Botânica para Designers e Arquitetos
198 pág.

Botânica para Designers e Arquitetos


DisciplinaPaisagismo743 materiais29.560 seguidores
Pré-visualização29 páginas
Botânica
para designers
e arquitetos
TERMOS TÉCNICOS PARA ESPECIFICAÇÃO 
DE PROJETOS PAISAGÍSTICOS
ADRIANA CARLA DE AZEVEDO BORBA
Botânica
para designers
e arquitetos
TERMOS TÉCNICOS PARA ESPECIFICAÇÃO 
DE PROJETOS PAISAGÍSTICOS
ADRIANA CARLA DE AZEVEDO BORBA
© 2013. Todos os direitos reservados à APEC - Sociedade Potiguar de Educação e Cultura S.A.
Milton Camargo
PRESIDENTE
Profª. Sâmela Soraya Gomes de Oliveira
REITORA
Profª. Sandra Amaral de Araújo
PRÓ-REITORA ACADÊMICA
Patrícia Gallo
Adriana Evangelista
EDITORA UNIVERSIDADE POTIGUAR \u2013 EdUnP
Jucilândia Braga Lopes Tomé
REVISÃO LINGUÍSTICA
Adriana Evangelista
REVISÃO NORMATIVA
Firenzze - Making Apps
PROJETO GRÁFICO E DIAGRAMAÇÃO
Nenhuma parte desta obra pode ser reproduzida ou duplicada
sem a autorização expressa da APEC.
Editora afiliada a:
B726b Borba, Adriana Carla de Azevedo. 
 Botânica para arquitetos : termos técnicos para especificação de 
projetos paisagísticos / Adriana Carla de Azevedo Borba. \u2013 Natal: Edunp, 2013.
 198p. : il.
 ISBN: 978-85-8257-004-3
 E-Book 
 
