A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
23 pág.
QUESTOES Filosóficos gabaritos

Pré-visualização | Página 4 de 7

político, o repúdio ao aborto ou a aceitação de determinada doutrina religiosa, não se pode esquecer que essas convicções não são inatas, mas aprendidas pelo indivíduo por meio de sua interação com meio.[...]” (p. 80). A proposição III está correta: “Segundo Durkheim, os fatos sociais devem ser estudados como coisas. Em outras palavras, o pesquisador deve colocar de lado seus preconceitos e estudar os fenômenos ocorridos nas sociedades humanas quase do mesmo modo como analisa um fenômeno da física e da biologia.” (p. 79). A proposição IV está correta: “[...] Embora não seja conhecido especificamente como filósofo, e sim como sociólogo, Durkheim é importante para a filosofia pelo fato de ser o principal representante da corrente funcionalista, um desdobramento moderno do positivismo. [...] (p. 79).
Já a proposição I é considerada falsa uma vez que: “As teorias pedagógicas de Durkheim estão intimamente associadas a uma concepção que atribui a primazia do social em detrimento do individual. [...]” (p. 81).
	
	C
	Estão corretas as proposições I, II e IV apenas.
	
	D
	 Estão corretas as proposições III e IV apenas.
	
	E
	Estão corretas as proposições II e III apenas.
Questão 2/10
As realizações de Kant deveram-se ainda ao fato de que ele representou muito bem o espírito crítico do Esclarecimento do século XVIII. Trata-se de um espírito de radical questionamento e auto-reflexão, que exige de toda atividade humana que possa justificar-se ante o tribunal da razão. Kant aplicou esse espírito em cada área da vida: às ciências, à crítica estética, à moralidade, à política e acima de tudo à religião. [...]. Na teoria do conhecimento, Kant é um racionalista, mas limita o conhecimento humano ao que pode ser dado pela experiência. [...]
 
Fonte: WOOD, Allen W. Kant. São Paulo: Artmed, 2008.
 
De acordo com o fragmento de texto apresentado e com os conteúdos do livro-base, qual a compreensão do Kant para a questão do conhecimento?
 
Assinale a alternativa correta:
	
	A
	Kant compreendia a objetividade do conhecimento como totalidade da realidade histórica, o que era sempre visto como ponto indispensável para a validação do saber como filosófico e científico.
	
	B
	Kant concebia o conhecimento como objetivista, ou seja, como algo que constrói relações objetivas a partir das práticas e das representações das práticas, o que conferia ao mundo social o seu caráter de evidência natural.
	
	C
	Kant entendia que o conhecimento não é resultante apenas do objeto ou do sujeito, mas sim da ação dinâmica entre sujeito e objeto, sendo que a experiência é aquilo que mantém o conhecimento sempre atualizado.
Você acertou!
[...] De acordo com o filósofo alemão, portanto, o conhecimento é resultado não só do sujeito nem só do objeto, mas da ação combinada de ambos. É a ação do sujeito que permite conferir universalidade ao conhecimento, mas é a experiência que o mantém sempre renovado. Com isso, Kant consegue explicar filosoficamente aquilo que os cientistas já realizavam na prática. (p. 38).
	
	D
	Kant deduzia que a reflexão filosófica acerca do conhecimento deveria harmonizar-se com a experiência e a consciência moral, pois estes seriam os únicos guias confiáveis para a ação da ciência.
	
	E
	Kant percebia o conhecimento como atitude investigativa da realidade, a serviço de um objetivo prévio, posto em prática intencionalmente; a partir da qual resulta a prática consciente do humano no mundo social.
 
Questão 1/10
Leia o fragmento de texto a seguir:
 A educação é ela própria uma tarefa impossível. Ela é, segundo Rousseau, uma arte – não uma ciência! – cujo êxito é improvável porque jamais seremos capazes de controlar o concurso de todos os mestres. Mas isso não a torna menos relevante. O ser humano nasce fraco, carente de tudo, e só a educação faz com que ele desenvolva meios para a sobrevivência. “Tudo o que não temos ao nascer e de que precisamos quando grandes nos é dado pela educação” [...].
 
