A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
Paper - Seminário Interdisciplinar III

Pré-visualização | Página 2 de 2

elétrica”
Segundo Boccato (2006, p. 266),
[...] a pesquisa bibliográfica busca a resolução de um problema (hipótese) por meio de referenciais teóricos publicados, analisando e discutindo as várias contribuições científicas. Esse tipo de pesquisa trará subsídios para o conhecimento sobre o que foi pesquisado, como e sob que enfoque e/ou perspectivas foi tratado o assunto apresentado na literatura científica.
4. RESULTADOS E DISCUSSÃO 
A energia elétrica é desenvolvida partir da transformação de recursos naturais, assim é o resultado do uso de fontes primarias, como: Fontes Convencionais: Reação eletroquímica (baterias, pilhas), Hídrica, Fóssil (Carvão, Petróleo, Gás natural) e Nuclear (fissão do urânio); Fontes Alternativas: Solar, Eólica, Biomassa, Eletroquímica (células combustíveis), Geotérmica e Marés.
O capitalismo formou a sociedade do consumo, durante muito tempo passamos a consumir desenfreadamente, até que o planeta começou a dar sinais de que a exploração humana estava excessiva. 
A preservação da Meio ambinete está sendo discutida há décadas todos sabem da sua importância, mas as questões econômicas e de soberanias dos países tem prejudicado o avanço na promoção de ações efetivas que reduzam as mudanças climáticas que estamos enfrentando e que se agravam cada vez mais. Outras variáveis também podem ser destacadas como a falta de água potável, seja pela falta ou pela sua poluição derivada da ação do homem. 
Neste sentido, cabe as pessoas se conscientizarem e transformarem as suas práticas diárias, a adoção de novos hábitos voltados para a eliminação do desperdício é fundamental para a melhor qualidade no presente e no futuro. Assim a educação ambiental deve começar desde cedo, para que a sociedade futura seja constituída por pessoas que valorizem os recursos naturais e busquem novos meios de produção de energia, assim como o seu uso consciente.
Em relação à energia elétrica segue-se o mesmo caminho, reduzir o seu consumo é importante, pois contribui com a preservação dos recursos naturais que são utilizados na sua produção.
Outra questão é o uso de novas tecnologias para a sua produção, a busca por fontes renováveis se tornou fundamental se quisermos ter um futuro em nosso planeta, assim a produção de energia solar e eólica é ótima opção. 
 
5. CONCLUSÕES
O surgimento da energia elétrica foi um dos grandes marcos da evolução humana, desde a sua criação até os dias atuais estes recursos têm se tornado indispensável para a sociedade. Atualmente nossa vida gira em torno dos equipamentos que só funcionam devido à energia elétrica.
Mas tudo tem seu preço e o planeta já começou a cobrar, o uso indiscriminado dos recursos naturais está refletindo no clima e consequentemente em nossa qualidade de vida, assim é importante criar a consciência ambiental, praticando ações que evitem o desperdício minimizando desta forma os impactos ambientais promovidos pelo homem. 
Assim, com o desenvolvimento da pesquisa, verificou-se que para minimizar os impactos causados ao meio ambiente, é necessário que o uso da energia elétrica seja realizado de forma consciente, sem desperdício. Em ambientes que requerem muito sua utilização, é necessário que sejam utilizadas fontes alternativas de energia que reduzem os impactos causados ao meio ambiente. Dessa forma, a empresa estará contribuindo para a gestão ambiental e preservação do meio ambiente.
REFERÊNCIAS
BOCCATO, V. R. C. Metodologia da pesquisa bibliográfica na área odontológica e o artigo científico como forma de comunicação. Rev. Odontol. Univ. Cidade São Paulo, São Paulo, v. 18, n. 3, p. 265-274, 2006.
ANEEL, Agência Nacional de Energia Elétrica (Brasil). Atlas de energia elétrica do Brasil. – Brasília: ANEEL, 2002. 153 p. : il. 
EREC - conselho europeu de energia renovável. Revolução energética: a caminho do desenvolvimento limpo. 2010. Disponível em: http://www.greenpeace.org/brasil/Global/brasil/report/2010/11/revolucaoenergeticadeslimpo.PDF. Acesso em: 07 de Out. 2018.
FARIAS, Leonel Marques e SELLITTO, Miguel Afonso. Uso da energia ao longo da história: evolução e perspectivas futuras. Revista Liberato, Novo Hamburgo, v. 12, n. 17, p. 01-106, jan./jun. 2011. 
SILVA, Bruno Gonçalves da. Evolução do setor elétrico brasileiro no contexto econômico nacional: uma análise histórica e econométrica de longo prazo. 2011. Disponível em: http://www.iee.usp.br/producao/2011/Teses/BrunoSilvaRevisada.pdf. Acesso em: 07 de Out. 2018.
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL. Faculdade de Engenharia. Grupo de Eficiência Energética. USE - Uso Sustentável da Energia [recurso eletrônico]: guia de orientações / PUCRS, FENG, GEE, PU; coord. PROAF. - Dados eletrônicos. - Porto Alegre: PUCRS, 2010.
1 Nome dos acadêmicos
2 Nome do Professor tutor externo
Centro Universitário Leonardo da Vinci – UNIASSELVI – Gestão Ambiental (GAM 0401) – Prática do Módulo III - 19/10/18
����