Práticas contábeis e informatizadas conteudo
107 pág.

Práticas contábeis e informatizadas conteudo


DisciplinaPráticas Contábeis e Informatizadas11 materiais36 seguidores
Pré-visualização20 páginas
Práticas contábeis e informatizadas
Aula 1 - Tipos societários, empresários e Contrato Social
Classificação das sociedades
	Sociedade
De acordo com a lei nº 10.406/2002 (Código Civil):
\u201cArt. 981. Celebram contrato de sociedade pessoas que reciprocamente se obrigam a contribuir, com bens e serviços, para o exercício de atividade econômica e a partilha, entre si, dos resultados.\u201d
No momento de constituir uma empresa, é natural que surjam dúvidas quanto aos tipos de sociedade que podem ser formados. Escolher o tipo social correto é fundamental para evitar conflitos entre os sócios e definir suas responsabilidades pelas dívidas sociais futuras.
Os tipos societários vigentes são regulamentados pelo Código Civil \u2013 do artigo 981 em diante.
Mas, antes da escolha dos tipos de sociedades quanto à forma jurídica, precisamos classificá-las quanto ao objeto.
De acordo com o novo Código Civil (artigos 982 e 1.150), nesse caso, as sociedades podem ser:
 
Atenção
Um dos requisitos para a constituição de uma sociedade é a pluralidade dos sócios. No Direito Comercial, NÃO SE ADMITE sociedade unipessoal originária.
Caso seja composta por dois sócios, e um deles venha a falecer ou se retire da associação, a sociedade será classificada como unipessoal, o que não é permitido. Nesses casos, a legislação (artigo 1.033, inciso IV, do Código Civil) concede um prazo de 180 dias para viabilizar sua continuidade.
Tipos societários
Vamos conhecer, então, os tipos de sociedade quanto à forma jurídica. São eles:
SOCIEDADE NÃO PERSONIFICADA
Aquela que não possui registro. Dentro desse grupo, estão a Sociedade em Comum \u2013 irregular \u2013 e a Sociedade em Conta de Participação (SCP) \u2013 oculta.
Sociedade em Comum \u2013 irregular
Aquela que não possui Contrato Social. Nesse caso, os sócios respondem de modo solidário e ilimitado pelas dívidas sociais.
Sociedade em Conta de Participação \u2013 oculta
Aquela que não tem registro por interesse dos próprios sócios (ostensivo e oculto). Sua responsabilidade é ilimitada.
SOCIEDADE PERSONIFICADA
Aquela que possui registro. Dentro desse grupo, estão:
Sociedade em Nome Coletivo;
Sociedade Comandita Simples;
Sociedade Anônima;
Sociedade Comandita por Ações;
Sociedade Limitada.
Sociedade em Nome Coletivo
Aquela que apresenta a seguinte formação:
Sócios \u2013 Pessoas Físicas;
Responsabilidade solidária e ilimitada;
Nome \u2013 firma ou razão social (nome dos sócios), à qual pode ser acrescentada a sigla & CIA.
Sociedade Comandita Simples
Aquela que apresenta a seguinte formação:
Sócios \u2013 Pessoas Físicas;
Comanditados \u2013 capital e trabalho (responsabilidade solidária e ilimitada);
Comanditários \u2013 capital (responsabilidade limitada \u2013 eles não participam da gestão);
Empresa de capital fechado;
Nome \u2013 firma ou razão social (nome dos sócios comanditados).
Sociedade Anônima
Aquela que apresenta a seguinte formação:
Capital dividido em ações;
Responsabilidade limitada e não solidária;
Capital aberto ou fechado;
Nome \u2013 denominação ou nome fantasia (Nome inventado para a empresa, pelo qual é reconhecida no mercado)+ S/A no final ou Companhia/Cia. no início.
Sociedade Comandita por Ações
Aquela que apresenta a seguinte formação:
Capital aberto ou fechado;
Diretor \u2013 responsabilidade subsidiária e ilimitada pelas obrigações da sociedade;
Nome \u2013 denominação ou nome fantasia, firma ou razão social + Comandita por Ações (C/A).
Sociedade Comandita por Ações
Aquela que apresenta a seguinte formação:
Capital aberto ou fechado;
Diretor \u2013 responsabilidade subsidiária e ilimitada pelas obrigações da sociedade;
Nome \u2013 denominação ou nome fantasia, firma ou razão social + Comandita por Ações (C/A).
Sociedade Limitada
Aquela que apresenta a seguinte formação:
Capital dividido em cotas;
Responsabilidade limitada e solidária;
Nome \u2013 denominação ou nome fantasia, firma ou razão social + LTDA.
Atenção