STRECK, Danilo R. Rousseau & a educação. 2 ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2008. (p.30)
Tendo por base o conteúdo das aulas e o livro da disciplina, analise as sentenças a seguir, assinalando V para as afirmativas verdadeiras e F para as afirmativas falsas:
 
( ) A criança, por viver um mundo de espontaneidade, desconhece o significado do conceito de disciplina, então o castigo e a punição física lhe são um problema.
( ) A sua obra intitulada “O Cândido” retoma os ideais burgueses, propondo uma discussão sobre o currículo da educação das crianças.
( ) A sua proposta de educação prevê que a criança passe a maior parte do tempo possível afastada da civilização em contato com a natureza.
Agora marque a sequência correta:
	
	A
	F – V – V.
	
	B
	V – V – F.
	
	C
	V – F – V.
A primeira sentença é VERDADEIRA pois, “Para Rousseau, outro grande problema relacionado às crianças pequenas é a punição física. Como a criança pequena vive em um mundo de liberdade espontânea e natural, ela desconhece o conceito de disciplina; portanto, deve aprender, não sob ameaça de castigo, mas percebendo as consequências de suas próprias ações. O castigo é sentido pela criança como uma injustiça e só gera ressentimento [...]” (p. 56). Da mesma forma, a terceira sentença é VERDADEIRA: “De modo geral, podemos dizer que a proposta pedagógica de Rousseau consiste em deixar o educando o máximo possível junto à natureza e afastado da civilização, de modo que seu caráter natural, essencialmente bom, não se corrompa. [...] (p. 58)”.
A segunda sentença caracteriza-se como FALSA, pois o livro O Candido foi escrito por Voltaire, e não por Rousseau.
	
	D
	F – F – V.
	
	E
	F – V – F.
Discursiva com outra disciplina – somente de filosóficos 
Questão 3/5
Leia o fragmento de texto a seguir:
 A racionalidade que se encontra, para o autor, na base da explicação e da previsão é realizada através da descoberta da ligação entre dois fenômenos quaisquer, o que permite a indução das leis naturais e invariáveis. Ele estende esse raciocínio inclusive à análise da sociedade, acentuando a naturalidade dos fenômenos sociais e a invariabilidade das leis sociais, tornando lógica a afirmação de que a Sociologia é a “física da sociedade”. A descoberta da existência das ligações, sejam estáticas ou dinâmicas, é considerada a essência do que seja ciência para Comte (1990, p. 23); é, portanto, a redução à busca do nexo, do “ligar”, no interior do material empírico que é o imprescindível no fazer ciência.
 SILVA, Ana Márcia. Corpo, ciência e mercado: reflexões acerca da gestação em um novo arquétipo da felicidade. Campinas: Autores Associados / Florianópolis: Editora da UFSC, 2001. (p. 26)
 A partir do texto, relacionando-o com os conteúdos e livro-base da disciplina, é possível afirmar que, para Comte, as leis sociais eram duas: a da estática e a das dinâmicas sociais. Essas duas resumem-se num único lema. Qual lema seria este? E em qual lugar é visível, tal lema, no Brasil?
	No entender de Comte, a sociedade apresenta duas leis fundamentais: a estática e a dinâmica sociais. De acordo com a lei da estática social, o desenvolvimento só pode ocorrer se a sociedade se organizar de modo a evitar o caos, a confusão. Uma vez organizada, porém, ela pode dar saltos qualitativos, e nisso consiste a dinâmica social. Essas duas leis são resumidas no lema 
Questão 4/5
Leia o fragmento de texto a seguir:
 Tudo isso – que é vital para a política marxista: que a sociedade seja compreendida, e cada conjuntura histórica analisada, em toda a sua complexidade – foi resumido por Althusser quando definiu a formação social uma estrutura com dominante. Sua causalidade, por ele batizada de estrutural (ver ESTRUTURALISMOS), governa o desenvolvimento histórico. Os seres humanos não são os autores ou os sujeitos desse processo que, descentrado, não tem sujeito que o acione. São apoios, efeitos, das estruturas e das relações da formação social. Marx, de acordo com Althusser, rejeitou a idéia de uma essência