3 mil questões
50 pág.

3 mil questões

Disciplina:Direitis Humano3 materiais1 seguidores
Pré-visualização50 páginas
QUESTÕES FINAIS S

MATÉRIAS QUANTIDADE DE QUESTÕES

Direito Constitucional 216

Direito Administrativo 160

Direito Penal 297

Legislação Extravagante 193

Direito Processual Penal 511

Direito Penal Militar 302

Direito Processual Penal Militar 261

Direito Civil (Brinde) 387

Direito Processual Civil (Brinde) 126

Direitos Humanos 87

LODF 119

Legislação PMDF 157

Criminologia 120

AFO (Brinde) 200

Licitações e Contratos 64

Administração Geral (Brinde) 210

Gestão de Pessoas (Brinde) 200

TOTAL 3610

MÉDIA Questões/Matéria 210,58

DCON - DIREITO CONSTITUCIONAL

Q1 - Os oficiais somente podem perder o posto e a patente como efeito da

condenação por crime militar.

RESPOSTA DA QUESTÃO:
Oficial: só perde patente (posto) por decisão judicial no Tribunal Militar, por força do

art. 142, VI e VII da CF).

Art. 142, § 3º, CF:
VI - o oficial só perderá o posto e a patente se for julgado indigno do oficialato ou

com ele incompatível, por decisão de tribunal militar de caráter permanente, em

tempo de paz, ou de tribunal especial, em tempo de guerra;
VII - o oficial condenado na justiça comum ou militar a pena privativa de

liberdade superior a dois anos, por sentença transitada em julgado, será submetido
ao julgamento previsto no inciso anterior. Questão errada.

Q2 - Diz o inciso XIII, do artigo 5°, da Constituição Federal: \u2015é livre o
exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão, atendidas as
qualificações profissionais que a lei estabelecer\u2016. Quanto à aplicabilidade, o
artigo em questão, classifica- se como norma de:

a) Eficácia limitada
b) Eficácia contida.

c) Eficácia plena.
d) Eficácia direta.

RESPOSTA DA QUESTÃO: O art. 5º, XIII, é norma de eficácia contida. Isso porque,
desde a promulgação da CF/88, todos já podem exercer qualquer trabalho, ofício ou

profissão.
Entretanto, é possível que a lei estabeleça restrições ao exercício profissional. O

gabarito é a letra B.

Q3 - A tradicional classificação tricotômica das normas constitucionais
afirma que, no tocante à sua eficácia e aplicabilidade, existem normas

constitucionais de eficácia plena e aplicabilidade imediata, normas
constitucionais de eficácia contida e aplicabilidade imediata, mas passiveis

de restrição e normas constituidoras de eficácia limitada ou reduzida.

 RESPOSTA DA QUESTÃO:
 A classificação de José Afonso da Silva é uma classificação tricotômica. Para o autor,

existem: i) normas de eficácia plena (aplicabilidade direta, imediata e integral); ii)

normas de eficácia contida (aplicabilidade direta, imediata e possivelmente não
integral) e; iii) normas de eficácia limitada (aplicabilidade indireta, mediata e

reduzida). Questão correta.

Q4 Com respeito ao modelo constitucional brasileiro, é correto afirmar que
as normas programáticas são aquelas cujo conteúdo remete-se a direitos

fundamentais de primeira dimensão.

RESPOSTA DA QUESTÃO:
E. As normas programáticas são aquelas que traçam diretrizes para o futuro.

Q5 - Com respeito ao modelo constitucional brasileiro, é correto afirmar que
Políticas Públicas são normatizadas por normas de eficácia contida.

RESPOSTA DA QUESTÃO:
Errada. As normas constitucionais que estabelecem diretrizes para as políticas

públicas são normas de eficácia limitada.

Q6 - É de eficácia limitada de princípio programático, o art. 12, I, da
Constituição Federal que qualifica como \u2015os nascidos na República
Federativa do Brasil, ainda que de pais estrangeiros, desde que estes não
estejam a serviço do seu país.\u2016
RESPOSTA DA QUESTÃO:

errada. Essa é uma norma de eficácia plena.