	Excutidos
Do verbo excutir, que significa:
\u201cExecutar judicialmente bens do devedor dados em garantia; fazer depositar em juízo coisa que é objeto de penhor ou penhorar a que se acha gravada por hipoteca, vendendo uma ou outra em hasta pública.\u201d
Fonte: Dicionário eletrônico Houaiss da língua portuguesa.
A responsabilidade solidária é aquela em que todos os responsáveis se encontram em situação de igualdade, e os bens de qualquer um deles (ou de todos) podem ser penhorados, sem ordem de preferência.
Já na responsabilidade subsidiária, primeiramente, os bens do devedor principal são penhorados e, depois, caso não os haja em quantidade suficiente para saldar a dívida, os bens do devedor subsidiário podem ser excutidos.
Veja um quadro resumo da classificação das sociedades:
Tipos de empresários
Atualmente, existem três possibilidades para quem quer abrir uma empresa e não pensa em ter sócios. Vamos conhecer, então, os tipos de empresários:
	Empresário
O empresário é definido pelo Código Civil (artigos 996 a 980) da seguinte forma:
\u201cArt. 966. Considera-se empresário quem exerce profissionalmente atividade econômica organizada para a produção ou a circulação de bens ou de serviços.\u201d
Microempreendedor Individual (MEI)
Introduzido pela Lei Complementar nº 128/2008 e inserido na Lei Complementar nº 123/2006 (Lei Geral da Micro e Pequena Empresa), que possibilita a formalização de empreendedores por conta própria, o MEI foi criado em julho de 2009.
Ele não pode participar de outra empresa como sócio ou titular, deve possuir, no máximo, um funcionário e tem receita bruta anual limitada.
Atenção
Para saber mais sobre o assunto e entender como esse tipo empresário tem se desenvolvido no Brasil:
Visite o Portal do Empreendedor e conheça sua Definição de Microempreendedor Individual (MEI);
Assista ao vídeo disponibilizado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) sobre o MEI na série Pequenos #SQN.
Empresário Individual
Aquele que exerce em nome próprio uma atividade empresarial e que não possui personalidade jurídica. Trata-se da Pessoa Física (natural) titular da empresa. O patrimônio da pessoa natural e o do Empresário Individual são os mesmos. Logo, o titular responderá de forma ilimitada pelas dívidas.
Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI)
Criada pela lei nº 12.441/2011, a EIRELI constitui nova modalidade empresarial que permite exercer a atividade correspondente de forma individual, com limitação da responsabilidade. Assim, o empreendedor (Empresário Individual) não responde com seus bens pessoais pelas dívidas da empresa.
O limite mínimo de capital a ser integralizado na EIRELI é 100 (cem) vezes o valor do salário mínimo vigente no momento do registro de seu ato constitutivo.
Diante de uma possível atualização do valor desse salário, o Departamento Nacional de Registro do Comércio (DNRC) já determinou que o aumento regular do referido capital não será necessário.
Atenção
Para saber mais sobre o assunto, visite a página do SEBRAE e Entenda o que é uma EIRELI.
Microempresa (ME) e Empresa de Pequeno Porte (EPP)
Instituídas pela Lei Complementar nº 123/2006, Microempresas (MEs) e Empresas de Pequeno Porte (EPPs) são possíveis classificações para as empresas que possuem menor volume de faturamento.
Esse dispositivo legal estabeleceu um tratamento diferenciado para tais empresas, principalmente quanto à arrecadação de impostos e de contribuições a partir do sistema único de tributação Simples Nacional.
Podem ser enquadradas como MEs ou EPPs:
As Sociedades Simples;
As Sociedades Empresárias;
As EIRELIs;
Os Empresários Individuais devidamente registrados.
Atenção
Para saber mais sobre o assunto, leia o Artigo 3º, parágrafo 4º, da Lei Complementar nº 123/2006.
	LEI COMPLEMENTAR Nº 123, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2006
Institui o Estatuto Nacional de Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte [...].
[...]
CAPÍTULO II
DA DEFINIÇÃO DE MICROEMPRESA E DE EMPRESA DE PEQUENO PORTE
Art. 3º [...]
4º Não poderá se beneficiar do tratamento jurídico diferenciado previsto nesta Lei Complementar