Coesão e Coerência Textuais
9 pág.

Coesão e Coerência Textuais


DisciplinaExpressão em Lingua Portuguesa74 materiais651 seguidores
Pré-visualização4 páginas
1 
Coesão e Coerência Textuais 
 
Coesão Textual 
Os urubus e os sabiás 
 
(1) Tudo aconteceu numa terra distante, no tempo em que os bichos falavam... (2) Os urubus, aves por 
natureza becadas, mas sem grandes dotes para o canto, decidiram que, mesmo contra a natureza, eles 
haveriam de se tornar grandes cantores. (3) E para isto fundaram escolas e importaram professores, 
gargarejaram dó-ré-mi-fá, mandaram imprimir diplomas, e fizeram competições entre si, para ver quais 
deles seriam os mais importantes e teriam a permissão de mandar nos outros. (4) Foi assim que eles 
organizaram concursos e se deram nomes pomposos, e o sonho de cada urubuzinho, instrutor em início de 
carreira, era se tronar um respeitável urubu titular, a quem todos chamavam por Vossa Excelência. (5) Tudo 
ia muito bem até que a doce tranqüilidade da hierarquia dos urubus foi estremecida. (6) A floresta foi 
invadida por bandos de pintassilgos tagarelas, que brincavam com os canários e faziam serenatas com os 
sabiás... (7) Os velhos urubus entortaram o bico, o rancor encrespou a testa, e eles convocaram pintassilgos, 
sabiás e canários para um inquérito. (8) \u201c- Onde estão os documentos dos seus concursos?\u201d (9) E as pobres 
aves se olharam perplexas, porque nunca haviam imaginado que tais coisas houvesse. (10) Não haviam 
passado por escolas de canto, porque o canto nascera com elas. (11) E nunca apresentaram um diploma para 
provar que sabiam cantar, mas cantavam simplesmente... (12) \u2013 Não, assim não pode ser. Cantar sem a 
titulação devida é um desrespeito à ordem. (13) E os urubus, uníssono, expulsaram da floresta os passarinhos 
que cantavam sem alvarás... 
(14) MORAL: Em terra de urubus diplomados não se ouve canto de sabiá. 
 
(Rubem Alves. Estórias de Quem Gosta de Ensinar. ) 
 
 \u201cUm texto não é uma soma de seqüência de frases isoladas.\u201d 
 
Analisando o texto de \u201cOs urubus e os sabiás\u201d: 
1. \u201cTudo aconteceu numa terra distante, no tempo em que os bichos falavam...\u201d 
I. Que tudo é esse? 
II. O que foi que aconteceu numa terra distante, no tempo em que os bichos falavam? 
2. \u201cE para isto fundaram escolas...\u201d 
I. Isto o quê? De que se está falando? 
II. Qual o sujeito dos verbos fundaram, importaram, gargarejaram, mandaram, fizeram? É o mesmo 
de teriam? 
3. Fala-se em quais deles. Deles quem? E quem são os outros? 
4. Qual o referente de eles em (4)? 
5. Tem-se novamente a palavra tudo: (5) \u201cTudo ia muito bem...\u201d 
Esta Segunda ocorrência do termo tem o mesmo sentido da primeira? 
6. A quem se refere o pronome eles (7)? 
7. E o pronome possessivo seus (8)? 
8. Quais são as pobres aves de que se fala em (9)? E as tais coisas? 
9. E elas, em (10), refere-se a pobres aves ou a tais coisas? 
10. De que passarinho se fala em (13)? 
 
\u201cSe tais perguntas são facilmente respondidas, é porque os termos em questão são elementos da língua que 
têm por função estabelecer relações textuais: são recursos de coesão textual.\u201d 
 
 
 
 
 2 
Outro grupo de palavras que tem como função assinalar determinadas relações de sentido entre os 
enunciados ou partes de enunciados: 
Mas \u2013 oposição ou contraste 
Mesmo \u2013 oposição ou contraste 
Para \u2013 finalidade, meta 
Foi assim que e E (7) \u2013 conseqüência 
Até que \u2013 temporal 
E (11) \u2013 adição de argumentos ou idéias 
Porque \u2013 explicação, justificativa 
 
Coesão Textual - Teoria 
 
I. Coesão por retomada ou por antecipação 
 
1. Retomada ou antecipação por uma palavra gramatical 
(pronomes, verbos, numerais, advérbios) 
 
Eu darei sempre o primeiro lugar à modéstia entre todas as belas qualidades. Ainda sobre a inocência? 
Ainda, sim. A inocência basta uma falta para a perder; da modéstia só culpas graves, só crimes verdadeiros 
podem privar. Um acidente, um acaso podem destruir aquela, a esta só uma ação determinada e voluntária. 
(Almeida Garret. Viagens na minha terra.) 
 