Q7 - Tem-se como exemplo de norma de eficácia limitada de princípio

institutivo aquela que trata da contratação excepcional do servidor (art. 37,

IX, da CF).

RESPOSTA DA QUESTÃO: correta. Era um pouco difícil acertar essa questão, pois o
candidato precisaria conhecer o que diz o art. 37, IX, o qual reproduzo abaixo:

\u2015IX - a lei estabelecerá os casos de contratação por tempo determinado para atender
a necessidade temporária de excepcional interesse publico.\u2016

Q8 - De acordo com o Princípio da Unidade, o texto da Constituição deve ser
interpretado de forma aevitar antinomias entre suas normas, procurando

harmonizar aparentes contradições entre seus princípios. Assim, pode-se
afirmar que todas as normas contidas numa Constituição formal têm igual

dignidade, não havendo hierarquia entre elas.

RESPOSTA DA QUESTÃO:
O princípio da unidade determina que a Constituição seja interpretada como um

todo único, de modo sistemático (como um sistema). Desse princípio decorre a
noção de que não há antinomias reais entre as normas constitucionais. O que

existem são apenas antinomias aparentes. Em virtude do princípio da unidade, pode-
se afirmar que as normas constitucionais têm a mesma hierarquia e, ainda, que as

normas constitucionais originárias nãopodem ser declaradas inconstitucionais.

Questão correta.

Q9 - \u2015A Constituição deve ser sempre interpretada em sua globalidade como
um todo e, assim, as aparentes antinomias deverão ser afastadas\u2016. O
enunciado se refere ao princípio
de interpretação constitucional:

a) Da Máxima Efetividade.

b) Da Unidade da Constituição.
c) Do Efeito Integrador.

d) Da Harmonização.

RESPOSTA DA QUESTÃO:
Segundo o princípio da unidade da Constituição, a Carta Magna deve ser interpretada

como um todo único. Assim, não há antinomias reais no texto da Constituição, mas

apenas antinomias aparentes. O gabarito é a letra B.

Q10 - Analise o fragmento a seguir.

\u201cSempre que uma norma jurídica comportar mais de um significado possível,
deve o intérprete optar por aquele que melhor realize o espírito da

Constituição, rejeitando as exegeses contrárias aos preceitos
constitucionais.\u201d
Assinale a opção que indica o princípio de interpretação constitucional a que

o fragmento se refere.

a) Princípio da Unidade da Constituição.
b) Princípio da Interpretação Conforme a Constituição.

c) Princípio da Supremacia da Constituição.

d) Princípio da Força Normativa da Constituição.

RESPOSTA DA QUESTÃO:
O princípio da interpretação conforme com a Constituição deve ser aplicado diante de

normas plurissignificativas (que tenham mais de uma interpretação possível).

Segundo esse princípio, o intérprete deve optar pela interpretação que mais seja

compatível com a Constituição. Gabarito: B

Q11 - O princípio da concordância prática é um critério orientador da
atividade interpretativa, corrigindo leituras desviantes da distribuição de

competências,
seja entre os entes federados, seja entre os poderes constituídos.

RESPOSTA DA QUESTÃO: O princípio da concordância prática (também chamado de

princípio da harmonização) impõe ao intéprete a tarefa de harmonizar os bens
jurídicos em conflito, de modo a evitar o sacrifício total de uns em relação aos

outros. Trata-se de princípio muito utilizado para solucionar problemas referentes à
colisão de direitos fundamentais.

Gab: E

Q12 - A respeito dos métodos de aplicação e interpretação da Constituição,

assinale a afirmativa incorreta.

a) A ponderação consiste na técnica jurídica de solução de conflitos normativos
que envolvem valores ou opções políticas em tensão, insuperáveis pelas

formas hermenêuticas tradicionais.

b) A interpretação conforme a Constituição é uma técnica aplicável quando,
entre interpretações plausíveis e alternativas de certo enunciado normativo,