A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
DIREITO DE FALÊNCIA E RECUPERAÇÃO DE EMPRESA

Pré-visualização | Página 3 de 5

dívidas, para tornar possível o pagamento à maior parte dos credores.
No entanto, nas hipóteses de se constatar em que a insolvência ou a insolvabilidade for irreversível, não resta ao devedor (ou seus sucessores), ou a qualquer credor, outra alternativa senão requerer, em juízo, a Declaração da Falência do Devedor
Neste sentido, utilizando os conceitos de Perin Júnior (2011) e Ramos (2016), a falência consiste em situação legal derivada de uma decisão judicial em que se instaura uma Execução concursal do devedor empresário, na qual são praticados atos jurídicos, sob supervisão judicial, destinados à identificação dos credores, apuração, avaliação e alienação de ativos, bem como para disciplinar quanto aos bens, contratos, obrigações e à condição de empresário do devedor
	
	Saiba mais
	Falência consiste em situação legal derivada de uma decisão judicial em que se instaura uma execução Concursal do devedor empresário, na qual são praticados atos jurídicos, sob supervisão judicial, destinados a identificação dos credores, apuração, avaliação e alienação de ativos, bem como para disciplinar quanto aos bens, contratos, obrigações e a condição de empresário do devedor.
	
	Exemplificando
	O pedido de falência é importante não só para instaurar uma execução coletiva do patrimônio do empresário falido, impedindo que outros credores levem vantagens por favorecimento ou penhoras anteriores, como para afastá-lo da atividade econômica que está lesando o mercado. Um devedor contumaz que não paga gera um desequilíbrio no mercado, e pode gerar até mesmo a falência de outras empresas que dependem dela.
Os conceitos trabalhados nesta seção têm o objetivo de proporcionar uma noção preliminar dos institutos que serão abordados nas seções seguintes. Nessa oportunidade, o mais importante é compreender que existem, na Lei 11.101/05, dois procedimentos voltados a dirimir situações distintas: enquanto o procedimento de Recuperação Judicial visa a tutelar judicialmente a possibilidade de reerguimento da empresa, a Falência consiste em uma das formas de dissolução de sociedade empresária, em que se busca garantir isonomia entre os credores para liquidação dos ativos da empresa falida
	