A palavra aquela retoma o substantivo inocência; o vocábulo esta recupera a palavra modéstia. Todos 
os termos a que servem para retomar outros são chamados de anafóricos. 
 
Qualquer que tivesse sido seu trabalho anterior, ele o abandonara, mudara de profissão e passara 
pesadamente a ensinar no curso primário: era tudo o que sabíamos dele. 
O professor era grande, gordo e silencioso, de ombros contraídos. 
(Clarice Lispector. A legião estrangeira.) 
 
O possessivo seu e o pronome pessoal reto de 3ª pessoa ele antecipam a expressão o professor. São, 
pois, catafóricos. 
O pronome pessoal oblíquo o retoma a expressão seu trabalho anterior. É um anafórico. 
 
2. Retomada por palavra lexical 
 (substantivos, verbos, adjetivos) 
 
Lia muito, toda espécie de livro. Policiais, então, nem se fala, devorava. 
 
Elipse 
Na elipse, temos a retomada de um termo que seria repetido, mas que é apagado, por facilmente 
depreendido do contexto. 
 
\uf0fc Itamar Franco era um homem feliz ao passar a faixa presidencial para Fernando Henrique 
Cardoso, mas estava tristonho ao acordar no dia seguinte. Já não era presidente da República 
desde 1º de janeiro e precisava deixar o Palácio do Jaburu (...) Calado, foi ao banheiro e 
embalou alguns objetos. 
(Veja: 24, jan. 1995.) 
 
O sujeito do primeiro era é explicitamente mencionado, Itamar Franco. Os outros verbos do texto têm 
o mesmo sujeito. No entanto, ele vem elíptico, isto é, oculto. 
 
 
 3 
\uf0fc A alguns a vida oferece muito; a outros, pouco. 
 
\uf0fc Obs.: Não se deve ocultar o complemento de verbos com regência diferente. 
O industriais estão apoiando e vão votar no outro candidato. 
Possibilidades: Os industriais estão apoiando outro candidato e vão votar nele. 
 
II. Coesão por encadeamento de segmentos textuais 
 
\uf0fc Ela tem todas as qualidades necessárias para vencer na vida: é bonita, inteligente, charmosa e até rica. 
 
\uf0fc Ele é um político hábil. Chegará pelo menos a ser prefeito. 
 
\uf0fc Ele não é muito inteligente. Nunca será um cientista. No máximo será um bom técnico. 
 
\uf0fc A curto prazo, o Brasil não estará entre os países mais desenvolvidos do mundo, pois seus indicadores 
sociais o situam entre os mais atrasados. Convém ainda lembrar que o fluxo de capitais em direção à 
América Latina praticamente cessou. 
 
\uf0fc É preciso manter, a todo custo, o plano de estabilização econômica. Ou então, será inevitável a volta 
da inflação. 
 
\uf0fc A alegria da posse de Fernando Henrique já acabou, porque os problemas já começaram. 
 
\uf0fc Embora o prefeito Paulo Maluf tenha prometido durante a campanha eleitoral não aumentar os 
impostos, o IPTU aumentou muito neste ano. 
 
\uf0fc Este governo está mesmo ajudando os descamisados: permitiu a elevação abusiva dos preços, 
diminuiu os investimentos na área social. Além do mais, achatou os salários. 
 
\uf0fc Pedro já chegou. Aliás, ele sempre chega antes da hora. 
 
\uf0fc Este governo está contradizendo o programa apresentado na campanha eleitoral, isto é, não está 
cumprindo as promessas de campanha. 
 
\uf0fc João Alfredo teve uma profunda decepção amorosa. Alguns anos antes, ele já vivera uma situação 
semelhante. 
 
\uf0fc Em minha exposição sobre o tempo, primeiramente explicarei como se organiza o sistema temporal 
no português, a seguir falarei sobre o uso de um tempo com valor de outro, finalmente discutirei a 
organização temporal o romance. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 4 
Coerência Textual 
 
Texto I 
CANADÁ EM SÃO PAULO 
 
Parque canadense será inaugurado hoje 
 
São Paulo ganha hoje um parque que reúne duas grandes "paixões" do paulistano: o 
verde e a água. O verde está na farta arborização do novo local de lazer: 2100 
árvores, de 120 espécies diferentes. E a água está no lago que recobre 70% dos 110 
mil metros quadrados de área do parque Cidade
Rinaldo
Rinaldo fez um comentário
Ótimo arquivo. ????
2 aprovações
Carregar mais