Apostila - Formação geral - Doctum finalizado
315 pág.

Apostila - Formação geral - Doctum finalizado


DisciplinaAtividades Integradas de Formacao Geral2 materiais89 seguidores
Pré-visualização50 páginas
(linha 2) e O APARELHO 
(linha 2). 
( ) 
Os termos FILMES e CLIPES (linha 5) recuperam o termo VÍDEO (linha 3), com o qual 
estabelecem coesão referencial pelo processo de substituição de um nome por 
hiperônimos. 
( ) 
O conectivo CUJOS estabelece adequadamente a coesão sequencial no período "No 
Brasil, CUJOS telefones móveis atingiram a marca de 100 milhões em uso no ano 
passado, as principais operadoras já oferecem, por exemplo, filmes, clipes, acesso em 
tempo real a canais abertos de televisão..." porque esse conectivo recupera o termo O 
BRASIL, e não NO BRASIL. 
( ) 
O conectivo adequado para estabelecer a coesão sequencial no período "No Brasil, 
CUJOS telefones móveis atingiram a marca de 100 milhões em uso no ano passado, as 
principais operadoras já oferecem, por exemplo, filmes, clipes, acesso em tempo real a 
canais abertos de televisão..." é ONDE e não CUJO, porque o conectivo deve recuperar o 
termo NO BRASIL, e não O BRASIL. 
 
 
2 - Leia o texto abaixo. 
"A palavra spa veio do latim \u2015 sanus per aquam \u2015 e significa saúde pela água. Tornou-
se sinônimo de bem-estar, beleza e harmonia, de locais aonde as pessoas vão para se 
cuidar. Virou mania: todo hotel tem de ter um, e lançamentos imobiliários de luxo 
anunciam os seus. A moda agora invade o universo doméstico, com equipamentos e 
produtos para o público não-profissional." (Vá para o spa sem sair de casa. Época. 08 jan 
2007, p. 86) 
Agora, escreva (V) para indicar as afirmativas verdadeiras e (F) para indicar as falsas. 
 
1. O apagamento (elipse) do termo A PALAVRA SPA (linha 1), diante dos termos 
SIGNIFICA (linha 1), TORNOU-SE (linha 1), VIROU (linha 3) e do termo SPA (linha 
1), após os termos UM (linha 3) e OS SEUS (linha 4), prejudica a coerência do texto, 
uma vez que a coesão referencial não foi estabelecida. 
233 
Formação Geral \u2013 Rede de ensino Doctum 
Professora Responsável: Andréia Almeida Mendes 
2. O apagamento (elipse) do termo A PALAVRA SPA (linha 1), diante dos termos 
SIGNIFICA (linha 1), TORNOU-se (linha 1), VIROU (linha 3) e do termo SPA (linha 
1),após os termos UM (linha 3) e OS SEUS (linha 4), não prejudica a coerência do texto, 
uma vez que a elipse é uma das formas de se estabelecer coesão referencial. 
3. O termo MANIA (linha 3) e o termo MODA (linha 4) estabelecem coesão referencial 
com o termo A PALAVRA SPA (linha 1) pelo processo de substituição de um termo por 
outro, equivalente no contexto. 
4. Os termos MANIA (linha 3) e MODA (linha 4) estabelecem coesão referencial com o 
termo SPA (linha 1) pelo processo de substituição de um termo por outro, equivalente no 
contexto. 
( ) 1 
( ) 2 
( ) 3 
( ) 4 
 
 
3) Após ler o texto abaixo, escreva (V) para indicar as afirmativas verdadeiras e (F) para 
indicar as falsas. 
 "As tecnologias refinadas, dizia Carl Sagan, funcionam como mágica. O iPhone, 
o telefone celular da Apple com acesso à internet e música de qualidade, é um exemplo. 
Passa-se o dedo levemente sobre a superfície da tela e as imagens deslizam na mesma 
direção, como que impulsionadas por uma força invisível. Movam-se os dedos indicador 
e polegar como uma pinça que se abre sobre a tela e a imagem imediatamente é 
ampliada. O movimento contrário encolhe a imagem. Nenhuma peça se move. Nenhum 
botão ou interruptor suja a superfície lisa do aparelho. O que se enxerga do seu interior 
através da cobertura transparente são ícones de luzes e cores. Cada um deles reage ao 
toque de uma maneira, produzindo os efeitos desejados do equipamento." (A mágica ... e 
o mágico. veja, 17 jan 2007, nº 1991, p. 55) 
 
