Marconi  Lakatos   FUNDAMENTOS DE METODOLOGIA CIENTIFICA 2
50 pág.

Marconi Lakatos FUNDAMENTOS DE METODOLOGIA CIENTIFICA 2

Pré-visualização50 páginas
·,

,

.

\u2022

i
\u2022

'\

o

zm

t.)-.
.
-

"
'C

LU

,\

!

Fundamentos de
Metodologia
Científica

RESPEITEOAuTOR
NÃo FAÇA CÓPIA

~I

r;
EDITORA ATLAS S.A.
Rua Conselheiro Nébias, 1384 (Campos Elísios)
01203-904 São Paulo (SP)
Tel.: (0 __ 11) 3357-9144 (PABX)
www.atlasnet.com.br

MARINA DE ANDRADE MARCONI
EVA MARIA LAKATOS

Fundamentos de
Metodologia
Científica
59 Edição

SÃO PAULO
EDITORA ATLAS S.A. - 2003

© 1985 by EDITORA ATLAS S.A.

1. ed. 1985; 2. ed. 1990; 3. ed. 1991; 12ª tiragem; 4. ed. 2001; 5. ed. 2003

Capa: Paulo Ferreira Leite
Composição: Lino-Jato Editoração Gráfica

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP)
(Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil)

Lakatos, Eva Maria.
Fundamentos de metodologia científica 1 Marina de Andrade Marconi, Eva

Maria Lakatos. - 5. ed. - São Paulo : Atlas 2003.

Bibliografia
ISBN 85-224-3397-6

Ciência - Metodologia 2. Pesquisa - Metodologia I. Marconi, Marina de
Andrade. II. Título

91-1926

índices para catálogo sistemático:

1. Método científico 501.8
2. Metodologia científica 501.8

3. Metodologia da pesquisa 001.42
4. Pesquisa : Metodologia 001.42

CDD-501.8
-001.42

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - É proibida a reprodução total ou parcial,
de qualquer forma ou por "qualquer meio. A violação dos direitos de autor
(Lei nº 9.610/98) é crime estabelecido pelo artigo 184 do Código Penal.

Depósito legal na Biblioteca Nacional conforme Decreto nº 1.825,
de 20 de dezembro de 1907.

Impresso no BrasillPrinted in Brazil

lU
~
~
~
~
~

.
.
.
.
.

~
E
~

...

:S
~
~
~
~

.
.
.
.
.

~
~

a i
~
~
~

t:
::!
~ ~

E
~

t:

Sumário

Notas das autoras, 17

1 PROCEDIMENTOS DIDÁTICOS, 19
1.1 Leitura, 19

1.1.1 Elementos, 19
1.1.2 Leitura proveitosa, 20
1.1.3 Objetivos, 21
1.1.4 Fases, 22
1.1.5 Exemplo das sucessivas fases da leitura informativa, 23
1.1. 6 Sublinhar e resumir, 24
1.1.7 Exemplo de esquema e resumo, 25

1.2 Análise de texto, 27
1.2.1 Fases, 27
1.2.2 Objetivo e procedimento, 29
1.2.3 Tipos de análise de texto, 30
1. 2.4 Tipos de análise de texto, 31
1.2.5 Exemplo de análise de texto, 33

1.3 Seminário, 35
1.3.1 Estrutura e funcionamento, 35
1.3.2 Fontes, 36
1.3.3 Componentes, 37
1.3.4 Etapas, 37
1.3.5 Exemplo do procedimento em seminário, 39
1.3.6 Exemplo dQ roteiro de seminário, 40
Bibliografia básica, 42
Bibliografia complementar, 42
LITERATURA RECOMENDADA, 42

2 PESQUISA BIDLIOGRÁFICA E RESUMOS, 44
2.1 Fases da pesquisa bibliográfica, 44

7

2.1.1 Escolha do tema, 44
2.1.2 Elaboração do plano de trabalho, 46
2.1.3 Identificação, 47
2.1.4 Localização, 47
2.1.5 Compilação, 48
2.1.6 Fichamento, 48
2. 1.7 Análise e interpretação, 48
2.1.8 Redação, 49

2.2 Fichas, 49
2.2.1 Aspecto físico, 50
2.2.2 Composição dás fichas, 50

2.2.2.1 Cabeçalho, 51
2.2.2.2
2.2.2.3
2.2.2.4
2.2.2.5

Referência bibliográfica, 53
Corpo ou texto, 54
Indicação da obra, 54
Local, 54

2.2.3 Conteúdo das fichas, 56
2.2.3.1 Ficha bibliográfica, 56
2.2.3.2 Ficha de citações, 57
2.2.3.3 Fichas de resumo ou de conteúdo, 58
2.2.3.4 Ficha de esboço, 59
2.2.3.5 Ficha de comentário ou analítica, 59

2.2.4 Exemplos de fichas, 60
2.2.5 Tipos de fichas de Manzo; 66

2.3 Resumos, 68
2.3.1 Conceito, fmalidade e caráter, 68
2.3.2 Como resumir, 68
2.3.3 Tipos, 69
2.3.4 Exemplos, 70
LITERATURA RECOMENDADA, 73

3 CIÊNCIA E CONHECIMENTO CIENTÍFICO, 75

8

3.1 O conhecimento éientífico e outros tipos de conhecimento, 75
3.1.1 Correlação entre conhecimento popular e conhecimento científico, 76
3.1.2 Características do conhecimento popular, 77
3.1.3 Os quatro tipos de conhecimento, 77

