A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
102 pág.
Dir. Trabalho - TRT3 aula 01

Pré-visualização | Página 14 de 21

em formais e materiais. As fontes formais do 
direito do trabalho se enquadram como tal em vista de sua exteriorização na 
ordem jurídica na forma de Constituição, emenda à Constituição, lei, decreto, etc. 
 
 Já as fontes materiais são fatores que influenciam na criação e alteração 
das normas jurídicas (por isso se relacionam ao momento pré-jurídico). Por 
exemplo, movimentos sindicais, greves e outras pressões exercidas pelos 
trabalhadores. 
 
 Portanto, a assertiva está correta. 
 
Assertiva II: 
 As sentenças normativas são proferidas pela Justiça do Trabalho em 
processos de dissídio coletivo, portanto, pelo Estado. Dessa forma, são fontes 
formais heterônomas. 
 
 Já o regulamento empresarial, embora exista um debate doutrinário 
acerca da sua consideração como fonte, e também se este seria fonte autônoma 
ou heterônoma, a FCC considerou neste item como fonte formal heterônoma. 
Notem que ela especificou nesta assertiva que seria o regulamento empresarial 
unilateral, ou seja, elaborado sem a participação do empregado. Portanto, neste 
caso, seria fonte heterônoma, pois seria uma norma cuja elaboração não contou 
com a participação direta dos empregados. 
 
Assertiva III: 
 A Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), assim como os Acordos 
Coletivos de Trabalho (ACT), são fontes formais autônomas, vez que produzidas 
 
 Direito do Trabalho p/ TRT3 (Minas Gerais) 
Teoria e Questões Comentadas 
Prof. Mário Pinheiro / Prof. Antonio Daud Jr ± 
Aula 01 
 
 
 
Prof. Mário Pinheiro / 
Prof. Antonio Daud Jr www.estrategiaconcursos.com.br Página 72 de 101 
 
 
pelos próprios destinatários. Fontes autônomas são também denominadas de 
diretas, não estatais ou primárias. 
 
 Portanto, a assertiva está incorreta, visto que as CCT são fontes não 
estatais. 
 
Assertiva IV: 
 Ainda quanto à terminologia, as fontes heterônomas também são 
denominadas imperativas ou estatais. Dessa forma, a assertiva está incorreta, 
visto que as CCT são fontes autônomas e, portanto, não imperativas. 
 
 
 
35. (FCC_TRT18_TÉCNICO JUDICIÁRIO_ÁREA ADMINISTRATIVA_2013) A 
Constituição Federal do Brasil apresenta, no seu artigo 7º, uma relação de 
direitos dos trabalhadores que visam à melhoria de sua condição social. 
Dentre os direitos constitucionalmente previstos aos empregados domésticos, 
está 
(A) a licença-paternidade, nos termos fixados em lei. 
(B) o piso salarial proporcional à extensão e à complexidade do trabalho. 
(C) a jornada de seis horas para o trabalho em turnos ininterruptos de 
revezamento. 
(D) o adicional de remuneração para as atividades penosas, insalubres ou 
perigosas, na forma da lei. 
(E) a proteção em face da automação, na forma da lei. 
 
 Gabarito (A) 
 
 Esta questão cobra a relação de direitos sociais estendidos à categoria dos 
trabalhadores domésticos, ou seja, o parágrafo único do art. 7º da CF. 
 
 O parágrafo único dividiu os direitos estendidos aos domésticos em dois 
grupos. O primeiro, no qual não foram feitas ressalvas (direitos constitucionais de 
aplicabilidade imediata), e o segundo no qual os direitos serão estendidos desde 
que atendidas as condições estabelecidas em lei e observada a simplificação do 
cumprimento das obrigações tributárias decorrentes da relação de trabalho. 
Vamos a eles! 
 
 
 
 
 Direito do Trabalho p/ TRT3 (Minas Gerais) 
Teoria e Questões Comentadas 
Prof. Mário Pinheiro / Prof. Antonio Daud Jr ± 
Aula 01 
 
 
 
Prof. Mário Pinheiro / 
Prof. Antonio Daud Jr www.estrategiaconcursos.com.br Página 75 de 101 
 
 
(E) há previsão específica quanto à possibilidade de distinção entre o trabalho 
manual, técnico e intelectual ou entre os profissionais respectivos. 
 
 Gabarito (C) 
 
 Alternativa A (incorreta): O rol de direitos constitucionais do art. 7º é 
garantido aos trabalhadores urbanos e rurais (art. 7º, caput), e não somente aos 
urbanos. 
 
