WHATSAPP e suas Aplicações na Educação uma revisão sistemática da Literatura
21 pág.

WHATSAPP e suas Aplicações na Educação uma revisão sistemática da Literatura


DisciplinaPedagogia118.222 materiais686.912 seguidores
Pré-visualização6 páginas
Volume 10 - No 2 \u2013 Maio/Agosto de 2016 
 
67 
Universidade Federal do Rio de Janeiro \u2013 Escola de Comunicação 
Laboratório de Pesquisa em Tecnologias da Informação e da Comunicação \u2013 LATEC/UFRJ 
WHATSAPP e suas Aplicações na Educação: uma revisão sistemática da 
Literatura 
 
João Batista Bottentuit Junior 
Departamento de Educação II 
Universidade Federal do Maranhão - UFMA 
jbbj@terra.com.br 
 
Odla Cristianne Patriota Albuquerque 
Unidade de Ensino Superior Dom Bosco \u2013 UNDB 
odlachris@gmail.com 
 
Clara Pereira Coutinho 
Instituto de Educação 
Universidade do Minho \u2013 UMINHO - Portugal 
ccoutinho@ie.uminho.pt 
 
Resumo 
Neste artigo apresenta-se uma revisão sistemática da literatura sobre as produções 
disponíveis em algumas bases de dados acerca do aplicativo WhatsApp em 
contexto educativo. Neste sentido, foram analisados 22 trabalhos que se 
encontravam disponíveis online e que apresentavam estudos empíricos ou teóricos 
sobre a aplicabilidade da ferramenta nos processos ensino e aprendizagem. Os 
resultados mostram uma maior concentração de trabalhos empíricos, ou seja, 
pesquisa de campo, com utilização em disciplinas na área do ensino de línguas 
(português ou inglês), sendo a grande maioria realizada em âmbito escolar para 
suscitar discussões sobre temas relacionados às disciplinas curriculares, ou mesmo, 
 
 
Volume 10 - No 2 \u2013 Maio/Agosto de 2016 
 
68 
Universidade Federal do Rio de Janeiro \u2013 Escola de Comunicação 
Laboratório de Pesquisa em Tecnologias da Informação e da Comunicação \u2013 LATEC/UFRJ 
como estratégia para resolver tarefas e esclarecer dúvidas. O aplicativo quando 
utilizado em contexto educativo proporciona maior motivação e participação dos 
alunos nas tarefas. 
Palavras-Chave: Revisão Sistemática, WhatsApp, Dispositivos Móveis. 
 
WhatsApp in Education: a Systematic Review of the Literature 
Abstract 
This article presents a systematic review of the literature regarding the productions 
about WhatsApp applied to Education that are available in the main global 
databases. 22 studies that were available online and presented either empirical or 
theoretical studies on the application of the tool in the teaching and learning 
processes were analyzed. The results show a higher concentration of empirical work 
- i.e., field research \u2013 being used in the language teaching area (English or 
Portuguese). Also, the majority is being held in the school setting to raise 
discussions on topics related to curriculum subjects or even as a strategy for solving 
tasks and answering questions. The application when used in the educational context 
provides greater motivation and students\u2019 engagement in activities. 
Keywords: Systematic Review, WhatsApp, Mobile gadgets. 
 
Introdução 
Vivemos na era das tecnologias digitais, cercados por computadores de 
diversos tamanhos e portes, que permitem trocas de dados em tempo real. Os 
indivíduos estão cada vez mais atarefados e a sua comunicação deve ser a mais 
rápida e eficiente possível. Assim, as tecnologias móveis se adéquam perfeitamente 
às necessidades deste indivíduo ao permitir a troca de mensagens, áudio, vídeo e 
documentos de forma instantânea. 
 
