Questões Prova   Direito Processual Coletivo
3 pág.

Questões Prova Direito Processual Coletivo


Disciplina<strong>dirieto</strong> Finaceir1 materiais6 seguidores
Pré-visualização3 páginas
1) \u201cA Constituição que estabelece ser o nosso país um Estado Democrático Constitucional de feição pluralista, significa dizer aberto o sistema a realidade social e a efetivação dos valores democráticos\u201d.
	Em observância ao ordenamento jurídico brasileiro, mormente no que tange ao microssitema de Direito Processual Coletivo, aos princípios e premissas constitucionais aplicadas às ações coletivas, elabore uma dissertação propondo uma interpretação conforme a Constituição da República Federativa do Brasil do Art. 16 da Lei 7.347/85. In verbis:
	\u201cArt. 16. A sentença civil fará coisa julgada erga omnes, nos limites da competência territorial do órgão prolator, exceto se o pedido for julgado improcedente por insuficiência de provas, hipótese em que qualquer legitimado poderá intentar outra ação com idêntico fundamento, valendo-se de nova prova.\u201d
Resposta: Se diz a respeito do princípio da extensão subjetiva da coisa julgada, que trata da decisão do processo coletivo onde é aplicado de forma \u201cerga omnes\u201d e \u201cultra partis\u201d, que visa atender o maior número de jurisdicionados que se encontrem na mesma situação fático jurídica. Porém tentará limitar a eficácia aos limites territoriais do órgão prolator, o que se convencionou chamar de eficácia \u201cintra muros\u201d, sendo uma tentativa diante da sua visível inconstitucionalidade. (Felipe Lima)
2) A Lei 7.347/85 prevê um instrumento de grande utilidade na condução dos direitos coletivos e difusos, trata-se do inquérito civil público que tem a função de buscar informações para a possível propositura de uma ação civil pública. Apesar da homonímia parcial este instituto não guarda grande semelhança com o inquérito policial previsto no Código de Processo Penal.
Diante de tal situação, elabora um texto em que sejam elencadas no mínimo 5 diferenças entre inquérito civil público e o inquérito policial, abordando ainda o procedimento de arquivamento de ambos.
Resposta: Existem diversas diferenças entre ambos os institutos, inclusive a nomenclatura. O inquérito civil público vem da base legal a lei da Ação Civil Pública, tem como presidente do inquérito um dos membros do Ministério Público, sendo sua apuração feita por meio de delito civil e criminal, por exemplo: dano ambiental, também sendo possível ser utilizado em crimes de improbidade administrativa de maior complexidade necessitando de perícia geral e tem como arquivamento pelo conselho superior do Ministério Público. Por sua vez, o inquérito policial tem sua base legal no código de processo penal, tendo como o presidente do inquérito o delegado de polícia, não poderá ser utilizado nos crimes de improbidade administrativa sob pena de habeas corpus e sua apuração é feita por ilícitos cometidos na esfera criminal. Terá seu arquivamento apenas pelo Poder Judiciário.

3) Assinale a alternativa correta em relação ao processo coletivo:
a) Os interesses difusos, coletivos e individuais homogêneos, quando de caráter indisponível, não poderão ser objeto de transação/composição judicial ou extrajudicial, sendo irrelevante juridicamente a disposição do responsável pelo dano de se adequar às exigências legais ou de reparar os prejuízos provocados por sua ação.
 b) Proposta por algum legitimado a ação coletiva, que objetiva a tutela de direitos individuais homogêneos, estará obstado o ajuizamento de ação de caráter individual pelo particular.
 c) O Ministério Público, caso não seja o autor da ação, haverá necessariamente de intervir nas causas, coletivas ou individuais, em que a contenda envolva relação de consumo.
 d) O Ministério Público detém legitimidade ampla no processo coletivo. Assim, no mesmo cenário fático e jurídico conflituoso, com violações simultâneas de direitos de mais de uma espécie, poderá o órgão buscar uma tutela híbrida, por meio de uma mesma ação civil pública.

