre foi assim.
Essas alterações são consequência da ação de forças ou agentes internos e externos.
*
Os Agentes Internos
São processos que têm sua origem no interior da Terra, como o vulcanismo, o tectonismo e os abalos sísmicos.
*
No caso de estruturas rochosas mais duras, deram origem às fraturas ou falhas.
Tectonismo
É o fenômeno provocado pelas pressões que as camadas interiores do globo exercem lentamente, na crosta terrestre.
Ao longo de milhares de anos.
Camadas rochosas mais maleáveis, essas pressões levaram à formação dos dobramentos.
Ao atingirem
*
Os movimentos orogenéticos na crosta terrestre têm o sentido horizontal, isto é criam o deslizamento contínuo das placas.
Anticlinal
Sinclinal
*
Ocorre quando há um deslocamento vertical de grandes áreas continentais, gerando falhamentos e fraturamentos significativos. Quando este deslocamento é para cima chamamos de soerguimento e para baixo subsidência.
*
Rochas mostrando dobramentos em Hammerfest, na Noruega.
*
*
Vulcanismo
Vulcão Stromboli, na Itália.
Jean du Boisberranger/Hemis/Corbis/LatinStock
Através de fendas ou aberturas da crosta terrestre.
Lavas, cinzas e gases.
É a atividade pela qual os materiais vindos do manto atingem a superfície.
A acumulação e consolidação da lava expelida pelos vulcões podem dar origem a montanhas e ilhas.
*
*
Vulcanismo no Brasil
Atualmente não existe vulcões ativos no Brasil.
Entretanto, em épocas geológicas passadas, nosso país foi palco de diversas atividades vulcânicas.
Na Era Mesozoica, a atividade vulcânica foi muito intensa no Brasil, destacando-se as seguintes ocorrências:
na Região Sul houve um dos maiores derrames basálticos do mundo;
os derrames basálticos que ocorreram no Planalto Meridional deram origem ao fértil solo terra roxa;
a Bacia Amazônica também foi afetada por atividades vulcânicas em algumas áreas. 
*
*
Abalos sísmicos
São vibrações de camadas da crosta terrestre que têm sua origem no interior da Terra. 
Sua ocorrência é repentina e de curta duração. 
Quando se manifestam na superfície dos continentes, chamam-se terremotos.
Se ocorrem no fundo dos oceanos, recebem o nome de maremotos. 
*
Abalos Sísmicos
Os estragos que um terremoto pode causar em um determinado lugar variam de acordo com quatro fatores:
 
1) a intensidade original das vibrações no hipocentro; 
2) a distância entre este e o epicentro; 
*
*
Para medir e avaliar a gravidade dos abalos sísmicos, a escala mais usada é a Richter, que mede a quantidade de energia liberada pelo tremor ou abalo. 
Efeitos do terremoto em Nishinomiya, no Japão, em 1995, de magnitude 7,3 na escala Richter. Esse terremoto devastou a cidade e mais de 5 500 pessoas morreram.
Para medi-la são empregados aparelhos chamados sismógrafos. 
A intensidade dos abalos é variável. 
Kimio Ida/epa/Corbis/LatinStock
*
Escala Richter para terremotos e seus efeitos
*
AGENTES EXTERNOS:
Intemperismo ou meteorização 
Erosão 
Sedimentação
*
OS RIOS:
Erosão Fluvial: Vales Cuestas
Acumulação:
*
AS GELEIRAS:
EROSÃO:
SEDIMENTAÇÃO:
*
AS CHUVAS:
 ENXURRADAS TORRENTES
*
AS CHUVAS:
		Ravinas:		Voçorocas:
As Rochas
*
VENTOS:
EROSÃO:
SEDIMENTAÇÃO:
*
MAR:
EROSÃO: