Sistema genital M
12 pág.

Sistema genital M


DisciplinaAnatomia I35.295 materiais269.314 seguidores
Pré-visualização1 página
\uf0a7\u202f Gônadas (órgãos produtores de gametas): testículos 
\uf0a7\u202f Vias condutoras dos gametas: túbulos e dúctulos dos 
testículos, epidídimo, ducto deferente, ducto 
ejaculatório, uretra 
\uf0a7\u202f Órgão de cópula: pênis 
\uf0a7\u202f Glândulas anexas: glândulas seminais, próstata, 
glândulas bulbouretrais 
\uf0a7\u202f Estruturas eréteis: corpos cavernosos, corpo 
esponjoso do pênis 
\uf0a7\u202f Órgãos genitais externos: pênis e escroto 
Órgãos produtores de espermatozóides e hormônios. 
São ovóides, facilmente palpáveis dentro da bolsa que 
os aloja (escroto). 
\uf0fc\u202f Fáscia espermática externa 
\uf0fc\u202f Fáscia espermática interna 
\uf0fc\u202f Túnica vaginal (peritônio) 
\uf0fc\u202fTúnica albugínea do testículo (cápsula fibrosa 
branca): formam os septos, dividindo os lóbulos 
\u2022\u202f É uma bolsa músculo-cutânea situada atrás do pênis e 
abaixo da sínfise púbica. 
\u2022\u202f É dividida por um septo em 2 compartimentos, cada 
um contendo um testículo. 
\u2022\u202f Apresenta várias camadas \u2013 pele (fina, 
hiperpigmentada e com pêlos) e a túnica dartos 
(constituída por fibras musculares lisas) 
\u2022\u202f Estrutura alongada em forma de C situada na margem 
posterior do testículo. Apresentam ductos espiralados 
(6m); reservatório de espermatozóides \u2013 local onde 
ocorre a maturação; 
\u2022\u202f Cabeça do epidídimo 
\u2022\u202f Corpo do epidídimo 
\u2022\u202f Cauda do epidídimo 
Longo e fino tubo par, sendo 
a continuação da cauda do 
epidídimo e conduz os 
espermatozóides até o ducto 
ejaculatório; tem cerca de 30 
cm de comprimento. 
\uf092\u202f Funículo espermático: 
ducto deferente + vasos + 
nervos + m. cremaster 
Duas glândulas situadas na parte póstero-inferior da 
bexiga urinária. Secretam uma parte substancial do 
líquido seminal. 
Produzem líquido alcalino viscoso, responsável pela 
maior parte do volume do sêmen - 60%; fonte de 
nutrição e ativam os espermatozóides para sua 
movimentação. 
\u2022\u202f Ducto excretor 
\u2022\u202f Ducto ejaculatório: união do ducto deferente com o 
ducto excretor 
\u2022\u202f Glândula ímpar, situado inferiormente à bexiga 
urinária e atravessado em toda sua extensão pela 
uretra. 
\u2022\u202f Constituída de musculatura lisa, tecido fibroso e 
glândulas. 
\u2022\u202f Produz o muco prostático que é ligeiramente ácido 
(pH 6,5) e auxilia na motilidade e viabilidade dos 
espermatozóides; confere odor e aparência leitosa. 
25% do volume do sêmen. 
São duas glândulas arredondadas, 
pequenas, situadas lateralmente à parte 
membranácea da uretra, sendo que 
seus ductos desembocam na parte 
esponjosa da uretra; o muco alcalino 
altera o pH da uretra. Neutraliza ácidos 
provenientes da urina. Promove 
consistência viscosa. 
\uf0a7\u202f Corpo do pênis 
\uf0a7\u202f Glande do pênis 
\uf0a7\u202f Prepúcio do pênis 
\uf0a7\u202f Corpos cavernosos do pênis (2) 
\uf0a7\u202f Corpo esponjoso do pênis (1) 
\uf0a7\u202f Raiz do pênis: bulbo do pênis e ramos do pênis 
Canal comum para micção e ejaculação, com cerca de 
20 cm de comprimento. Inicia-se no óstio interno da 
uretra, na bexiga, atravessa sucessivamente a próstata, 
o assoalho da pelve e o pênis, terminando na 
extremidade deste órgão pelo óstio externo da uretra. 
\uf0fc\u202f 3 partes: membranácea, prostática e esponjosa.