A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Balanços comuns

Pré-visualização | Página 1 de 1

O processo de dessalinização de água salgada pode ser conduzido de diversas formas e pode ser utilizado com dois objetivos: produção de sal (NaCl) e produção de água dessalinizada para posterior utilização pela comunidade. A produção de sal (NaCl) a partir da água do mar envolve a concentração da água salgada até a sua saturação, quando inicia a precipitação do sal, que é então separado. Em função das características climáticas no Brasil, aqui este processo é conduzido utilizando energia solar como fonte de energia para o processo de evaporação da água do mar. O local onde ele é conduzido é chamado de salina, sendo praticamente uma atividade artesanal. Por outro lado, a produção de água dessalinizada a partir da água do mar é comum nos países do Oriente Médio, onde os recursos hídricos são escassos e há grande disponibilidade de combustíveis fósseis. Com este objetivo, a água do mar é evaporada formando duas correntes: uma de água salgada (salmoura), com uma concentração de sal acima da água do mar alimentada, que é retornada ao mar; e outra de vapor livre do sal, que é posteriormente condensado formando a corrente de água dessalinizada. Considere que a fração mássica de sal na água do mar seja igual a 0,035. Determine quantidade de água do mar necessária para produzir 1.000 kg/h de água dessalinizada (Em função de problemas relacionados à corrosão dos equipamentos envolvidos no processo, a fração mássica na salmoura descartada está limitada a 0,07.)
Um tanque de armazenamento de água quente destinada a lavar lama de carbonato, numa instalação de recuperação de soda do processo sulfato para produção de celulose, recebe água de várias fontes. Num dia de operação, 240m3 de condensado da fábrica são enviados para este tanque, 80m3 de água quente contendo pequena quantidade de hidróxido de cálcio e soda cáustica vêm do lavador de lama e 130m³ são provenientes do filtro rotativo. Durante esse mesmo período, 300m³ são retirados para usos diversos, 5m³ e são perdidos por evaporação e 1m³ por vazamentos. A capacidade do tanque é de 500m³ e, no início do dia, está com líquido até a sua metade. Quanta água haverá no tanque no fim do dia?
Quatro mil e quinhentos quilogramas por hora de uma solução que contém 1/3 K2CrO4 em massa se junta com uma corrente de reciclo contendo 36,4% K2CrO4, e a corrente combinada alimenta um evaporador. A corrente concentrada que deixa o evaporador contém 49,4% K2CrO4; esta corrente entra em um cristalizador, no qual é resfriada (causando a precipitação dos cristais sólidos de K2CrO4) e logo filtrada. A torta de filtro consiste em cristais de K2CrO4 e uma solução que contém 36,4% K2CrO4 em massa; os cristais constituem 95% da massa total da torta de filtro. A solução que passa através do filtro, também contém 36,4% K2CrO4, é a corrente de reciclo.
Calcule a taxa de evaporação
Calcule a taxa de produção de K2CrO4 cristalino,
Calcule a taxa de alimentação para a qual o cristalizador deve ser projetado e 
Calcule a razão de reciclo.
O sal contido no petróleo cru deve ser eliminado antes que este seja processado em uma refinaria. O processo consiste em alimentar petróleo (5% de sal) e água em um lavador. Neste lavador a água é misturada ao petróleo e dissolve parte do sal contido neste. O petróleo, que contém um pouco de sal e nada de água, por ser menos denso que esta, pode ser retirado pela parte superior do lavador. Se a água, que sai pelo fundo do lavador, contém 15% de sal, determine a concentração de sal no petróleo lavado. Considere que a razão de petróleo cru/água doce na entrada do lavador é 4:1 e que a concentração de sal na água doce é irrelevante.