Produção Gráfica - Aula 03
60 pág.

Produção Gráfica - Aula 03


DisciplinaProdução Gráfica596 materiais59.124 seguidores
Pré-visualização3 páginas
PRODUÇÃO
GRÁFICA
MEIO TOM, TRAÇO E RETÍCULA
Universidade Estácio de Sá
Graduação Tecnológica em Design Gráfico
Disciplina Produção Gráfica
Prof. Hely Costa Jr.
MEIO TOM E TRAÇO
Em um desenho animado ou em histórias em 
quadrinhos, os personagens e demais 
elementos visuais geralmente têm seus 
contorno delimitados por traços, que são 
preenchidos por cores chapadas (uniformes, 
sem variações). 
UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ | GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM DESIGN GRÁFICO
DISCIPLINA PRODUÇÃO GRÁFICA | PROF. HELY COSTA JR.
No entanto, no nosso dia-a-dia, não é assim 
que vemos as coisas. Em vez de traços, 
percebemos o limite dos elementos visuais por 
variações de tons (os meios-tons) \u2013 sejam eles 
abruptos (quando há um grande contraste 
entre os elementos) ou tênues (como no caso 
das sombras, por exemplo). Da mesma forma, 
não vemos as coisas \u201cpreenchidas\u201d por cores 
chapadas, mas sim por cores repletas de meios-
tons.
UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ | GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM DESIGN GRÁFICO
DISCIPLINA PRODUÇÃO GRÁFICA | PROF. HELY COSTA JR.
Assim, percebemos as imagens ao nosso redor 
não através de cores e traços, mas através de 
meios-tons \u2013 que nos dão a percepção das 
luzes e das sombras, das texturas, da 
profundidade, etc. 
UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ | GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM DESIGN GRÁFICO
DISCIPLINA PRODUÇÃO GRÁFICA | PROF. HELY COSTA JR.
É a diferença entre uma fotografia e um 
desenho simples feito com esferográfica: na 
foto, as formas são definidas por meios-tons; no 
desenho, por traços e pelas cores que os 
preenchem. Na foto, dizemos que há uma 
imagem em meio-tom; no desenho, temos a 
imagem a traço.
UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ | GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM DESIGN GRÁFICO
DISCIPLINA PRODUÇÃO GRÁFICA | PROF. HELY COSTA JR.
No entanto, não é tão simples reproduzir estes 
meios-tons num impresso. Para que isso seja 
possível, é preciso decompor estes meios-tons 
em pequenos pontos que, variando de 
tamanho e de cor, misturam-se em nossa visão 
(porque são minúsculos). 
UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ | GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM DESIGN GRÁFICO
DISCIPLINA PRODUÇÃO GRÁFICA | PROF. HELY COSTA JR.
Por conta desta mistura ótica, estes pequenos 
pontos simulam uma variação natural da cor e, 
assim, também simulam o aspecto \u201cnatural\u201d das 
formas que estão sendo reproduzidas. Estes 
pontos são organizados numa rede, 
denominada retícula (ou seja, uma pequena 
rede). Assim, os meios-tons são obtidos na 
impressão através do uso de retículas.
UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ | GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM DESIGN GRÁFICO
DISCIPLINA PRODUÇÃO GRÁFICA | PROF. HELY COSTA JR.
Muitos processos gráficos utilizam retículas \u2013 
como o offset, a rotogravura e a impressão 
digital \u2013 e, assim, têm como reproduzir imagens 
fotográficas com bastante realismo.
UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ | GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM DESIGN GRÁFICO
DISCIPLINA PRODUÇÃO GRÁFICA | PROF. HELY COSTA JR.
Quando não utilizamos meio-tom, temos uma 
impressão a traço. O traço é a propriedade de 
todo elemento impresso que é formado por 
uma única tinta e, portanto, por uma única cor 
física: não há meio-tom algum. Por exemplo: os 
grandes jornais, que são impressos no processo 
offset, utilizam traço para a impressão dos 
textos (com tinta preta) e meios-tons para as 
fotos.
UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ | GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM DESIGN GRÁFICO
DISCIPLINA PRODUÇÃO GRÁFICA | PROF. HELY COSTA JR.
RETÍCULAS
Se observarmos com uma lente de aumento 
uma imagem impressa - por exemplo uma foto 
em uma revista, livro ou jornal - notaremos que 
ela é composta por uma sucessão de centenas 
de milhares de pequenos pontos. Essa "rede" 
de elementos geométricos é responsável pela 
composição das cores e dos degrades da 
imagem e é chamada retícula.
UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ | GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM DESIGN GRÁFICO
DISCIPLINA PRODUÇÃO GRÁFICA | PROF. HELY COSTA JR.
