A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Ciência política

Pré-visualização | Página 1 de 2

22/03/2019 EPS: Alunos
http://simulado.estacio.br/alunos/ 1/3
Disc.: CIÊNCIA POLÍTICA 
Aluno(a): KARYNNE TEIXEIRA DE JESUS Matrícula: 201803094826
Acertos: 1,4 de 2,0 Início: 17/03/2019 (Finaliz.)
 
 
1a Questão (Ref.:201805373264) Acerto: 0,2 / 0,2
O conceito "estado de natureza" é uma hipótese teórica cuja função é explicar a existência dos indivíduos em uma
situação pré-social. Duas foram as principais concepções desse conceito: na primeira, os indivíduos viveriam isolados, em
luta permanente e com medo constante; a fim de se protegerem, inventaram as armas. Na segunda, os indivíduos
viveriam isolados em florestas, sobrevivendo ao sabor da natureza, desconhecendo lutas e comunicando- se com
benevolência. Essas concepções podem ser atribuídas, respectivamente, a
 Hobbes; Rousseau.
Stuart Mill; Rousseau.
Hobbes; Locke.
Maquiavel; Rousseau.
Marx; Locke.
 
2a Questão (Ref.:201805373548) Acerto: 0,2 / 0,2
O temor do outro homem, o medo da morte violenta como fonte da organização dos homens é presente no pensamento
de:
John Locke;
Aristóteles;
Jean Jacques Rousseau;
 Thomas Hobbes.
São Tomás de Aquino;
 
3a Questão (Ref.:201805373018) Acerto: 0,2 / 0,2
Thomas Hobbes escreveu que "Uma lei de natureza (lex naturalis) é um preceito ou regra geral, estabelecido pela razão,
mediante o qual se proíbe a um homem fazer tudo o que possa destruir sua vida ou privá-lo dos meios necessários para
preservá-la, ou omitir aquilo que pense poder contribuir melhor para preservá-la." HOBBES, Thomas. Leviatã, ou matéria,
forma e poder de um Estado Eclesiástico e Civil. São Paulo: Nova Cultural, 1988. Coleção "Os Pensadores". p.79. Assinale
a alternativa correta.
No estado de natureza, os homens são governados pela razão divina.
A lei primeira e fundamental da natureza é procurar a guerra a todo custo.
A condição natural do homem é a perfeita harmonia em relação ao seu semelhante.
No estado de natureza, o homem não tem direito a todas as coisas, por isso, ele tem segurança.
 A lei primeira e fundamental da natureza é procurar a paz e segui-la.
 
4a Questão (Ref.:201806228034) Acerto: 0,2 / 0,2
Alguns estudiosos entendem que o objetivo da Política não é formar o caráter moral dos cidadãos, não é torná-los bons,
mas, sim, propiciar o respeito à liberdade de escolha dos seus próprios bens, valores e finalidades, concedendo igual
liberdade aos demais para fazerem o mesmo. Entre os filósofos estudados, alinhados com tal linha de pensamento,
destacam-se:
Platão e Immanuel Kant
Aristóteles e Immanuel Kant
John Rawls e Aristóteles
 Immanuel Kant e John Rawls
Platão e Aristóteles
 
5a Questão (Ref.:201805373748) Acerto: 0,2 / 0,2
22/03/2019 EPS: Alunos
http://simulado.estacio.br/alunos/ 2/3
Qual das assertivas abaixo expressa a diferença entre as teorias naturalistas e contratualista sobre a origem e o
surgimento do Estado.
As teorias contratualistas e naturalistas convergem no sentido de que os homens saem do estado de natureza
para a sociedade civil a medida que realizam ¿trabalho¿, ou seja, modificam o mundo a sua volta.
Segundo as teorias naturalistas o Estado é fruto de um contrato, um pacto entre os homens. Para a teoria
contratualista o homem é um animal político, naturalmente gregário, inclinado para fazer parte da polis, entendida
como sociedade política
As teorias naturalistas baseiam-se na proposição de que o homem deve ser saudável para fazer parte dos
negócios públicos. Seus teóricos buscaram a concepção da importância de uma boa alimentação para o
fortalecimento pessoal e consequentemente, na administração do Estado.
Para as teorias naturalistas o estado de natureza é sempre um estado de guerra perpétua, baseado na luta de
todos contra todos. Os contratualistas unanimemente corroboram com a concepção de que o estado de natureza
era um reino pacifico, onde a liberdade e a propriedade eram assegurados.
 Segundo as teorias naturalistas, o homem é naturalmente um ser gregário, é um animal político inclinado para
fazer parte da polis. As teorias contratualista partem da ideia de que o Estado é fruto de um contrato, ou um
pacto entre os homens.
 
