Buscar

Avaliação do Impacto Ambiental e Licenciamento - WA1 e AV1

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 9 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 9 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 9, do total de 9 páginas

Prévia do material em texto

WEB AULA 1: Introdução 
Olá, caro aluno! Neste semestre, vamos juntos buscar desvendar os “mistérios” da Avaliação do Impacto Ambiental 
e do Licenciamento, Vamos começar nossa jornada? Tenha um bom estudo e lembre-se, qualquer dúvida, 
estaremos aqui para te ajudar... 
Conhecendo a disciplina 
Esta disciplina apresentará a você os conceitos básicos para sua compreensão dos temas que serão discutidos; o 
atual quadro legal e institucional da AIA no Brasil; os princípios e objetivos da avaliação de impacto ambiental (AIA); 
as noções sobre termos de referência; os diversos tipos de estudos ambientais pertinentes ao processo de AIA; o 
processo e os principais componentes para elaboração de um Estudo de Impacto Ambiental (EIA); aspetos do 
licenciamento e o papel da participação pública. 
É importante destacar que nossa disciplina tem como principal objetivo despertar o “ser” crítico e observador 
adormecido em você. 
Para saber do que estou falando, assista ao vídeo disponível no link: 
Agora pare e pense... 
Você concorda que o vídeo deixa bem claro os impactos da atividade humana sobre a natureza? Isto não foi difícil 
de perceber, não é mesmo? 
Será tão simples assim identificarmos estes impactos antes da instalação de uma represa, ou da construção de uma 
estrada, ou ainda, da implantação de um empreendimento agropecuário? 
 
Em breve, responder a estas questões será o seu trabalho. Por isso, você deve se acostumar a perguntar, sempre 
que observar o ambiente no qual você vive, quais serão os impactos que um determinado empreendimento pode 
causar ao meio ambiente. 
Pra te ajudar a fazer isso, nossa disciplina traz muita informação, leis, exemplos e atividades. Só é preciso que 
você estude comigo e não deixe de esclarecer suas dúvidas. 
Podemos continuar? 
Então vamos para a próxima página... 
 
Conceitos básicos 
Como em qualquer ciência, aqui nós também precisamos conhecer os conceitos dos termos mais importantes 
ligados à avaliação de impacto e licenciamento ambiental, para que possamos entender e ser entendidos quando 
falamos, lemos ou escrevemos a respeito destes assuntos. 
Na Unidade 1 do seu Livro texto, você tem a conceituação dos seguintes termos: Espaço/Espaço geográfico, Meio 
Ambiente, Cultura/ patrimônio cultural; Poluição; Degradação ambiental; Impacto ambiental e Avaliação do impacto 
ambiental. Sugiro que leia esta Seção do livro antes de continuarmos. 
Quadro legal e institucional da avaliação de impacto ambiental 
 