 Alternativa B (incorreta): Conforme visto na questão anterior, há 
diversos direitos constitucionalmente assegurados aos trabalhadores domésticos 
(art. 7º, parágrafo único). 
 
 Alternativa C (correta): O mesmo art. 7º garantiu aos trabalhadores 
avulsos os mesmos direitos dos trabalhadores com vínculo de emprego (art. 7º, 
XXXIV - igualdade de direitos entre o trabalhador com vínculo empregatício 
permanente e o trabalhador avulso). 
 
 Alternativa D (incorreta): há sim previsão para a proteção do trabalhador 
em face da automação e também da obrigatoriedade de seguro contra acidentes 
do trabalho (art. 7º, inciso XXVII e XXVIII). 
 
 Alternativa E (incorreta): pelo contrário, há previsão específica quanto à 
impossibilidade de distinção entre trabalho manual, técnico e intelectual ou entre 
os profissionais respectivos (art. 7º, XXXII - proibição de distinção entre trabalho 
manual, técnico e intelectual ou entre os profissionais respectivos;) 
 
 
37. (FCC_TRT18_ANALISTA JUDICIÁRIO_OFICIAL AVALIADOR_2013) Em relação 
aos princípios e fontes do Direito do Trabalho, é INCORRETO afirmar que 
(A) a analogia, os usos e costumes não são considerados fontes do direito do 
trabalho, por falta de previsão legal. 
(B) o princípio da primazia da realidade prevê a importância dos fatos em 
detrimento de informações contidas nos documentos. 
(C) o direito do trabalho se orienta pelo princípio da continuidade da relação de 
emprego. 
(D) o acordo coletivo e a convenção coletiva de trabalho são fontes formais do 
direito do trabalho. 
 
 Direito do Trabalho p/ TRT3 (Minas Gerais) 
Teoria e Questões Comentadas 
Prof. Mário Pinheiro / Prof. Antonio Daud Jr ± 
Aula 01 
 
 
 
Prof. Mário Pinheiro / 
Prof. Antonio Daud Jr www.estrategiaconcursos.com.br Página 76 de 101 
 
 
(E) a Consolidação das Leis do Trabalho prevê que a jurisprudência é fonte 
subsidiária do Direito do Trabalho. 
 
 Gabarito (A) 
 
 Alternativa A (incorreta): por expressa disposição do art. 8º, caput, da 
CLT, analogia, usos e costumes são considerados fontes supletivas do Direito do 
Trabalho: 
As autoridades administrativas e a Justiça do Trabalho, na falta de 
disposições legais ou contratuais, decidirão, conforme o caso, pela 
jurisprudência, por analogia, por equidade e outros princípios e normas 
gerais de direito, principalmente do direito do trabalho, e, ainda, de acordo 
com os usos e costumes, o direito comparado, mas sempre de maneira 
que nenhum interesse de classe ou particular prevaleça sobre o interesse 
público. 
 
 Alternativa B (correta): é exatamente o que prevê o princípio da primazia 
da realidade; 
 
 Alternativa C (correta): sim, é um dos princípios orientadores do Direito 
do Trabalho. Uma decorrência deste princípio é a excepcionalidade dos contratos 
de trabalho a termo, já que a regra é que os contratos de trabalho sejam por 
tempo indeterminado. 
 
 Alternativa D (correta): sim, as Convenções e os Acordos Coletivos de 
Trabalho são fontes formais autônomas do Direito do Trabalho; 
 
 Alternativa E (correta): em decorrência do mesmo art. 8º, caput, da CLT, 
a jurisprudência também é considerada fonte supletiva do Direito do Trabalho. 
 
 
38. (CESPE_TRT8_ANALISTA JUDICIÁRIO_ÁREA JUDICIÁRIA_2013) Assinale a 
opção correta no que diz respeito aos princípios e fontes do direito do trabalho. 
(A) Aplica-se o princípio da primazia da realidade à hipótese de admissão de 
trabalhador em emprego público sem concurso. 
(B) Conforme expressa previsão na CLT, independentemente do período de 
tempo durante o qual o empregado perceba gratificação de função, sendo este 
revertido ao cargo efetivo de origem, ainda que sem justo motivo, ser-lhe-á 
 
 Direito do Trabalho p/ TRT3 (Minas Gerais) 
Teoria e Questões Comentadas 
Prof.