( ) 
Os termos O TELEFONE CELULAR DA APPLE (linha 2), O APARELHO (linha 8) e 
O EQUIPAMENTO (linhas 10 e 11) estabelecem coesão referencial com o termo 
IPHONE (linha 2) pelo processo de substituição do nome "iPhone" por hiperônimos. 
( ) 
Os termos O TELEFONE CELULAR DA APPLE (linha 2), O APARELHO (linha 8) e 
O EQUIPAMENTO (linhas 10 e 11) estabelecem coesão referencial com o termo 
234 
Formação Geral \u2013 Rede de ensino Doctum 
Professora Responsável: Andréia Almeida Mendes 
IPHONE (linha 2) pelo processo de substituição do nome "IPHONE" por hipônimos. 
( ) 
O termo SEU (linha 8) retoma o termo O APARELHO (linha 8) e o termo DELES (linha 
9) retoma o termo ÍCONE (linha 9). Em ambos os casos, ocorre o processo de coesão 
referencial de substituição de um nome por um pronome. 
( ) 
O conectivo COMO estabelece coesão sequencial entre frases da linha 4 e da linha 5. A 
relação lógico-semântica estabelecida por esse conectivo tem sentido idêntico em ambos 
os casos. 
( ) 
O conectivo COMO estabelece coesão sequencial entre frases da linha 4 e da linha 5. A 
relação lógico-semântica estabelecida por esse conectivo tem sentidos diferentes em cada 
uma das frases. 
 
4 (UNIFESP/2009) Leia a charge: 
 
 
 
É correto afirmar que 
 
a) o termo batbarraco está empregado em sentido conotativo, já que barraco, nesse contexto, 
não remete à ideia de habitação, e sim à de briga e confusão. 
b) o autor obtém um efeito de humor baseado no emprego de palavras derivadas por 
prefixação, a partir do substantivo Batman. 
c) As palavras batmãe e batboca foram formadas por composição por aglutinação. 
d) a frase de Batman manteria o sentido se fosse assim redigida: Foi um só batboca! 
 
5 Texto gerador 
235 
Formação Geral \u2013 Rede de ensino Doctum 
Professora Responsável: Andréia Almeida Mendes 
 
http://osmachistas.blogspot.com 
 
Leia os conceitos abaixo: 
Estereótipo é uma imagem distorcida de alguma categoria social. Preconceito é quando a 
imagem desta categoria social passa a ser vista degenerativamente. Clichê é quando adotamos 
estereótipos e preconceitos já consagrados e nos tornamos nós próprios a imagem distorcida 
degenerada. (http://luisvita.blogspot.com/2011/02/preconceitos-estereotipos-e-cliches.html) 
 
Observando os recursos verbais e não-verbais presentes na tirinha e levando em consideração 
as definições de estereótipo, preconceito e clichê, que comentários você pode tecer acerca da 
mensagem implícita na tirinha? 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
236 
Formação Geral \u2013 Rede de ensino Doctum 
Professora Responsável: Andréia Almeida Mendes 
Aula 20 Ambiguidade 
 
Objetivo: analisar para os fatores linguísticos que provocam ambiguidade e as possíveis 
operações de ordem sintática ou semântica e/ou inserção de sentenças em contextos maiores 
para neutralizá-la. 
 
Ambiguidade 
 
 Segundo Ilari (2002, p.10), \u201cambiguidade é a característica das sentenças que 
apresentam mais de um sentido\u201d. Para saber se uma sentença tem mais de um sentido deve-se 
propor a essa sentença duas reformulações, inventando em seguida uma situação em que a 
primeira reformulação seja verdadeira e a segunda falsa ou inaplicável. O autor cita o seguinte 
exemplo extraído da Folha de São Paulo, em (17/10/1996) 
 
Ladrões inovam no ataque a mulheres em carros 
 
Primeira reformulação: \u201cOs ladrões descobrem novas maneiras de atacar mulheres 
motoristas.\u201d Segunda reformulação: \u201cLadrões que atacam de carro descobrem novas 
maneiras de atacar mulheres.\u201d Situação-teste: Imagine que essa frase fosse usada em 
1940, quando as mulheres não dirigiam. A primeira reformulação não se aplicaria, a 
segunda poderia ser verdadeira. Pode-se então concluir que a manchete em questão é 
ambígua. (ILARI, 2002, p.10) 
 
 Ainda segundo esse autor, os fatores linguísticos da ambiguidade são muitos. Alguns 
deles serão listados abaixo: 
 
a) A sentença aceita duas análises sintáticas diferentes: 
 
\u201cAmbulante
Kevin
Kevin fez um comentário
tem o gabarito?
0 aprovações
Helbert
Helbert fez um comentário
Alguem mim passa as respostas
0 aprovações
Helbert
Helbert fez um comentário
um titulo apropriado é sempre um bom começo perguntas e respostas apostilha
1 aprovações
Carregar mais