Você pode não acreditar, mas há bem pouco tempo atrás não se exigia o licenciamento ambiental, portanto a 
avaliação de impacto ambiental não era feita. 
Essa discussão chegou ao Brasil por volta da década de 70, e somente em 1981, com a promulgação da Política 
Nacional do Meio Ambiente, através da Lei 6938/1981, foram instituídos como instrumentos de ação a avaliação do 
impacto ambiental e o licenciamento ambiental, até então existentes apenas na legislação de alguns Estados. 
Com isto, algumas melhoras aconteceram, como podemos ver o exemplo da cidade de Cubatão – SP na década 
de 80 (foto 1) e nos dias atuais (foto 2). 
A partir daquele ano, vários foram os esforços para aprimorar a Legislação Ambiental, e, em 1988, a Constituição 
Federal estabeleceu em seu artigo 225 o direito de todos a um ambiente sadio. 
Deste artigo da Constituição Federal decorrem todos os Princípios do Direito Ambiental Brasileiro 
A Legislação Ambiental Brasileira 
A legislação ambiental vem sendo constantemente alterada e se tornou tão complexa que houve a necessidade de 
se criar um ramo do Direito especialmente para tratar desses assuntos, o Direito ambiental. 
A seguir, apresento um Quadro com as principais leis e instituições federais envolvidas na gestão ambiental no 
Brasil. 
Quadro de Leis e Instituições envolvidas na gestão do meio ambiente no Brasil 
Ano Instrumento Legal Instituição 
Administração de recursos naturais 
1934 Código de Águas (Política Nacional de Recursos 
Hídricos 1997) 
Aneel/ ANA 
1934 Código Florestal (modificado em 1965) IBAMA (desde 1989) 
1934 Código de Minas (posteriormente Código de Mineração 
– 1967, modificado em 1996) 
DNPM 
1937 Decreto-lei de Proteção ao Patrimônio Histórico, 
Artístico e Arqueológico 
Iphan (também ao longo dos 
Anos Sphan e IBPC) 
1938 Código de Pesca (modificado em 1967) Sudepe (1962) atual IBAMA 
1961 Lei sobre monumentos arqueológicos e pré-históricos Não cria nova instituição 
1967 Lei de Proteção à Fauna IBDF (atual IBAMA) 
2000 Lei do sistema Nacional de Unidades de Conservação Não cria nova instituição 
Controle da poluição ambiental 
1973 Decreto 73.030 (criação da Sema) Sema (1974), atual IBAMA 
1975 DL 1.413 – Controle da poluição industrial Sema, atual IBAMA 
Planejamento territorial 
1979 Lei 6.766 – Parcelamento do Solo Urbano Não cria nova instituição 
1980 Lei 6.803 – Zoneamento Ambiental nas Áreas Críticas 
de Poluição 
Não cria nova instituição 
1988 Lei 7.661 – Plano Nacional De Gerenciamento Costeiro Parte integrante da Política 
Nacional do Meio Ambiente 
2001 Lei 10.257 – Estatuto da Cidade Não cria nova instituição 
2002 Decreto 4.297 – Zoneamento Ecológico-econômico Parte integrante da Política 
Nacional de Meio Ambiente 
Política Nacional do Meio Ambiente 
1981 Lei 6.938 – Política Nacional do Meio Ambiente 
(alterações: leis 7.804/89 e 9.028/90) 
Sisnama 
Conama 
Fonte: Adaptado de Sánchez (2008) 
Quando estiver no exercício de sua profissão você deverá consultar também a legislação de seu município e Estado, 
pois é comum que cada um tenha suas próprias leis. 
Para te ajudar, o livro texto traz, em sua Unidade 2, um apanhado das leis e normas ambientais, além de indicar os 
sites para busca de seus respectivos textos na íntegra. 
Lembre-se! Sempre que for realizar um trabalho, verifique se a legislação e/ou normatização sobre o assunto não 
sofreu nenhuma alteração, pois estas mudanças não são raras. 
Para saber mais, visite os sites: 
http://www.planalto.gov.br/ 
http://www.ibama.gov.br/documentos/links-ambientais/ 
Através desses sites você poderá atualizar-se sempre que desejar 
 
Estudos ambientais pertencentes à avaliação de impactos e licenciamento ambiental 
Como você pode imaginar, são muitas as atividades que necessitam de licenciamento ambiental, e cada uma delas 
pode ocorrer em ambientes muito diferenciados. Por este motivo, diversos tipos de estudos ambientais foram criados 
com o objetivo de fornecer informações e análises técnicas para facilitar o processo de licenciamento, como você 
pode ver no quadro a seguir. 
Quadro de estudos ambientais exigidos no processo de licenciamento 
Denominação 
 
Referência Legal 
 
Aplicação 
 
Estudos Ambientais 
 
Res. Conama 237 
de 19/12/97 
 
“são todos e quaisquer estudos relativos aos aspectos 
ambientais relacionados à localização, instalação, 
operação e ampliação de uma atividade ou 
empreendimento, apresentado como subsidio para 
analise da licença requerida (Art. 1o,III). 
 
Denominação 
 
Referência Legal 
 
Aplicação 
 
Estudo prévio de 
impacto ambiental 
 
Constituição 
Federal, Art. 226, 
1o, IV (1988) 
 
Instalação de obra ou atividade potencialmente 
causadora de significativa degradação ambiental 
 
EIA – Estudo de 
Impacto Ambiental e 
RIMA – Relatório de 
Impacto Ambiental 
 
Res. Conama 1, 
de 23/01/86 
 
Licenciamento de atividades modificadoras do meio 
ambiente, exemplificadas no Art. 2o da Resolução. 
 
PBA – Projeto Básico 
Ambiental 
 
Res. Conama 6, 
de 16/09/87 
 
Obtenção de licença de instalação de 
empreendimentos do setor elétrico. 
 