6a Questão (Ref.:201805373788) Acerto: 0,0 / 0,2
A paz de Vestfália (1648) foi um evento importante pois:
 a partir dela tem-se aquilo que podemos denominar Estados Nacionais: a formação de uma sociedade
internacional composta de Estados territoriais soberanos.
A Paz de Vesfália marca o início dos Estados Medievais, que caracterizam-se pela extrema fragmentação do poder.
A Paz de Vestfália foi responsável por uma série de divergências entre os reinados, que possibilitou a derrubada
da monarquia absoluta e implementação de um processo de constitucionalização e monarquias constitucionais
 Na realidade a Paz de Vestfália não está relacionada à formação dos Estados Nacionais. Foi um acordo entre o
Império Católico e as cidades-estados protestantes, após a guerra dos trinta anos.
A Paz de Vestfália, firmada entre as correntes naturalistas e contratualistas sobre a origem do Estado,
determinaram que o Estado surgiu a partir de um contrato, em que cada cidadão abdica de sua própria soberania,
passando ela para uma terceira pessoa, chamada de Estado.
 
7a Questão (Ref.:201806193590) Acerto: 0,0 / 0,2
A respeito dos temas "Introdução ao estudo da Ciência Política", "Sociedade" e "Estado, assinale a alternativa
INCORRETA:
A Espanha vivencia um conflito interno em razão do desejo da Catalunha, região localizada na extremidade leste
da Península Ibérica, de se tornar independente do estado espanhol e constituir um novo país. Se tal intento
catalão fosse possível, verificaríamos a criação de um novo estado pela forma derivada por fracionamento. 
 O estudo do pensamento dos contratualistas Thomas Hobbes, John Locke e Jean-Jacques Rousseau é apenas
significativo para a Ciência Política não sendo necessário para a compreensão do Direito Constitucional. 
O verdadeiro e adequado papel do indivíduo na sociedade, ou seja, um papel colaborativo e engajado para a
promoção do bem coletivo, pode ser constatado nas iniciativas presentes na cidade de Curitiba, Estado do Paraná,
na qual os habitantes idealizaram a Praça de Bolso do Ciclista.
 A Teoria da Passagem Inocente excepciona a regra segundo a qual os crimes cometidos no âmbito do território
nacional brasileiro serão investigados, processados e julgados pelas autoridades brasileiras e segundo a legislação
brasileira. 
O conteúdo programático da Disciplina Ciência Política é imprescindível para que o indivíduo possa exercer
adequadamente e conscientemente seus direitos políticos nas eleições. 
 
8a Questão (Ref.:201806198770) Acerto: 0,0 / 0,2
No âmbito das Teorias Coletivistas, temos uma segunda concepção: a sociológica de Estado. Trata-se de uma formatação
política que explica o aparecimento do Estado, ou pelo menos de formas específicas de Estado, em razão de determinadas
circunstâncias históricas. Um dos melhores exemplos para compreendermos esta posição teórica nos é oferecido pela
concepção de _______________________. Ele afirma que o Estado somente poderia ser explicado historicamente à luz
do desenvolvimento do corpo social, em um ambiente de antagonismo entre as classes que coabitam o espaço social. Para
ele o Estado não seria o reino da razão e/ou do bem-comum, como muitos afirmam, mas da força e do interesse de uma
parte específica da sociedade. Assim, o surgimento do Estado é um imperativo para que os interesses de uma dada classe
se façam valer no mundo dos fatos.
 O pensador que preencehe corretamente a lacuna é:
Hans Kelsen
 John Locke
22/03/2019 EPS: Alunos
http://simulado.estacio.br/alunos/ 3/3
Friedrich Hegel
 Karl Marx
Thomas Hobbes
 
9a Questão (Ref.:201805372765) Acerto: 0,2 / 0,2
Sobre as teorias explicativas acerca da origem do estado, pode-se afirmar que:
Para Hobbes, o primeiro dos grandes contratualistas,