Artigo O Cálculo Diferencial e Integral e Suas Aplicações no Ensino da Engenharia Univás
1 pág.

Artigo O Cálculo Diferencial e Integral e Suas Aplicações no Ensino da Engenharia Univás

Disciplina:Engenharia6.497 materiais12.878 seguidores
Pré-visualização1 página
O CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL E SUAS APLICAÇÕES NO ENSINO DA ENGENHARIA:

UMA ANÁLISE DE CURRÍCULO.

LUIZ FELIPE SIMÕES DE GODOY; WELLINGTON CÁSSIO FARIA*.
Instituto Nacional de Telecomunicações \u2013 INATEL.

 A reprovação nos primeiros períodos dos cursos de engenharia tem se tornado uma rotina.
Inúmeras pesquisas apontam para este problema, e anotam um alto percentual de reprovação logo
no 1º período desses cursos, de forma mais contundente quando se trata da disciplina de Cálculo I.
Esta rotina está gerando uma cultura no meio acadêmico de que o insucesso dos alunos,
ingressantes no curso de engenharia, principalmente na disciplina de Cálculo Diferencial e Integral, é
um fato natural. Nesta linha os próprios componentes do sistema de ensino e aprendizagem desta
disciplina: coordenadores, professores e alunos, acabam por minimizar os fatores que acarretam este
problema, o que gera uma banalização do processo de ensino e aprendizagem.

 Considerando a diversidade de estudos sobre as dificuldades de aprendizagem na disciplina
de Cálculo I, no ciclo básico dos cursos de engenharia, e ainda, cientes do elevado número de
reprovações, nesta disciplina, pelos alunos do Instituto Nacional de Telecomunicações, procurou-se
fazer neste trabalho uma investigação sobre a importância dos conteúdos e suas implicações para o
desenvolvimento do curso. Esta investigação teve o objetivo de avaliar se todos os tópicos propostos
pela ementa de Cálculo I têm relevante significado para o curso, isto é, os assuntos tratados
intensamente são de fato pré-requisitos para as disciplinas posteriores, e ainda, se há uma
adequação de carga horária para cada tópico. Foram realizadas análises das ementas de todas as
disciplinas do curso de engenharia, selecionando aquelas que contemplavam aplicações do Cálculo,
e também, dois momentos de entrevistas, primeiramente com todos os professores das disciplinas
contempladas que tiveram o intuito de aproximar os conhecimentos ensinados em Cálculo I das suas
aplicações e posteriormente com professores de Cálculo I, com propósito de avaliar se algum
conteúdo estava sendo preterido e ainda detectar a prioridade dos conteúdos propostos pelo plano
pedagógico, mesurando sua importância no ensino da engenharia, buscando identificar a dificuldade
dos alunos na aprendizagem de Cálculo.

Analisando as entrevistas concluíram que o conteúdo ministrado em Cálculo I (Limite,
Derivada e Integral) são imprescindíveis para o bom desenvolvimento do curso, contudo, a maioria
dos professores citaram o processo (ou tratamento) da Derivação e Integração de funções como os
mais importantes. Entendemos que o tratamento ou processo de cálculo do Limite de uma função é
fundamental para a compreensão dos conceitos de Derivada e Integral, porém esse processo não foi
destacado por nenhum professor entrevistado. Apesar de destacarem o processo de derivação e
integração como os mais importantes, a maioria dos professores citou as dificuldades relacionadas ao
tratamento algébrico, dos conteúdos de Matemática do Ensino Médio e verificamos que a maior
preocupação dos professores de Cálculo I é com o pouco tempo destinado ao estudo das funções,
como revisão do Ensino Médio. Além disso, alguns professores revelaram em suas entrevistas que
vários alunos dizem não atribuir valor ao estudo da disciplina de Cálculo I, por não compreender sua
importância para o ensino da engenharia.

Palavras-chave: Cálculo I, Currículo, Aprendizagem, Ciclo básico.