A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
ED1 Solos (3)

Pré-visualização | Página 1 de 2

Mecânica dos Solos – Lista 1
Questionário – Formação das Rochas
1. Defina e classifique: 
a) Rochas ígneas 
b) Rochas sedimentares 
c) Rochas metamórficas 
2. Diferencie rochas sedimentares clásticas de rochas sedimentares orgânicas e cite exemplos. 
3. Em que tipo de rocha encontramos fósseis animais e vegetais? Por quê? 
4. Qual tipo de rocha ígnea tende a ter maior quantidade de minerais? Por quê? 
5. Qual rocha, das rochas abaixo, é mais resistente? Justifique. 
a) Rocha extrusiva (vulcânica) ou intrusiva (plutônica). 
b) Fanerítica ou afanítica. 
6. Explique a diferenciação granulométrica, visível a olho nu, nas rochas extrusivas e intrusivas. 
7. Por que a areia tende a ser clara? 
8. Explique como o tamanho da partícula que constitui o solo o influencia. 
9. O que é estratificação? 
10. O gnaisse, quartzito e mármore são formados a partir de quais rochas, respectivamente? Eles são que tipo de rocha? Por quê? 
11. Por que as rochas metamórficas não recebem classificação? 
12. Quais são os ambientes mais favoráveis à atuação do intemperismo físico? 
13. Em que continente e/ou países você espera q estejam ocorrendo processos de alteração similares aos que ocorrem no Brasil? Por quê? 
14. O que é solo jovem? Quais são as possíveis razões para um solo ser jovem? É possível a existência de um solo jovem em condições de clima tropical e tempo de exposição longo? Justifique. 
15. O que é solo velho? 
16. Em condições tropicais em material de origem similar, onde se esperam solos mais ricos? E mais pobres? Se o material de origem for diferente o que acontece? 
17. Baixadas são essencialmente áreas de acúmulo ou de remoção? Esses solos tendem a ter que cores? Por quê? Mais ricos ou pobres em nutrientes? Por quê? 
18. O que é lixiviação? Com o ela se diferencia da erosão? 
19. Relacione, de forma generalizada, os processos específicos de formação de solos com o clima e/ou posição na paisagem (relevo). 
20. Explique como o relevo, o clima e os organismos atuam na formação do solo. 
21. Diferencie camadas de horizontes. Como é possível notar, visualmente, a presença de uma camada e a presença de um horizonte? 
22. Os solos do sertão nordestino podem ser classificados como solos pobres? Por quê? 
23. Cite três problemas de engenharia estudados e resolvidos pela mecânica dos solos comentando os campos de ação.
24. Descreva, de maneira sucinta, os processos de formação rocha-solo. Comente a possibilidade de um perfil de solo encontrarmos uma camada de solo residual sobrejacente a uma camada de solo sedimentar.
25. Defina:
a) Solo residual jovem; b) Solo residual maduro; c) tálus
26. Por que o solo residual possui diferente camadas? Desenhe esquematicamente o perfil de um solo residual.
27. Faça a distinção entre intemperismo físico e químico, citando os mecanismos/ agentes relacionados a estes processos.
28. Fale sobre a influência do agente de transporte na formação de solos sedimentares.
29. O que vc entende por minerais primários? E secundários?
30. Descreva um perfil típico de solo residual, citando as principais características de cada horizonte. Como deve variar a resistência à compressão simples de um solo residual ao longo de seu perfil de intemperismo? Em um determinado local vc acharia possível encontrar uma camada de solo residual sobreposta a uma camada de solo sedimentar?
31. Uma amostra de um solo pesa 22kg. O volume correspondente a esta amostra é 12,20 litros. Desta amostra subtrai-se uma parte, para a qual determina-se: Pt = 70g; Ps = 58g; γg = 2,67g/cm3. 
Pede-se determinar:
a) h%; 
b) Ps da amostra maior; 
c) Pa; 
d) Vs;
e) Vv; 
f) ε; 
g) η; 
h) γ; 
i) γs da amostra maior; 
j) S%; 
k) hsat% (ou seja h% para quando tivermos S%=100%); 
l) γsat (ou seja γ para S%=100%).