PRAD – Plano de 
Recuperação de Áreas 
Degradadas 
 
Decreto federal 
no97.632, de 
10/04/89 
 
Obrigatoriedade de apresentação para todo 
empreendimento de mineração; deve ser incorporadoao EIA para novos projetos 
 
PCA – Plano de 
Controle Ambiental 
 
Res. Conama 9, 
de 06/12/90 
 
 
 
 
 
Res. Conama 286, 
de 20/08/01 
 
Res. Conama 23 
de 07/12/94 
 
Obtenção de licença de instalação de 
empreendimentos de mineração “(...)conterá os 
projetos executivos de minimização dos impactos 
ambientais(...)” 
 
Obtenção de licença de instalação de 
empreendimentos de irrigação 
 
 
 
Obtenção de licença de operação para a produção de 
petróleo e gás 
 
RCA – Relatório de 
controle ambiental 
 
Res. Conama 10, 
de 06/12/90 
 
Res. Conama 23, 
de 07/12/1994 
 
Obtenção de licença de instalação de 
empreendimentos de extração de bens minerais de 
uso imediato na construção civil 
 
Obtenção de licença prévia para perfuração de poços 
de petróleo 
 
EVA – Estudo de 
Viabilidade Ambiental 
 
Res. Conama 23, 
de 07/12/94 
 
Obtenção de licença prévia para a pesquisa da 
viabilidade econômica de um campo petrolífero 
 
RAA – Relatório de 
Avaliação Ambiental 
 
Res. Conama 23, 
de 07/12/94 
 
Obtenção de licença de instalação para a perfuração 
de poços de petróleo 
 
EVQ – Estudo de 
Viabilidade de Queima 
 
Res. Conama 264, 
de 20/03/00 
 
Licenciamento de coprocessamento de resíduos em 
fornos de cimento 
 
Plano de 
Encerramento 
 
Res. Conama 273, 
de 29/11/00 
 
Desativação de postos de combustíveis 
 
RAS – Relatório 
Ambiental Simplificado 
 
Res. Conama 279, 
de 27/06/01 
 
Obtenção de licença prévia de empreendimentos do 
setor elétrico de pequeno potencial de impacto 
ambiental 
 
Plano de Emergência 
Individual 
 
Res. Conama 293, 
de 12/12/01 
 
Licenciamento de portos organizados, instalações 
portuárias ou terminais, dutos, plataformas e 
instalações de apoio 
 
Plano de Contigência, 
 
Plano de Emergência, 
 
Plano de desativação 
 
Res. Conama 316, 
de 29/10/02 
 
 
 
Res. Conama 316, 
de 29/10/02 
 
Licenciamento de unidades de tratamento térmico de 
resíduos 
 
 
 
 
 
Encerramento de atividades dos sistemas de 
tratamento térmico de resíduos 
Denominação 
 
Referência Legal 
 
Aplicação 
 
 
RAP – relatório 
Ambiental Preliminar 
 
Res. SMA-SP 42, 
de 29/12/94 
 
Para instruir requerimentos de licenciamento ambiental 
de empreendimentos que possam causar impactos 
significativos 
 
EAS – Estudo 
Ambiental Simplificado 
 
Res. SMA-SP 54, 
de 30/11/04 
 
Para analisar e avaliar as consequências ambientais 
de atividades e empreendimentos considerados de 
impactos ambientais muito pequenos e não 
significativos 
 
EAR – Estudo de 
Análise de Riscos / 
PGR – Programa de 
Gerenciamento de 
Riscos / PAE – Plano 
de Ação e Emergência 
 
Norma técnica 
Cetesb P 4.261, 
de 20/08/03 
 
Para o licenciamento de atividades industriais 
perigosas 
 
Plano de Desativação 
 
Dec. Estadual SP, 
47.400, de 
04/12/2002 
 
Para o encerramento de empreendimentos sujeitos ao 
licenciamento ambiental 
 
Fonte: Adaptado de Sánchez (2008) 
 
 
Para você se familiarizar com este tipo de documento, leia os Planos de controle ambiental (PCA) apresentados 
na Unidade 5 do seu livro texto que são referentes a uma Mineração de argila e uma Indústria metalúrgica. 
Observe o conteúdo de cada PCA e veja que sua complexidade difere em função do tipo de atividade. 
Toda essa informação te ajudará a direcionar seu trabalho. Repare que muitos destes documentos têm função 
bastante específica no licenciamento dos diferentes empreendimentos. 
Na próxima web aula, vamos discutir O Processo de Avaliação do Impacto Ambiental. Lá você poderá visualizar 
todas as etapas do processo que estamos apresentando e discutindo em nossa disciplina 
Então, até breve... 
 