3.1. 3.1 Conhecimento popular, 78
3.1.3.2 Conhecimento filosófico, 78
3.1.3.3 Conhecimento religioso, 79
3.1.3.4 Conhecimento científico, 80

3.2 Conceito de ciência, 80

3.3 Classificação e divisão da ciência, 81
LITERATURA RECOMENDADA, 81

4 MÉTODOS CIENTÍFICOS, 83
4.1 Conceito de método, 83
4.2 Desenvolvimento histórico do método, 83
4.3 Método indutivo, 86

4.3.1 Caracterização, 86
4.3.2 Leis, regras e fases do método indutivo, 87
4.3.3 Formas de indução, 89

4.4 Método dedutivo, 91
4.4.1 Argumentos dedutivos e indutivos, 91
4.4.2 Argumentos condicionais, 93

4.5 Método hipotético-dedutivo, 95
4.5.1 Etapas do método hipotético-dedutivo segundo Popper, 95

4.5.1.1 Problema, 97
4.5.1.2 Conjecturas, 98
4.5.1.3 Tentativas de falseamento, 98

4.5.2 O método hipotético-dedutivo segundo Bunge, 99
4.6 Método dialético, 100

4.6.1 As leis da dialética, 100
4.6.1.1 Ação recíproca, 101
4.6.1.2 Mudança dialética, 102
4.6.1.3 Passagem da qunatidade à qualidade, 103
4.6.1.4 Interpenetração dos contrários, 104

4.7 Métodos específicos das Ciências Sociais, 106
4.7.1 O método e os métodos, 106
4.7.2 Método histórico, 106
4.7.3 Método comparativo, 107
4.7.4 Método monográfico, 108
4.7.5 Método estatístico, 108
4.7.6 Método tipológico, 109
4.7.7 Método funcionalista, 110
4.7.8 Método estruturalista, 111
4.7.9 Métodos e quadro de referência, 112

LITERATURA RECOMENDADA, 112

5 FATOS, LEIS E TEORIA, 114
5.1 Teoria e fatos, 114

5.1.1 Papel da teoria em relação aos fatos, 115
5.1.1.1 Orienta os objetivos da ciência, 115
5.1.1.2 Oferece um sistema de conceitos, 115

9

5.1.1.3 Resume o conhecimento, 116
5.1.1.4 Prevê fatos, 117
5.1.1. 5 Indica lacunas no conhecimento, 118

5 .1. 2 Papel dos fatos em relação à teoria, 118
5.1.2.1 O fato inicia a teoria, 118
5.1.2.2 O fato reformula e rejeita teorias, 119
5.1.2.3 O fato redefrne e esclarece teorias, 120
5.1.2.4 O fato clarifica os conceitos contidos nas teorias, 121

5.2 Teorias e leis, 122
LITERATURA RECOMENDADA, 124

6 HIPÓTESES, 126
6.1 Conceito, 126
6.2 Tema, problema e hipótese, 126

6.2.1 Tema e problema, 126
6.2.2 Problema e hipótese, 127
6.2.3 Formulação de hipóteses, 128
6.2.4 Importância das hipóteses, 130
6.2.5 Função das hipóteses, 131

6.3 Fontes de elaboração de hipóteses, 132
6.3.1 Conhecimento familiar, 132
6.3.2 Observação, 132
6.3.3 Comparação com outros estudos, 133
6.3.4 Dedução lógica de uma teoria, 133
6.3.5 A cultura geral na qual a ciência se desenvolve, 134
6.3.6 Analogias, 134
6.3.7 Experiência pessoal, idiossincrática, 135
6.3.8 Casos discrepantes na própria teoria, 135
LITERATURA RECOMENDADA, 135

7 VARIÁVEIS, 137

10

7.1 Conceito, 137
7.2 As variáveis no "universo" da ciência, 137
7.3 Variáveis independentes e dependentes, 138

7.3.1 Conceito e diferenciação, 138
7.3.2 Fatores determinantes do. sentido da relação causal entre variáveis

independentes e dependentes, 141
7.3.2.1 Ordem temporal, 141
7.3.2.2 Fixidez ou alterabilidade das variáveis, 143

7.4 Variáveis moderadoras e de controle, 144
7.4.1 Variável moderadora - conceito e identificação, 144

7.4.2 Variável de controle - conceito e aplicação, 145
7.5 Variáveis extrínsecas e componentes, 147

7.5.1 Variáveis extrínsecas e as "relações" espúrias, 147
7.5.2 Variáveis componentes e apresentação "em bloco", 149

7.6 Variáveis intervenientes e antecedentes, 150
7.6.1 Variáveis intervenientes, 150
7.6.2 Variáveis antecedentes, 152

LITERATURA RECOMENDADA, 153

8 PESQUISA, 155
8.1 Conceito, 155
8.2 Planejamento da pesquisa, 155

8.2.1 Preparação da pesquisa, 156
8.2.1.1 Decisão, 156
8.2.1.2 Especificação de objetivos, 156
8.2.1.3 Elaboração de um esquema, 157
8.2.1.4 Constituição da equipe de trabalho, 157
8.2.1.5 Levantamento de recursos e cronograma, 157

8.2.2 Fases da pesquisa, 158
8.2.2.1 Escolha do tema, 158
8.2.2.2