4) A lei da ação civil pública:
I- prevê como legitimados para promovê-la, o Ministério Público; a Defensoria Pública; a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios; a autarquia, empresa pública, fundação ou sociedade de economia mista e a associação que, concomitantemente: a) esteja constituída há pelo menos 2 (dois) anos nos termos da lei civil; b) inclua, entre suas finalidades institucionais, a proteção ao patrimônio público e social, ao meio ambiente, ao consumidor, à ordem econômica, à livre concorrência, aos direitos de grupos raciais, étnicos ou religiosos ou ao patrimônio artístico, estético, histórico, turístico e paisagístico. Art. 5º, da Lei de ACP.
II- admite o litisconsórcio facultativo entre os Ministérios Públicos da União, do Distrito Federal e dos Estados na defesa dos interesses e direitos de que cuida esta lei 7.347/85. Art. 5º, §5º da Lei de ACP.
III- veda que o Ministério Público ou outro legitimado assuma a titularidade ativa em caso de desistência infundada ou abandono da ação por associação legitimada. Art. 5º, §3º da Lei de ACP.
IV- determina que o Ministério Público atue obrigatoriamente como fiscal da lei, se não intervier no processo como parte. Art. 5º, §1º da Lei de ACP.
É correto o que se afirma apenas em:
 a) I, II, e IV.
 b) I e III.
 c) II e IV.
 d) II, III e IV.

5) Nas palavras de Rodrigo Mazzei \u201cos diplomas que tratam da tutela coletiva são intercambiáveis entre si, ou seja, apresentam uma ruptura com os modelos codificados anteriores que exigiam completude como requisito mínimo, aderindo a uma intertextualidade intra-sistemática\u201d. Inspirado pela opinião acima transcrita e baseados nos conhecimentos da matéria assinale a opção correta no q eu tange a tutela dos direitos coletivos no Brasil.
a) na condução do processo coletivo o juiz deve aplicar sempre as disposições do código de processo civil de 1973.
b) o microssistema composto pela LACP, LAP e CDC assume-se incompleto para aumentar sua flexibilidade e durabilidade em uma realidade pluralista, complexa e muito dinâmica, devendo ter aplicação complementar entre os referidos diplomas legais;
c) nas ações coletivas deve-se aplicar o Código de Processo Civil de forma subsidiária quando não for possível aplicar o microssistema do processo coletivo.
d) O Código de Processo Civil ao invés de ser considerado um diploma de aplicação residual deve ter posição predominante.

6) As regras de competência começam na Constituição Federal e são regulamentadas pela Lei de Ação Civil Pública. Assinale a opção que contenha a regra de competência a ser aplicada nas ações civil públicas:
a) As ações deverão ser propostas no domicílio do réu, cujo juízo terá competência funcional para processar e julgar a causa.
b) As ações deverão ser propostas no foro do local onde ocorrer o dano, cujo juízo terá competência funcional para processar e julgar a causa. Art. 2º da Lei 7357/1985
c) As ações deverão ser propostas no fero do domicílio do autor com legitimidade extraordinária.
d) Somente autoridade poderá e o serviço público deverá, desde que consultado seu superior, provocar a iniciativa do Ministério Público, ministrando-lhe informações sobre fatos que constituam objeto da ação civil e indicando-lhe os elementos de convicção.

7) Na opinião de Celso Antônio Bandeira de Mello, princípio é, \u201cpor definição, mandamento nuclear de um sistema, verdadeiro alicerce dele, disposição fundamental que se irradia sobre diferentes normas compondo-lhes o espírito e servindo de critério para sua exata compreensão e inteligência, ....\u201d
	Motivado pela definição retromencionada, analise as opções abaixo, elas contêm o nome do princípio e sua definição. Assinale a que a relação entre o princípio e sua definição NÃO é coerente:
a) O princípio da universalidade da jurisdição é intimamente ligado ao do acesso á justiça, tem por objetivo atingir um número cada vez maior de pessoas e de situações jurídicas conflituosas.
b) O princípio da economia processual nos orienta a buscar uma justiça barata, rápida e justa.
c) O princípio do contraditório é dispensável ao processo coletivo, pois segundo ele não é necessário verificar a adequada representação,