WEB AULA 2: Avaliação de Impacto Ambiental (AIA) 
Olá, caro aluno! Depois de apresentarmos um panorama geral da disciplina através do conhecimento de conceitos 
básicos, da definição de procedimentos e da legislação ambiental, vamos discutir nesta aula um pouco mais sobre 
o Processo de Avaliação de Impacto Ambiental. 
Este processo engloba as atividades necessárias para a viabilização ambiental de um empreendimento. Para 
Sánchez (2008), a AIA tem a finalidade de considerar os impactos ambientais antes de se tomar qualquer decisão 
que possa acarretar significativa degradação da qualidade do meio ambiente. O desenvolvimento do Processo de 
AIA deve ser feito através da realização de uma série de atividades, organizadas numa sequência lógica. 
O fluxograma a seguir ilustra bem o Processo de AIA. Observe que a avaliação de Impacto ambiental propriamente 
dita é um dos itens a serem desenvolvidos dentro do Estudo de Impacto Ambiental (EIA). 
 
Fluxograma do Processo de Avaliação de Impacto Ambiental (STAMM, 2003) 
Com base no conhecimento adquirido até aqui, você pode dizer quais os objetivos do Processo de AIA? 
Vamos ver o que diz a Associação Internacional de Avaliação de Impactos (1999) sobre estes objetivos: 
 Assegurar que as considerações ambientais sejam explicitamente tratadas e incorporadas ao processo de 
tomada da decisão; 
 Antecipar, evitar, minimizar ou compensar os efeitos negativos relevantes biofísicos, sociais e outros; 
 Proteger a produtividade e a capacidade dos sistemas naturais, assim como os processos ecológicos que 
mantêm suas funções 
 Promover o desenvolvimento sustentável e otimizar o uso e as oportunidades de gestão de recursos. 
Etapas do processo de AIA, de acordo com Sánchez (2008) 
Sánchez (2008) simplifica um pouco as etapas desse processo. Veja a seguir o que este autor considera como 
componentes básicos do processo de AIA: 
 
Apresentação da proposta: o trabalho se inicia quando uma determinada iniciativa (P. ex. um projeto) é 
apresentada a uma instância decisória (P.ex. um órgão governamental). Normalmente, esta proposta traz 
informações gerais sobre esta iniciativa, sua localização e abrangência. 
Nesta fase, será realizada uma avaliação prévia dos impactos ambientais relevantes, daquelas iniciativas que 
tenham potencial de causar impactos significativos 
A página seguinte tem mais etapas deste processo. Vamos conferir? 
Triagem: seleciona as ações humanas que tenham potencial de causar alterações ambientais significativas. A 
triagem resulta no enquadramento do projeto em uma das categorias: (a) são necessários estudos aprofundados; 
(b) não são necessários estudos aprofundados; (c) há dúvidas sobre o potencial de causar impactos significativos 
ou sobre as medidas de controle. 
 
Determinação do escopo do estudo de impacto ambiental: quando existir a necessidade de se realizar um 
EIA, antes é preciso definir a abrangência e profundidade dos estudos a serem feitos. Esta etapa é concluída com 
a elaboração do nosso conhecido Termo de referência. 
Elaboração do estudo de impacto ambiental: essa é a atividade central do processo de avaliação de impacto 
ambiental. Normalmente, consome a maior parte do tempo e dos recursos e estabelece as bases para a análise da 
viabilidade ambiental do empreendimento. 
Análise técnica do estudo de impacto ambiental: o estudo é analisado por uma terceira parte, normalmente o 
órgão encarregado de autorizar o empreendimento. Nesta etapa, é verificada a conformidade do EIA aos termos de 
referência e à regulamentação ou procedimentos aplicáveis. Esta análise também verifica se o estudo descreve 
adequadamente o projeto proposto, se analisa devidamente seus impactos e se propõe medidas mitigatórias 
capazes de atenuar suficientemente os impactos negativos 
Nas próximas páginas, vamos conhecer outras etapas do processo... 
 
Consulta pública: existem diferentes procedimentos de consulta pública, como é o caso da audiência pública que 
será discutida posteriormente.Diferentes também são os momentos em que se pode proceder a consulta no 
processo de AIA, como na elaboração do termo de referência. 
 
Decisão: na tomada da decisão, a tradição política de cada região terá maior peso que as próprias características 
da avaliação de impacto ambiental, e a decisão caberá aos órgãos ambientais competentes, não autorizando o 
empreendimento, aprovando-o incondicionalmente ou aprovando-o com condições. 
 
