Resumo Fundamentos de Biologia
6 pág.

Resumo Fundamentos de Biologia

Pré-visualização2 páginas
Resumo \u2013 Fundamentos de Biologia 
 
[EVOLUÇÃO] = é o processo no qual ocorrem as mudanças ou 
transformações nos seres vivos ao longo do tempo, dando origem 
a novas espécies. 
[EVOLUCIONISMO] = é qualquer teoria que explique a evolução 
das espécies ao longo do tempo. Algumas delas: 
 
\u2022 [ABIOGÊNESE] = Teoria de geração espontânea; acreditava-se 
que os seres vivos poderiam originar-se contínua e 
espontaneamente da matéria morta/não viva. Defendido por 
Anaximandro. 
\u2022 [BIOGÊNESE] = Louis Pasteur foi a principal base da biogênese, 
tendo refutado a Teoria da Geração Espontânea; resultante da 
observação de que os seres vivos provêm de outros seres vivos, 
ou seja, originavam-se através da reprodução; 
\u2022 [PANSPERMIA] = É a hipótese que descreve a viva na terra 
como não originada na Terra, e sim a ideia de que o primeiro ser 
vivo tinha vindo do espaço sideral; 
\u2022 [EVOLUÇÃO MOLECULAR] = evolução química; Hipótese que 
refere-se a vários processos no DNA, RNA e/ou proteínas; 
Segundo esta teoria, substâncias químicas existentes na Terra 
primitiva teriam reagido entre si, originando moléculas orgânicas 
cada vez mais complexas que teriam sido precursoras dos 
primeiros seres vivos; 
\u2022 [EVOLUÇÃO GRADUAL DOS SISTEMAS QUÍMICOS] = diz que 
as moléculas inorgânicas teriam dado origem a moléculas 
orgânicas formadas na atmosfera primitiva. 
\u2022 [HETEROTRÓFICA] = Essa hipótese defende o fato de que os 
organismos primitivos eram demasiadamente primitivos e não 
possuíam mecanismos suficientes para produzirem seu próprio 
2 
alimento. Em razão disso, os defensores dessa hipótese 
argumentam que os primeiros seres eram heterótrofos e se 
alimentavam de substâncias orgânicas que estavam disponíveis 
no meio. Segundo essa hipótese, a energia obtida por esses 
seres era proveniente de um processo muito simples, 
semelhante à fermentação. Ainda segundo essa hipótese, com a 
passagem do tempo, o número de seres heterótrofos aumentou 
substancialmente, tornando o alimento escasso. Isso fez com 
que os seres vivos passassem por um processo de evolução, 
tornando-se capazes de produzirem o próprio alimento, surgindo 
assim, seres vivos autótrofos, ou seja, capazes de produzirem o 
próprio alimento. Estudiosos acreditam que antes do alimento se 
tornar raro, alguns seres vivos eram evoluídos o bastante a 
ponto de conseguirem captar a energia luminosa empregando-a 
na obtenção de energia. 
 
\u2022 [AUTOTRÓFOS] = Diz que os primeiros seres vivos produziam seu 
próprio alimento assim como as plantas atuais. E que o fato de a 
Terra ter sido um local caótico no início faz com que os 
defensores da hipótese autotrófica defendam que a vida tenha 
se desenvolvido em locais mais protegidos como os assoalhos 
oceânicos dos primeiros mares do planeta; 
\u2022 [FIXISMO] = acreditava-se que os seres vivos se mantinham 
idênticos mesmo após sucessivas gerações; 
\u2022 [CRIACIONISMO] = deduz que todas as espécies foram criadas 
por um criador/deus; 
\u2022 [CATASTROFISMO] = acreditava-se que as espécies eram 
eliminadas e substuidas por novas através de catástrofes; 
\u2022 [LAMARCKISMO] 
 - LEI DO USO E DESUSO: o uso contínuo de alguma 
estrutura estimularia seu aumento e o desuso sua atrofiação. Ex: 
Girrafa esticando o pescoço. 
3 
 - LEI DA HERANÇA DOS CARACTERES ADQUIRIDOS: os 
caracteres adquiridos sob a ação modificadora do meio 
ambiente são passados para as próximas gerações. 
\u2022 [DARWINISMO] = 
 - SELEÇÃO NATURAL: segundo Darwin, a seleção natural 
consiste em selecionar indivíduos mais adaptados a determinada 
condição ecológica, eliminando aqueles desvantajosos para essa 
mesma condição. 
 A expressão mais adaptada refere-se à maior probabilidade de 
determinado indivíduo sobreviver e deixar descendentes em 
determinado ambiente. 
 