 1. Botânica \u2013 arquitetura. 2. Paisagismo. I. Título.
RN/UnP/BCSF CDU 581:72
Guia de Navegação
Número
da página
ÍCONES INTERATIVOS
Acesso
ao sumário
Acesso ao Guia 
de Navegação
Acesso a lista 
de figuras
No sumário 
clique nos círculos 
coloridos ou nos 
números das 
páginas para ir à 
seção relacionada.
Na lista de figuras 
clique nos círculos 
coloridos para ir à 
página da figura 
listada.
189
193
37
59
166
182
59
92
136
Sumário
Introdução
Orientações 
para o projeto 
paisagístico
Raiz 
AGRADECIMENTOS
RESUMO
LISTA DE FIGURAS
Caule 
Folha 
Flor 
Fruto 
Partes 
consituintes 
das plantas Considerações 
finais
Referências
31
Gostaria de agradecer ao meu orientador, professor Eugênio Mariano, verdadei-
ro mentor intelectual, e até espiritual, desta obra, sem o qual a mesma não teria 
frutificado: em um momento em que o projeto estava tendo de ser abandonado, 
Eugênio não desistiu de mim, e moveu céus e terras para viabilizar o trabalho - 
\u201cAdriana, vá e faça, deixe que dessas burocracias eu cuido\u201d... Agora, cerca de dez 
anos depois, o \u201cfruto\u201d vira semente e cairá nas mãos merecidas de estudiosos e 
curiosos de Paisagismo. É um ciclo precioso que se fecha, Eugênio. A você, meu 
eterno agradecimento!
Meu agradecimento a Socorro Borba, minha mãe, pela revisão do texto - espe-
cialmente nas referências e questões metodológicas -, e pela coragem, pela força, 
pelo carinho.
A Thiago Luiz, meu noivo, pelas digitações da versão definitiva, pela revisão das 
legendas e fontes e, sobretudo, pela paciência, abnegação e companheirismo que 
teve comigo neste ano tão atribulado - só muito amor mesmo para aguentar 
tanto estresse! 
Agradecimentos
Também agradeço a Napoleão Nunes, pelas belíssimas ilustrações feitas, exclusiva-
mente, para esta obra e pela diagramação original.
Um agradecimento especial aos amigos do curso de Arquitetura e Urbanismo, bem 
como aos professores, com os quais conquistei o \u201cpique\u201d de trabalho que permitiu 
suportar jornadas extenuantes em frente ao computador, produzindo esta obra no 
decorrer do último semestre de faculdade.
Os profissionais designers e arquitetos urbanistas, dentre os vários campos de tra-
balho oferecidos pelas profissões, podem optar por atuar na área de Paisagismo, 
ou seja, lidar com planejamento e execução da construção da paisagem. Para o 
bom desempenho desta atividade, o projetista deve estar imbuído de uma série de 
conhecimentos sobre construção, materiais, estética, conforto ambiental, dentre 
outros; verifica-se, contudo, a importância fundamental do estudo de Botânica, 
tendo em vista a adequabilidade dos vegetais empregados no projeto, buscando as-
sim tornar o paisagismo proposto exequível. Analisando a carga horária da maioria 
das disciplinas de paisagismo oferecidas pelos cursos de Design de Interiores e de 
Arquitetura e Urbanismo cadastrados junto à ABEA, constatou-se uma insufici-
ência de tempo para desenvolver uma ementa na qual estivessem inclusos funda-
mentos de Botânica. Desta forma, estes profissionais saem da universidade para o 
mercado de trabalho desprovidos de conhecimentos mínimos para realizar traba-
lhos paisagísticos satisfatórios. Tendo em vista atenuar estas dificuldades de lidar 
com a paisagem, este trabalho oferece aos estudantes, professores e profissionais do 
Resumo
ramo, um instrumento a mais para o estudo de Botânica, no qual as informações 
botânicas são passadas em uma maneira mais simples e com linguagem analogica-
mente mais acessível aos projetistas, com uso de ilustrações relacionando os funcio-
namentos/ morfologias dos vegetais aos dos elementos arquitetônicos, procurando 
assim uma maior integração e intercâmbio entre as diferentes disciplinas. Além 
disto, são vistas com recorrencia as nomenclaturas científicas dos vegetais, com o 
objetivo de familiarizar o estudante com os termos em latim e facilitar a elaboração 
dos Memoriais Botânicos \u2014 nos quais são fornecidos os dados sobre os vegetais 
utilizados no projeto paisagístico. 
Lista de figuras
FIGURA 1A RAIZ Fonte: Napoleão Nunes, 2000.
FIGURA 1B PORTA Fonte: Napoleão Nunes, 2000.
FIGURA 2A CAULE Fonte: Napoleão Nunes, 2000.
FIGURA 2B CORREDOR Fonte: Napoleão Nunes, 2000.
FIGURA 3A FOLHA Fonte: Napoleão Nunes, 2000.
FIGURA 3B COZINHA Fonte: Napoleão Nunes, 2000. 
FIGURA 4A FLOR Fonte: Napoleão Nunes, 2000.
FIGURA 4B SALA Fonte: Napoleão Nunes, 2000.
39
40
41
43
FIGURA 9A FOLHAS E FLORES Fonte: Napoleão Nunes, 2000. 
FIGURA 9B COBERTURA Fonte: Napoleão Nunes, 2000.
FIGURA 10B CANTEIRO DE OBRAS Fonte: Napoleão Nunes, 2000.
FIGURA 11B PORTÃO DE ENTRADA/GUARITA Fonte: Napoleão Nunes, 2000.
FIGURA 12B CIRCULAÇÃO VERTICAL Fonte: PIANCA, João Baptista. Manual do construtor. Porto Alegre: 
Globo, 1978, p. 542.
FIGURA 13B APARTAMENTOS SIMPLES Fonte: REVISTA Casa e Jardim. São Paulo: Ed. Globo, vol. 47, nº 
550, p. 90-91, nov. 2000.
FIGURA 14B APARTAMENTOS DE LUXO Fonte: REVISTA Projeto Design. São Paulo: Arco editorial, nº 226, p. 
35 e 37, nov. 1998.
FIGURA 15A FLORESTA Fonte: STERLING, Tom. A amazônia: as regiões selvagens do mundo, São Paulo: 
Cidade Cultural, 1983, p.03.
FIGURA 15B CIDADE Fonte: Centro Histórico de São Luiz - Maranhão: patrimônio mundial. Coord. Luiz Phelipe 
de Carvalho Castro Andrès. São Paulo: Audichromo, 1998, p. 26.
FIGURA 16B GRANDES LATIFÚNDIOS Fonte: RAVEN, Peter, EVERT, Ray F., CURTIS, Helena. Biologia Vegetal. 
Trad. Patrícia Lydie Voeux (et al). 2 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Dois, 1985, p. 13.
FIGURA 5A FLOR Fonte: Napoleão Nunes, 2000.
FIGURA 5B QUARTO Fonte: Napoleão Nunes, 2000.
FIGURA 6A FRUTO Fonte: Napoleão Nunes, 2000.
FIGURA 6B ESCRITÓRIO Fonte: Napoleão Nunes, 2000.
FIGURA 7B FUNDAÇÃO Fonte: Napoleão Nunes, 2000.
FIGURA 8B PILARES Fonte: Napoleão Nunes, 2000.
44
45
46
47
49
51
52
53
FIGURA 17B SISTEMA VIÁRIO Fonte: REVISTA Veja. São Paulo: Ed. Abril, vol. 33, nº 14, de 05 de abril de 
2000, p. 125.
FIGURA 18B GRANDES CENTROS URBANOS REVISTA Época. São Paulo: Ed. Abril, vol. 03, nº 109, de 19 de 
junho de 2000, p. 09.
FIGURA 19B1 GRANDES CENTROS URBANOS - CAPITAL DO PAÍS Ver Crédito da Foto
FIGURA 19B2 GRANDES CENTROS URBANOS - CIDADES SUSTENTÁVEL Ver Crédito da Foto
FIGURA 19B3 GRANDES CENTROS URBANOS - CIDADE INDUSTRIALIZADA Ver Crédito da Foto.
FIGURA 20A