A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Articulação do Cotovelo

Pré-visualização | Página 1 de 1

Articulação do Cotovelo 
 
Estruturas Ósseas 
 Úmero 
 Ulna 
 Rádio 
 
Articulações 
 Úmero-Radial = Flexão / Extensão 
 Úmero-Ulnar = Flexão / Extensão 
 Rádio Ulnar Proximal = Pronação / Supinação (antebraço Cabeça do rádio 
gira dentro incisura radial ulna) 
 
 Amplitudes de Movimento 
 Flexão (145° ativa, 160° passiva) 
 Extensão (relativa, 0-5°) 
 Pronação (80° ) 
 Supinação (90°) 
 
Valgo Fisiológico (Permite ao cotovelo adaptar-se à depressão da cintura) 
 Homens . 5° 
 Mulheres . 10° a 15° 
*Cubitus Valgus: Aumenta o ângulo de carregamento 
*Cubitus Varus: Diminui o ângulo de carregamento 
 
Características Articulares 
 Articulação em dobradiça 
 Uniaxial: FLEXAO / EXTENSÃO 
 Hiperextensão ativa → movimento bloqueado (olécrano) 
 Hiperextensão = frouxidão ligamentar 
 
 
Ligamentos 
 LIGAMENTO COLATERAL LATERAL e LIGAMENTO COLATERAL 
MEDIAL = Manter estabilidade e coaptação articular; Impedir movimentos de 
lateralidade 
 LIGAMENTO ANULAR DA CABEÇA DO RÁDIO (antebraço) = Permitir que 
o rádio rode ao redor de seu próprio eixo durante a pronação e supinação do 
antebraço; manter o rádio e a ulna unidos, fazendo com que se comportem como 
um único osso na flexão e extensão do cotovelo. 
 LIGAMENTO QUADRADO 
 
Músculos Motores da Articulação 
Flexores: 
 Bíceps braquial: flexor do cotovelo, supinador; 
 Braquiorradial: flexor do cotovelo pronador na supinação máxima e supinador 
na pronação máxima; 
 Braquial: flexor do cotovelo. 
Extensores: 
 Tríceps braquial 
 Ancôneo 
 
ANTEBRAÇO 
 
Ossos: rádio e ulna 
Articulações: rádio-ulnar proximal e rádio-ulnar distal 
Movimentos: pronação e supinação 
 Obs.: na pronação a cabeça do rádio faz rotação ao redor de seu próprio 
eixo e, na extremidade distal, o rádio roda sobre a ulna. Na supinação, o mesmo 
conceito, mas os ossos ficam paralelos. 
 
Músculos Motores 
 
Supinadores: 
 Supinador 
 Bíceps braquial 
 Braquiorradial 
Pronadores: 
 Pronador redondo 
 Pronador quadrado 
 Braquiorradial 
 
TESTES ESPECIAIS 
 Teste Ligamentar (Varo) 
 Teste Ligamentar (Valgo) 
 Cotovelo de Tenista e Golfista 
 
PRINCIPAIS LESÕES 
 
Epicondilite Medial (Cotovelo de Golfista): 
 Acomete tendão conjunto flexor e pronador 
 Geradas por fadiga 
 Resultante de sucessivas contrações excêntricas 
 
Epicondilite Lateral (Cotovelo de Tenista) 
 Acomete tendão conjunto extensor 
 Geradas por sucessivas contrações musculares excêntricas 
 
Fraturas 
 As fraturas que acometem a articulação do cotovelo exigem atenção especial, 
pois na maioria são de tratamento cirúrgico e mesmo com a melhor das técnicas 
aplicadas há um grande risco de limitações da mobilidade desta articulação. 
 Não se deve realizar a pratica um esporte sem orientação adequada. 
 Para os mais idosos, que por sua vez possuem um sistema músculo esquelético 
mais rígido, iniciar a prática do esporte com aulas ministradas por um 
profissional competente. 
 Escolha um material dimensionado ao seu biótipo. 
 Só inicie a pratica esportiva após aquecimento adequado 
 Ao sinal de cansaço faça pausas de repouso ou mesmo interrompa a atividade. 
 Faça um programa de treinamento adequado e dimensionado para a sua idade. 
 Ao primeiro sinal de dor e dificuldade, procure um especialista. 
 Não tenha pressa de voltar à atividade até a resolução do processo.