\u2022 [MENDELISMO] = autor Grego Mendel; Para ele existiam 
fatores que condicionavam as características dos indivíduos da 
espécie e esses fatores poderiam se apresentar puros (AA ou 
aa), onde seriam chamados de homozigotos, ou podiam se 
apresentar híbridos (Aa), que seriam chamados de 
heterozigotos. As características nesses pares podiam ser 
dominantes (representadas por letras maiúsculas) ou 
recessivas (representadas por letras minúsculas). Quando 
dominante, a característica sempre será expressa no indivíduo, 
porém, se for recessiva essa característica só será expressa 
na ausência do fator dominante. Ele provou sua teoria através 
do cruzamento com ervilhas distintas, realizando 
autofecundação. 
 
HISTÓRIA DA TERRA 
 
\u2022 [ERA PRÉ-CAMBRIANA] = é a era mais longa em duração, cujo 
tempo vai desde a duração da Terra até cerca de 570 milhões 
de anos atrás. Nesta época houve a formação da lua, primeiros 
metazoários, eucariontes e cianobactérias; 
4 
\u2022 [CAMBRIANO] = é o período da era Paleozoica do éon 
Fanerozoico que está compreendido entre 542 milhões e 488 
milhões de anos atrás, aproximadamente. 
 - Aparecimentos da maioria dos filos animal e protozoa. 
 - O fim do é marcado por atividades vulcânicas e longa 
duração de frio intenso que ocasionou uma grande extinção que 
dizimou 95% da vida terrestre. 
\u2022 [MESOZÓICO] = Na escala de tempo geológico, o Mesozoico é 
a era do éon Fanerozoico que está compreendida entre 251 
milhões e 65,5 milhões de anos atrás. 
 - Primeiras aves; dominância dos dinossauros e dos 
gimnospermas; primeiras flores. 
 - Nesta época, os répteis sobreviventes diversificaram-se e 
deram origem ao grupo ancestral dos mamíferos e dos 
dinossauros. 
\u2022 [TRIÁSSICO] = 250 A 200 MILHÕES DE ANOS ATRÁS - era 
mesozóico 
 - lenta recuperação da extinção do final do Permiano; Nova 
radiação marinha; primeiros hexacorais; desenvolvimento de 
todos os répteis, sendo que alguns voltam para o mar; primeiro 
dinossauro e primeiro mamífero; 
\u2022 [JURÁSICO] = 65,3 milhões de anos atrás - Era mesozóico 
 - Grandes recifes dominados por hexacorais; domínio dos 
dinossauros; últimos therapsídeos (mamíferos ancestrais); 
primeiros pássaros. 
 - a expansão dos dinossauros ocorrem no período jurássico. 
A biodiversidade era grande, contendo espécies de alguns 
centímetros até 10 metros de altura e com dezenas de 
toneladas, as quais, ocupavam todos os tipos de ambientes. 
 
\u2022 [CENOZOICO]= foi marcada pela expansão dos angiospermas e 
dos mamíferos 
5 
 
GRANDES EXTINÇÕES 
 Podemos definir extinção em massa como o decréscimo 
através da extinção excepcionalmente alta de vários grupos, ou 
seja, uma redução acentuada na diversidade e abundância da 
vida macroscópica. 
 Taxa de extinção > taxa de especiação 
 
\u2022 [EXTINÇÃO CAMBRIANA] = extinguiu principalmente diversas 
espécies de equinodermos, braquiópodes e conodontes. Marca 
o fim do cambriano. 
\u2022 [EXTINÇÃO ORDOVICIANO] = ocorreu no fim do ordorviciano. 
Provavelmente resultante de uma erupção de raios gama que 
atingiu a Terra, fazendo a atmosfera alterar-se, deixando passar 
os raios UV e provocando um era glacial. 
\u2022 [EXTINÇÃO DEVONIANO SUPERIOR] = vitimou 70% da vida 
marinha, sobretudo corais e estromatoporóides. 
\u2022 [EXTINÇÃO PERMIANA] = a maior de todas as extinções em 
massa, que fez desaparecer cerca de 95% dos gêneros 
marinhos e 50% das famílias existentes. 
\u2022 [EXTINÇÃO TRIÁSSICO-JURÁSSICO] = cerca de 20% de 
todas as famílias marinhas e de arcossauros (com excessão 
dos dinossauros) foram extintas, o mesmo ocorreu com os 
grandes anfíbios da época. 
\u2022 [EXTINÇÃO K-PG] = conhecida pelo desaparecimento dos 
dinossauros. Acredita-se ter destruído 60% da vida na terra 
através da queda de um asteróide..