Monitoramento e gestão ambiental: após uma decisão positiva, a implantação do empreendimento deve ser 
acompanhada da implementação de todas as medidas, visando reduzir, eliminar ou compensar os impactos 
negativos ou potencializar os positivos. O mesmo deve ser feito durante as fases de funcionamento e de 
desativação e fechamento da obra ou atividade. 
A gestão ambiental corresponde a todas as atividades que se seguem ao planejamento ambiental e que visam 
assegurar a implementação satisfatória do plano. 
Acompanhamento: consiste no conjunto de atividades que seguem à decisão de autorizar a implantação do 
empreendimento; inclui a fiscalização, supervisão e ou auditoria e o monitoramento como parte essencial desta 
etapa. 
Documentação: a complexidade do processo de AIA e suas múltiplas atividades tornam necessária a preparação 
de grande número de documentos. 
Quadro dos principais documentos técnicos das diversas etapas do processo de avaliação de impacto 
ambiental 
Documento de entrada Etapa Documentos resultantes 
Memorial descritivo do projeto 
Publicação em jornal 
anunciando a intenção de 
realizar determinada iniciativa 
Apresentação da 
proposta 
Parecer técnico que define o nível de 
avaliação ambiental e o tipo de estudo 
ambiental necessários 
Avaliação ambiental Triagem Parecer técnico sobre o nível de avaliação 
ambiental e o tipo de estudo ambiental 
necessário 
Plano de trabalho Definição da 
abrangência e 
conteúdo do EIA 
Termos de referência 
 
 
Termos de referência Elaboração do EIA 
e do RIMA 
EIA e RIMA 
EIA Análise técnica Parecer técnico 
EIA e RIMA 
Publicação em jornal 
Consulta pública Atas de audiência e outros documentos de 
consulta pública 
EIA, estudos complementares, 
documentos de consulta pública 
Análise técnica 
 
 
Parecer técnico conclusivo 
 
 
EIA, RIMA 
Publicação em jornal 
Decisão Licença prévia (ou denegação do pedido de 
licença) 
Planos de gestão 
Relatórios de implementação do 
plano de gestão 
Decisão 
Implantação/ 
construção 
Licença de instalação 
Licença de operação 
Vários documentos Operação Remoção da licença de operação, relatórios 
de monitoramento e desempenho ambiental 
Plano de fechamento Desativação Licença de desativação 
Fonte: Adaptado de Sánchez (2008) 
No Brasil, a normatização para o processo de AIA encontra-se na Resolução CONAMA 01/86. No Estado de São 
Paulo, os principais elementos do processo de AIA são tratados pela Resolução SMA 42/92. 
Métodos para realização de AIA 
Algumas metodologias foram desenvolvidas para a realização da AIA. Para Stamm (2003), estes métodos resultam 
da observação da legislação vigente, das exigências dos órgãos de controle ambiental, dos organismos 
internacionais de financiamento, muitas vezes dos próprios empreendedores e até da evolução das técnicas 
disponíveis. 
 
Na escolha do método, você deve considerar: 
1. tipo e tamanho do projeto; 
2. qual o objetivo da avaliação; 
3. alternativas que também devem ser avaliadas; 
4. a natureza dos impactos prováveis; 
5. a natureza e conveniência do método de identificação do impacto; 
6. a experiência da equipe de Avaliação de Impacto Ambiental (AIA) com o método de identificação do impacto 
escolhido; 
7. os recursos disponíveis – custo, informação, tempo, pessoal; 
8. o tipo de envolvimento público no processo e 
9. a experiência do empreendedor com o tipo e tamanho de projeto. 
Para conhecer alguns métodos de avaliação de impacto ambiental, acesse o link: 
http://www.universoambiental.com.br/Arquivos/impactoambiental.pdf 
Você deve ter observado que este estudo apresenta a descrição de várias possibilidades de trabalhar a avaliação 
de impacto ambiental. 
Se ainda tem dúvidas e está achando isto um pouco complicado, não se preocupe! Vamos trabalhar este assunto 
em nossa teleaula. Lá você poderá tirar suas dúvidas e participar de uma avaliação de impacto ambiental. 
Na próxima web aula trataremos a elaboração do Estudo de impacto Ambiental e o processo de 
licenciamento ambiental. Te espero lá... 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Av1 - Gest. Ambiental - Avaliação do Impacto Ambiental e Licenciamento 
1) O termo "estudos ambientais" segundo a resolução do CONAMA 237/1997 define: 
"são todos e quaisquer estudos relativos aos aspectos ambientais relacionados à localização, instalação, operação 
e ampliação de uma atividade ou empreendimento, apresentado como subsidio para analise da licença requerida" 
(Art. 1o,III). 
Com base nesta definição diversos tipos de estudos foram propostos com o tempo e, atualmente, estão previstos 
em lei. Assim, analise as afirmativas e assinale a alternativa correta. 
I-O Projeto Básico Ambiental é o estudo exigido para obtenção da licença de instalação de empreendimentos de 
mineração. 
II-O Plano de Recuperação de Áreas Degradadas deve ser apresentado por qualquer empreendimento de 
mineração. 
III-O Relatório de Controle Ambiental é obrigatório para obtenção da licença prévia de empresas que pretendam 
perfurar a procura de petróleo. 
IV-O Estudo de Viabilidade Ambiental é requerido para se determinar a viabilidade econômica de empreendimentos 
do setor elétrico. 
Alternativas: 
a) As afirmativas II e III estão corretas. 
b) As afirmativas I e IV estão corretas. 
c) As afirmativas I e II estão corretas. 
d) As afirmativas III e IV estão corretas. 
 