 
Volume 10 - No 2 \u2013 Maio/Agosto de 2016 
 
69 
Universidade Federal do Rio de Janeiro \u2013 Escola de Comunicação 
Laboratório de Pesquisa em Tecnologias da Informação e da Comunicação \u2013 LATEC/UFRJ 
 Como exemplos de ferramentas de comunicação instantânea móvel, há uma 
série de opções, tais como: o Google Talk, também conhecido por Hangout, Skype, 
Viber, Telegram e Facebook Messenger. Entretanto, uma das ferramentas mais 
utilizadas atualmente é o WhatsApp. O nome do aplicativo WhatsApp tem origem na 
tradução simples do termo \u201cWhat\u2019s up?\u201d- que significa \u201co que se passa\u201d ou \u201cquais as 
novidades\u201d (ALMEIDA, 2015). Este aplicativo possui mais de 900 milhões de 
usuários ativos em todo o mundo1. 
Pensando no aplicativo de comunicação para dispositivos móveis WhatsApp e 
nas possíveis publicações advindas desta possibilidade pedagógica é que se decidiu 
sistematizar um estudo a fim de mapear e conhecer o que os pesquisadores têm 
descoberto quando utilizam esta ferramenta com seus alunos. Por esta razão, a 
questão-problema norteadora que direcionou a realização desde estudo foi: \u201cDe que 
forma a Ferramenta WhatsApp tem sido utilizada em contexto educativo?\u201d. Além 
desta pergunta, estabelecemos outras perguntas menores que serão respondidas a 
partir da execução da revisão sistemática. Entre elas, temos: 
\uf0b7 Quais sãos os principais tipos de estudos realizados? 
\uf0b7 Em quais áreas e contextos são mais utilizados? 
\uf0b7 O que ainda falta ser explorado? 
O estudo justifica-se na medida em que, hoje em dia, grande parte dos 
alunos, (em especial os das instituições privadas), já possuem um aparelho celular 
e, praticamente todos estes, são smartphones com possibilidades de acesso à 
Internet e aplicativos de comunicação como o WhatsApp. Outra constatação é que o 
referido aplicativo possui grandes potencialidades e possibilidades de exploração em 
todas as áreas do conhecimento. Além disso, em nível educacional, permite ricas 
experiências ao professor e ao aluno, assim como, um maior compartilhamento de 
informações. 
 
 
 
1
http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2015/09/whatsapp-chega-900-milhoes-de-usuarios.html 
 
 
Volume 10 - No 2 \u2013 Maio/Agosto de 2016 
 
70 
Universidade Federal do Rio de Janeiro \u2013 Escola de Comunicação 
Laboratório de Pesquisa em Tecnologias da Informação e da Comunicação \u2013 LATEC/UFRJ 
A Sociedade Contemporânea e o WhatsApp 
Vivemos em uma sociedade que respira mudanças. O uso da Internet e das 
ferramentas que a acompanham, especialmente aquelas relacionadas às 
tecnologias da informação e comunicação (TIC), em vários setores da sociedade, é 
um fenômeno crescente e, porque não ousar afirmar, irreversível. Tudo ao nosso 
redor se transforma muito rápido e, continuamente, o trânsito de informação assume 
um papel central em nossas vidas, instigando-nos a desenvolver habilidades 
diversas para lidar com a comunicação de forma instantânea. 
Estamos diante de uma Revolução Digital, como comentado por Gabriel 
(2013), quando a autora explica que em nenhuma outra época da História da 
humanidade, a velocidade de mudança foi tão rápida. E tal mudança não se aplica 
somente ao uso da tecnologia no ambiente laboral, como presenciamos na mudança 
do uso dos bancos tradicionais com seu atendimento presencial e lento, mas, se 
aplica também ao modo como estudamos, ensinamos e compartilhamos saberes. 
Castells (1999), em seu livro A Sociedade em Rede, estuda vários tipos de 
redes contemporâneas, tais como: computadores, economia, trabalho e 
comunicação. As palavras finais no seu primeiro capítulo reiteram como estas redes 
constituem a nova morfologia social, bem como a lógica de redes difundida modifica 
de forma substancial a operação e os resultados dos processos produtivos e de 
experiência, poder e cultura, através de compartilhamentos, socialização de 
informação, produção e distribuição de conhecimento e tecnologias intelectuais 
difundidas. É o novo modelo da tecnologia da informação ofertando a base material 
para a expansão da forma de organização em redes, em toda a sua estrutura social, 
incluindo-se aqui a Educação. 
Além disso, Mattar (2013) alega que as redes constituem uma nova 
morfologia em Educação, uma vez que as operações e os resultados do processo 
ensino-aprendizagem são modificados profundamente. O aluno está cada vez mais 
digital e inserido em uma cultura interativa e participativa, a qual pede novas