	Pesquise mais
	Em relação à situação de insolvência e uma visão econômica dos procedimentos recursais, assista ao primeiro episódio do documentário A ascensão do dinheiro, que apresenta a história do dinheiro no mundo, as crises e a forma de lidar com elas em outros países. Este material está disponível no link: Acesso em: 6 jun. 2017. Para pesquisar mais sobre os conceitos da Falência e Recuperação, bem como os aspectos relacionados às crises econômicas veja: MAMEDE, Gladston. Falência e Recuperação de Empresas. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2008. 636 p., v. 4. SALOMÃO, Luiz Felipe; SANTOS, Paulo Penalva. Recuperação judicial, extrajudicial e falência: teoria e prática. 2. ed. Rio de Janeiro: Forense, 2015.
SEM MEDO DE ERRAR
No relato de caso, foi demonstrado que a empresa possui patrimônio maior que o passivo, mas atravessa, momentaneamente, uma crise financeira, pois não possui capital de giro para arcar com as suas obrigações com fornecedores.                       
Conforme estudado na unidade, trata-se de uma crise financeira, que consiste em ausência de caixa para honrar as obrigações, independentemente de possuir ou não patrimônio. Esta situação enseja a possibilidade de requerer Recuperação Judicial. 
Normalmente, a empresa entra em crise, pois seu patrimônio industrial está imobilizado, ou seja, não consegue ser vendido para que o produto desta alienação possa satisfazer as obrigações. Por outro lado, passa também por uma crise de eficiência, pois a produção performar abaixo de sua capacidade.   
Assim, podemos dizer que a situação da empresa é de insolvência, pois ele não possui o numerário financeiro suficiente para arcar com o pagamento das obrigações pactuadas.	 	          A mera inadimplência não pode ser cogitada neste caso, pois não houve erro ou intenção em não efetuar os seus pagamentos, embora algumas dessas obrigações possam gerar o pedido de falência com base na impontualidade. A insolvabilidade não é cogitada na hipótese, pois não houve a prática de atos falimentares e não houve informações de execução frustrada (ausência de bens passíveis de penhora), nos moldes dos artigos 94, incisos II e III, da Lei 11.101/05. 	
Avançando na prática 
                                          Consulta sobre a possibilidade de falência 
Descrição da situação-problema 
Djalma é proprietário da empresa EPC Borrachas para Calçados LTDA., e está com um problema sério: o seu maior cliente, a empresa Pezão Calçados Ltda. está deixando de efetuar os pagamentos das duplicatas relacionadas às mercadorias entregues. O comportamento do devedor vem também prejudicando outras empresas da região. Djalma teve notícias que, nas execuções ajuizadas contra a empresa, os credores não estão conseguindo penhorar bens, o que tornaria a execução infrutífera. 
Neste sentido, pergunta-se: Qual procedimento a empresa EPC Borrachas para Calçados Ltda. poderá adotar? 
Resolução da situação-problema Diante da constatação de que a empresa Pezão Calçados Ltda. encontra-se em crise financeira e que esta parece irreversível, em vista de que não está pagando as duplicatas dos produtos entregues e que nenhum bem da empresa devedora consegue ser penhorado, a empresa EPC Borrachas para Calçados deve ajuizar o pedido de falência, no sentido de proporcionar que os credores recebam os valores sob supervisão judicial, além de se apurar todo o patrimônio da empresa para satisfazer os credores, respeitada a ordem de preferência e direito dos credores. Avançando na prática Faça valer a pena 
1. Jefferson, seu cliente, procurou-o afirmando que tinha tomado conhecimento de que o Banco Zeus S/A não estava disponibilizando saques na conta corrente, e que este não estava honrando as suas obrigações, o que indicava indícios de insolvência. Com base nas informações acima tratadas, na hipótese de ser necessária uma Execução coletiva do Banco Zeus S/A, seria indicado o procedimento de:
 
a) Insolvência civil, com base no Código de Processo Civil. 
b) Recuperação Judicial, com base na Lei 11.101/05. 
c) Falência, com base na Lei 11.101/05. 
d) Liquidação Extrajudicial, com base na Lei 6.024/74. 
e) Execução por quantia Certa contra Devedor Solvente. 
2. A Empresa Bicas Imóveis Ltda. possui um amplo patrimônio imobiliário. Contudo, em razão dos problemas econômicos do país, o seu faturamento foi reduzido em quase 70%. Por este motivo, vem deixando sistematicamente de honrar pontualmente os pagamentos com os fornecedores. A partir do enunciado, podemos classificar que a crise da empresa Bicas Imóveis é: 
	a) Econômica e financeira.
b) De rigidez. 
c) De eficiência
	d) De rigidez e de eficiência.  
e) Financeira e de eficiênciaeficiência                                                                                                                      
3. Afirmativa 1: “As crises econômicas, financeiras e patrimoniais são mais preocupantes, na medida em que podem representar a inadimplência e o aumento do risco dos credores, bem como a redução dos empregos. Em outras palavras, elas podem prejudicar empregados, credores, comunidade e fisco que estão ligados à atividade desempenhada, não afetando apenas o próprio empresário.” (TOMAZETTE, 2014) 
Afirmativa 2: “...quando o aparato estatal é utilizado para garantir a permanência de empresas insolventes inviáveis, opera-se uma inversão inaceitável: o risco da atividade empresarial transfere-se do empresário para os seus credores.” (COELHO, 2008) A partir das afirmativas acima, marque a alternativa CORRETA: 
a) A primeira afirmativa contradiz a segunda. 
b) A primeira afirmativa não tem relação com a segunda, pois a primeira diz respeito a aspectos internos, enquanto a segunda diz respeito a aspectos externos da empresa. 
c) A segunda afirmativa complementa a primeira