32. O peso total de uma amostra saturada (Va = Vv) é 805g. O volume correspondente é 500 cm3. Esta amostra depois de seca passou a pesar 720g. Pede-se calcular:
a) h%; 
b) Ps; 
c) Pa; 
d) Vs;
e) Vv; 
f) ε; 
g) η; 
h) γ; 
i) γs; 
j) S%; 
k) hsat% (ou seja h% para quando tivermos S%=100%); 
l) γsat (ou seja γ para S%=100%).
33. Uma determinada amostra de solo tem peso específico aparente de 1,8g/cm3 e teor de umidade de 30%. Qual o peso específico aparente seco? 
34. Uma determinada amostra de um solo tem peso específico aparente seco de 1,7g/cm3 e teor de umidade de 23%. Qual o peso específico aparente?
35. Demonstre matematicamente as seguintes relações:
36. Uma determinada amostra de um solo tem peso específico aparente de 1,8g/cm3 e peso específico aparente seco de 1,6g/cm3. Qual o teor de umidade da amostra?
37. Um solo saturado tem teor de umidade igual a 42% e densidade de 2,68. Calcular: 
a) ε; 
b) η; 
c) γ; 
d) quantidade de água por m3 de solo.
38. O peso específico de um solo no estado natural é 1,8g/cm3, o teor de umidade é de 25% e a densidade relativa das partículas sólidas é 2,65. Determinar:
a) γ; 
b) γs; 
c) γg; 
d) ε; 
e) η; 
f) S; 
g) Qual deve ser a quantidade de água, que deve chover, por m3 de solo, para que se obtenha a saturação do solo? 
h) Qual será o peso da parte sólida de uma amostra que tem peso total = 3,5t?
39. O peso específico de um solo é 1,75g/cm3 e seu teor de umidade é de 6%. Qual a quantidade de água a ser adicionada, por m3 de solo, para que o teor de umidade passe a 13%?
40. Do corte feito no terreno do novo Hospital de Palmas, foram retirados 17.000,00 m3 de solo, com índice de vazios igual a 1,25. Quantos m3 de aterro com 0,85 de índice de vazios poderão ser adicionados a um terreno defronte ao terreno do Hospital? 
41. Calcular o volume da escavação feito em um poço cilíndrico, com raio de base de 0,60 m e altura de 40m, sabendo-se que o índice de vazios do solo, após a escavação, aumentou 30%.
42. O teor de umidade de uma amostra é de 25%, o peso inicial da amostra é de 300 g. Qual a quantidade de água existente na amostra? 
43. O peso de uma amostra de solo saturado é de 870g. O volume correspondente é de 520 cm3. Sendo o índice de vazios igual a 65%, determinar o peso específico real do solo?
44. Uma amostra de solo úmido pesa 920 g, com o teor de umidade de 30%. Que quantidade de água é necessária acrescentar nessa amostra, para que o teor de umidade passe para 35%?
45. Uma amostra de solo tinha teor de umidade de 17,2%. Adicionou -se água de tal forma que o teor de umidade passou para 26,5%. Qual foi o acréscimo de peso da amostra? 
46. Um solo tem massa específica d e 1,91 g/cm³, umidade d e 9,5% e massa específica rel ativa de 2,7. Calcule o grau de saturação e o índice de vazios do solo. Quais seriam os valores de massa específica se o solo estivesse completamente saturado, com o mesmo índice de vazios?
47. Um solo apresenta índice de vazios de 1,02, peso específico de 17,2 kN/m³, teor de umidade de 28% e peso específico dos sólidos de 27,2 kN/m³. Determine a quantidade de água para saturar o solo.
48. Uma amostra de uma argila saturada tem teor de umidade de 300%. Depois de adensada, o teor de umidade passou a 100%. Sabendo-se que o peso específico dosmsólidos é 26,5 kN/m³, determine: O peso específico seco antes e após o adensamento. A variação de volume de uma amostra de 28,31 cm³ dessa argila.
49. De uma quantidade de solo W = 22 Kg e volume respectivo V = 12,2 litros, extrai-se uma pequena amostra, para qual determina-se: peso úmido de 70 g, peso seco de 58g e peso específico real dos grãos de 2,67 g/cm3. Calcule: teor de umidade, peso dos sólidos, peso de água, volume dos sólidos, volume de vazios, índice de vazios, porosidade, grau de saturação, peso específico aparente natural, e a gora admitindo -se que