Análise da injeção de peça plástica - Moldflow
35 pág.

Análise da injeção de peça plástica - Moldflow


DisciplinaProjeto de Moldes e Matrizes para Polímeros10 materiais117 seguidores
Pré-visualização5 páginas
SOCIEDADE EDUCACIONAL DE SANTA CATARINA CENTRO UNIVERSITÁRIO 
TUPY \u2013 UNISOCIESC 
 
 
 
 
EMERSON LUIZ TIECHER 
EWERTON SCHROEDER TAVARES VIEIRA 
FERNANDO JOSÉ EBLE 
 
 
 
 
 
 
SIMULAÇÃO DE INJEÇÃO DE GUIA PLÁSTICA 
 
 
 
 
 
 
 
Joinville 
2014/2 
 
 
EMERSON LUIZ TIECHER 
EWERTON SCHROEDER TAVARES VIEIRA 
FERNANDO JOSÉ EBLE 
 
 
 
SIMULAÇÃO DE INJEÇÃO DE GUIA PLÁSTICA 
 
 
 
 
O seguinte trabalho tem como objetivo 
exemplificar como o computador pode 
auxiliar no processo de injeção de uma 
peça plástica. 
 
 
 
 
ÉCIO JOSÉ MOLINARI 
 
 
 
 
Joinville 
2014/2 
 
 
RESUMO 
 
Apresenta-se nesse trabalho o exemplo em uma peça plástica, de como um software 
CAE pode auxiliar no estudo do processo de injeção de plásticos, no seguinte estudo 
foi utilizado o software Moldflow. Será mostrado desde a etapa da geração da malha 
do produto, erros encontrados, correções feitas, estudo de refrigeração e parâmetros 
ajustáveis dos processos conforme cada necessidade. 
Palavras chave: Processo de injeção, Moldflow. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
LISTA DE ILUSTRAÇÕES 
 
Figura 1 \u2013 Malha de elementos finitos para superfície da Guia Plástica.................... 9 
Figura 2 \u2013 Sequência de trabalho por CAE..................................................................9 
Figura 3 \u2013 Triângulos menores em áreas menores do produto.................................10 
Figura 4 \u2013 Aspectos a serem analisados e corrigidos................................................12 
Figura 5 \u2013 Triângulos equiláteros muito pequenos....................................................13 
Figura 6 \u2013 Linhas representando todos os triângulos incorretos, dentro da faixa 
selecionada................................................................................................................14 
Figura 7 - Exemplos de elementos sobrepostos. (1) correta; (2) e (3) incorretas......15 
Figura 8 - Exemplo de elementos em interseção.......................................................15 
Figura 9 \u2013 Localização dos elementos com elementos em intersecção....................16 
Figura 10 \u2013 Elementos em intersecção com maiores detalhes..................................16 
Figura 11 \u2013 Triângulos inadequados em letras..........................................................17 
Figura 12 \u2013 Elementos pequenos e muito próximos..................................................18 
Figura 13 \u2013 Erros de Free Edges (espaço em vazio).................................................18 
Figura 14 \u2013 Dimensionamento e posicionamento dos canais de refrigeração...........20 
Figura 15 \u2013 Temperatura da água dos canais de refrigeração..................................21 
Figura 16 \u2013 Fluxo de água através dos canais de refrigeração.................................22 
Figura 17 \u2013 Variação da temperatura nas faces da peça..........................................23 
Figura 18 \u2013 Temperaturas diferentes nas faces da vista inferior...............................24 
Figura 19 \u2013 Força de fechamento necessária na máquina injetora...........................25 
Figura 20 \u2013 Pressão de injeção para uma peça.........................................................26 
Figura 21 \u2013 Tempo de injeção ou Fill time.................................................................27 
Figura 22 \u2013 Tempo de preenchimento para água a 50 ºC.........................................27 
Figura 23 \u2013 Disposição dos canais de refrigeração...................................................28 
Figura 24 \u2013 Diminuição da força de fechamento........................................................29 
Figura 25 \u2013 Pressão gerada pela injeção na cavidade do molde..............................29 
Figura 26 \u2013 Variação da temperatura nos canais de refrigeração.............................30 
 
 
Figura 27 \u2013 Fluxo de água através dos canais de refrigeração do molde.................31 
Figura 28 \u2013 Vista de topo, mostrando a variação na temperatura.............................32 
Figura 29 \u2013 Variação da temperatura nas faces da vista inferior...............................33 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
SUMÁRIO 
 
1 INTRODUÇÃO..........................................................................................................7 
2 ENGENHARIA ASSISTIDA POR COMPUTADOR..................................................8 
2.1 MOLDFLOW.........................................................................................................10 
3 PROBLEMAS NA MALHA......................................................................................12 
3.1 ASPECT RATIO DIAGNOSTIC............................................................................13 
3.2 OVERLAPPING E INTERSECTION..........................................................................14 
3.3 FREE EDGES......................................................................................................17 
4 ANÁLISE DE REFRIGERAÇÃO.............................................................................19 
4.2 ANÁLISE DE REFRIGERAÇÃO COM ÁGUA A 25ºC..........................................19 
4.2.1 Dimensionamento e posicionamento............................................................20 
4.2.2 Variação da temperatura nos canais de refrigeração..................................20 
4.2.3 Fluxo de água através dos canais ................................................................21 
4.2.4 Temperatura da peça......................................................................................22 
4.2.5 Força de fechamento......................................................................................24 
4.2.5.1 Seleção da máquina injetora..........................................................................25 
4.2.6 Pressão de injeção..........................................................................................25 
4.2.7 Tempo de injeção............................................................................................26 
4.3 ANÁLISE DE REFRIGERAÇÃO COM ÁGUA A 50ºC..........................................27 
4.3.1 Tempo de injeção............................................................................................27 
4.3.2 Força de fechamento......................................................................................28 
4.3.3 Pressão de injeção..........................................................................................29 
4.3.4 Variação da temperatura da água nos canais de refrigeração......................30 
4.3.5 Fluxo de água através dos canais...................................................................30 
4.3.6 Temperatura da peça......................................................................................31 
5 CONCLUSÃO.........................................................................................................34 
REFERÊNCIAS..........................................................................................................35
1 
 
1 INTRODUÇÃO 
 
Em processos complexos, como o de injeção de plásticos, devido aos incontáveis 
parâmetros envolvidos antes, durante e depois da injeção, entra em \u201ccena\u201d o software 
Moldflow para auxiliar no controle desses parâmetros. Onde iremos expor desde a 
primeira etapa de geração da malha, melhor ponto de injeção, a escolha do material, 
e as recomendações de processamento como temperatura do molde e de injeção que 
o software nos mostra, para escolhermos a de maneira satisfatória os parâmetros 
adequados, a correção desta malha,