Aula_9_Teniase_e_cisticercose
48 pág.

Aula_9_Teniase_e_cisticercose


DisciplinaParasitologia11.199 materiais93.744 seguidores
Pré-visualização2 páginas
ao dia, por 3 dias, VO 
 
\u2022Niclosamida ou Clorossalicilamida: adulto e crianca com 8 anos ou mais, 2g, e criancas de 2 a 8 
anos, 1g, VO, dividida em 2 tomadas 
 
\u2022Praziquantel, VO, dose unica, 5 a 10mg/kg de peso corporal; 
 
\u2022Albendazol, 400mg/dia, durante 3 dias. 
 
Cisticercose 
 
\u2022Praziquantel, na dose de 50mg/kg/dia, durante 21 dias, associado a Dexametasona, para reduzir a 
resposta inflamatoria, consequente a morte dos cisticercos. 
 
\u2022Albendazol, 15mg/dia, durante 30 dias, dividida em 3 tomadas diarias, associado a 100mg de 
Metilpredinisolona, no primeiro dia de tratamento, a partir do qual se mantem 20mg/dia, durante 
30 dias. 
 
O uso de anticonvulsivantes, as vezes, se impoe, pois cerca de 62% dos pacientes desenvolvem 
epilepsia secundaria ao parasitismo do SNC. 
Tratamento 
 CISTICERCOSE 
 
 PRAZIQUANTEL \uf061 Atua no cisticerco 
 
 CISTICERCOSE CUTÂNEA \uf061 30 A 60mg/kg/dia durante 10 dias ou 
 75 mg/kg/dia/7 dias. 
 
 NEUROCISTICERCOSE \uf061 50 mg/kg/dia durante 21 dias. 
 
 O médico deverá decidir, também, se é necessário utilizar 
medicação concomitante com corticosteróides para previnir reações 
imunológicas. 
 
A droga alcança excelentes níveis terapêuticos no fígado, bilis e 
tecido muscular, e atravessa a barreira hematoencefálica 
chegando também ao cérebro e líquido cefalorroraquidiano. 
 
 
 
 
PROFILAXIA (teníase) 
1. Exames, diagnóstico e tratamento de portadores 
 
2. Saneamento básico 
 
3. Inspeção de carnes 
 
4. Criação de suínos em condições higiênicas e 
controladas 
 
5. Medidas de controle da carne: Salgamento por 21 
dias, defumação, refrigeração a -10ºC por 10 
dias ou rejeição total para o consumo humano. 
 
 6. Educação sanitária: ingestão de carnes cruas e 
defecação no solo. 
PROFILAXIA (CISTICERCOSE) 
 \uf086 Prevenção, tratamento e controle das teníases 
 
 \uf086 Banho e lavagem frequente das mãos, especialmente 
depois das evacuações e antes das refeições 
 
 \uf086 Auto infecção \uf061 ânus \uf022 mão suja \uf022 boca 
 \uf061 ânus \uf022 mão suja \uf022 alimento \uf022 boca 
 
 \uf086 Heteroinfecção \uf061 mãos sujas \uf022 alimentos \uf022 boca 
 \uf061 através de certas práticas sexuais 
1) Diagnóstico específico para humanos; 
2) Quimioterapia para homens e animais; 
3) Educação sanitária, com especial atenção 
 para os criadores; 
4) Desenvolvimento sócio-econômico com 
objetivo de melhorar a higiene e capacidade de inspeção; 
5) Vigilância e intervenção. 
6) congelamento a \u201310ºc por 10 dias ou cozimento a 60ºc da carne. 
 
Profilaxia / Controle