2) Estudo Prévio de Impacto Ambiental (EPIA) está previsto na constituição federal de 1988, enquanto que o 
Estudo de Impacto Ambiental (EIA) está previsto na resolução nº 1 do CONAMA de 1986. Com base nas 
características destes estudos assinale a alternativa que estabelece corretamente a relação entre eles. 
Alternativas: 
a) Estes estudos não apresentam relação pois EPIA é requisitado para avaliar a degradação ambiental enquanto 
que o EIA é requisitado para o licenciamento ambiental. 
b) Estes estudos representam a mesma atividade, apenas estão representados em documentos diferentes. 
c) Estes estudos não apresentam relação pois o EPIA é requerido para empreendimentos em funcionamento 
enquanto o EIA é requerido para empreendimento que ainda não foram autorizados e, portanto, ainda serão 
construídos. 
d) Estes estudos têm relação pelo fato de serem o mesmo tipo de estudo, serem requisitados para 
empreendimentos em funcionamento, mas o EIA é requisitado para o setor de produção de energia, enquanto o 
EPIA é requisitado para o setor de mineração. 
 
3) Uma questão extremamente importante na avaliação de impactos ambientais é a participação da população 
que sofrerá as consequências da atividade a ser implantada. Sobre este tema assinale a alternativa correta. 
Alternativas: 
a) A população a ser afetada deve ser consultada a respeito do empreendimento apenas uma única vez durante 
todo o processo de avaliação de impactos ambientais: na audiência pública de apresentação do RIMA. 
b) A população deve ser consultada apenas para os empreendimentos que envolvem a construção de barragens e 
gerem remoção das famílias de seus domicílios. 
c) A população a ser afetada deve ser consultada constantemente, em praticamente todas as fases de uma 
avaliação de impactos ambientais. 
d) A população deve ser consultada em dois momentos durante o processo: antes da realização do EIA e durante 
a apresentação do RIMA. 
 
4) A Avaliação de Impactos Ambientais (AIA) pode ser consideradaum instrumento de negociação social. Essa 
característica é devido aos objetivos que esse processo possui. Com relação a estes objetivos assinale a 
alternativa correta. 
Alternativas: 
a) Um dos objetivos da AIA decidir se um empreendimento poderá ou não ser instalado em um determinado local. 
b) Um dos objetivos da AIA é garantir que durante o processo de decisão as questões ambientais sejam 
claramente tratadas. 
c) Um dos objetivos da AIA é garantir que a empresa a ser instalada não libere nenhum tipo de poluição ambiental. 
d) A AIA não tem como objetivo a proteção dos sistemas naturais. 
5) A Avaliação de Impactos Ambientais pode ser dividida em diversas etapas que englobam deste a apresentação 
do projeto até o acompanhamento da instalação do projeto. Com base nestas fases, análise as afirmativas e 
assinale a alternativa correta. 
I-A etapa de análise técnica do EIA corresponde a avaliação do estudo pelo órgão ambiental, para conferir a 
conformidade com os termos de referência. 
II-A etapa de triagem corresponde a determinação dos objetivos e da abrangência do EIA. 
III-A etapa de consulta pública corresponde ao momento onde o RIMA é apresentado a população. 
Alternativas: 
a) As afirmativas I e II estão corretas. 
b) A afirmativa II está correta. 
c) As afirmativas I e III estão corretas. 
d) As afirmativas II e III estão corretas.