A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
8 pág.
Relatório 3   Destilação Simples    Pronto

Pré-visualização | Página 2 de 2

0,073
	25,00
	86,2
	1,440
	0,081
	95,00
	90,6
	1,445
	0,073
	30,00
	86,4
	1,440
	0,081
	100,00
	91,3
	1,447
	0,070
	35,00
	86,7
	1,441
	0,079
	105,00
	92,2
	1,447
	0,070
	40,00
	86,7
	1,441
	0,079
	110,00
	92,9
	1,448
	0,068
	45,00
	86,8
	1,441
	0,079
	115,00
	93,9
	1,449
	0,067
	50,00
	87,0
	1,442
	0,077
	120,00
	95,0
	1,450
	0,065
	55,00
	87,2
	1,442
	0,077
	125,00
	96,3
	1,452
	0,062
	60,00
	87,7
	1,442
	0,077
	130,00
	98,4
	1,454
	0,059
	65,00
	88,1
	1,442
	0,077
	135,00
	100,1
	1,458
	0,052
A fração molar foi obtida da equação definida na curva de calibração, 
Equação 1. Equação da curva de calibração do ciclohexano
A partir dos resultados da Tabela 2 foi possível obter o Gráfico 2 que por sua vez mostra a relação entre a temperatura de destilação observada em cada ponto e o volume do destilado após os intervalos de 5,00mL.
Gráfico 2. Volume do Destilado versus Temperatura do Vapor
A partir do Gráfico 2 observa-se que foi possível obter o ciclohexano com pureza boa, pois seu ponto de ebulição segundo a literatura é de 81,0ºC, e a temperatura máxima que foi observada foi 100,1ºC, concluindo na teoria que não havia Tolueno, cuja temperatura de ebulição, segundo a literatura, é 111ºC
Foi possível com os dados da Tabela 2, obter o Gráfico 3, que por sua vez, mostra a relação entre o Índice de refração das alíquotas e a fração molar do ciclohexano.
Grafico 3. Fração molar versus Volume do Destilado (Ciclohexano)
No Gráfico 3 pode-se observar que a fração molar do ciclohexano foi diminuindo ao decorrer dos volumes de destilados coletados. Claramente, no início do processo tinha como substância em maior quantidade o ciclohexano, tendo em vista que nos primeiros volumes coletados a fração molar dessa substância apresentava-se em maiores valores, ou seja, a concentração de ciclohexano foi ficando cada vez menor no balão de destilação e maior nos frascos coletores, sobrando dessa forma maior quantidade de tolueno no balão de destilação. 
CONCLUSÃO
Por se tratar de uma destilação simples, não foi possível perceber com clareza, a partir dos gráficos, o ponto exato em que o componente menos volátil passa a ser destilado em uma proporção maior, apenas possibilitando suposições. Pode-se afirmar isso, pois nas ultimas alíquotas o índice de refração é a partir de 1,445, assim, não se pode confirmar que há apenas ciclohexano, pois o índice de refração deste último, de acordo com a literatura é 1,424.
A literatura também afirma que não há como isolar substâncias puras quando a diferença entre os pontos de ebulição dos componentes da mistura é menor que 80ºC. 
REFERENCIAS 
ATKINS, P. W; DE PAULA, J. Físico-química, vol. 2. Rio de Janeiro: Editora LTC, 2013.
ATKINS, P.; SHRIVER, D. F. Química Inorgânica. 3a edição. São Paulo: Editora Bookman, 2003.
BELTRAN, M.H.R. Destilação: A arte de extrair virtudes. Química Nova na Escola. n. 4, p. 24-27, 1996.
DUVOISIN, S. Apostila de Físico Química Experimental. 2016.
SOARES, B. G.. Química Orgânica: Teoria e Técnicas de Preparação, Purificação e Identificação de Compostos Orgânicos, Rio de Janeiro: Editora Guanaºbara S.A., 1988.
VIALI, L. Correlação e regressão. 2014. Disponível em: < http://www.pucrs.br/famat/viali/especializa/eae_fenge/material/apostilas/Corregre.pdf>. Acesso em: 23 de março de 2017.