Nenhum dos processos de impressão usados 
atualmente pelas gráficas tradicionais tem a 
capacidade de depositar quantidades diferentes 
de tinta num grau de variabilidade suficiente 
para compor as variações de tonalidades da 
imagem original. 
UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ | GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM DESIGN GRÁFICO
DISCIPLINA PRODUÇÃO GRÁFICA | PROF. HELY COSTA JR.
Seja o processo offset, silk-screen, rotogravura, 
flexografia, ou tipografia, as tintas são 
distribuídas sobre as matrizes de forma quase 
uniforme, ou seja, a mesma tonalidade de tinta 
e a mesma espessura de camada é aplicada 
sobre todas as áreas das matrizes e, em 
seguida, transferidas para o suporte (o material 
sobre o qual se está imprimindo - papel 
revestido, papel não revestido, tecido, plástico 
etc).
UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ | GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM DESIGN GRÁFICO
DISCIPLINA PRODUÇÃO GRÁFICA | PROF. HELY COSTA JR.
Em alguns casos é possível ao impressor fazer 
algum ajuste na distribuição das tintas atuando 
por "zonas" do tinteiro da máquina impressora. 
Essas zonas são faixas paralelas que podem ser 
ajustadas para receber mais ou menos tinta. 
Esse recurso é usado para compensar o 
consumo diferenciado de tinta para imprimir-
se, por exemplo, áreas muito escuras ou muito 
claras. No entanto essa regulagem nada tem a 
ver com todas as nuances e degradês que 
formam uma imagem realística.
UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ | GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM DESIGN GRÁFICO
DISCIPLINA PRODUÇÃO GRÁFICA | PROF. HELY COSTA JR.
O uso do recurso de reticulagem permite 
reproduzir essas nuances por meio de uma 
ilusão ótica. Os pontos da retícula variam em 
tamanho (ou quantidade) de modo que em 
áreas claras da imagem a superfície coberta de 
tinta será relativamente pequena em relação à 
superfície branca do suporte. 
UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ | GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM DESIGN GRÁFICO
DISCIPLINA PRODUÇÃO GRÁFICA | PROF. HELY COSTA JR.
Em áreas escuras da imagem os pontos serão 
maiores (ou em maior número) de modo que 
haverá mais áreas cobertas de tinta do que 
brancas.
UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ | GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM DESIGN GRÁFICO
DISCIPLINA PRODUÇÃO GRÁFICA | PROF. HELY COSTA JR.
Na impressão, todos os pontos da imagem 
reticulada receberão, em princípio, a mesma 
espessura de camada de tinta. As diferenças de 
tonalidade da imagem original serão 
substituídas por diferenças no tamanho relativo 
das áreas de cobertura de tinta. Não haverá, 
portanto, uma real variação de tonalidades. 
UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ | GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM DESIGN GRÁFICO
DISCIPLINA PRODUÇÃO GRÁFICA | PROF. HELY COSTA JR.
A variação do tamanho - ou quantidade - dos 
pontos causa um efeito visual que imita essa 
variação. Esse efeito deve-se ao fato da nossa 
visão não distinguir - a olho nu e em distância 
de observação normal - os pequenos pontos 
que compõem a imagem reticulada. A cor que 
visualizamos é resultado de uma "mistura" 
entre a luz refletida pelo suporte de impressão 
e aquela absorvida pelos pontos impressos 
criando, no observador, a ilusão de variação 
tonal .
UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ | GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM DESIGN GRÁFICO
DISCIPLINA PRODUÇÃO GRÁFICA | PROF. HELY COSTA JR.
Além das imagens fotográficas outros tipos de 
imagens precisam ser reticuladas. Na verdade, 
toda vez que se imprimem degradês, nuances, 
sombreados, enfim, variações em uma ou mais 
cores, é necessário uso de retículas. Assim, um 
logotipo, por exemplo, pode ser reticulado. A 
partir de quatro cores básicas - amarelo, 
magenta, cyan e preto - é possível obter-se 
uma enorme gama de tonalidades graças ao 
uso da técnica de reticulagem.
UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ | GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM DESIGN GRÁFICO
DISCIPLINA PRODUÇÃO GRÁFICA | PROF. HELY COSTA JR.
A reticulagem é feita quando se dá saída ao 
arquivo da página. Um feixe de laser 
extremamente fino é responsável por 
"desenhar", ponto por ponto, a retícula que vai 
compor a imagem a ser impressa. A formação 
dos pontos é obtida pelo agrupamento de 
pontos ainda menores - os "dots" que resultam 
da exposição do laser sobre a mídia