EVOLUCAO DE ENFERMAGEM
2 pág.

EVOLUCAO DE ENFERMAGEM


DisciplinaPráticas de Saúde e Enfermagem III56 materiais89 seguidores
Pré-visualização1 página
Professora: Renata Pessoa
Turma: ENF 3MA - Práticas de Enfermagem III
Aluna: Hosana Rodrigues de Morais Seixas
Evolução de Enfermagem \u2013 Caso Clínico 1
15/02/2019 \u2013 9:00 horas \u2013 Evolução de Enfermagem \u2013 Artur da Silva, 75 anos. 1º dia de internação após crise hipertensiva.
Paciente se mostrou preocupado por não conseguir \u201cir aos pés\u201d há três dias e que suas fezes estavam duras, secas e fazia muito esforço para defecar. Relatou que ganhou 3kg em um curto período de tempo e que seus tornozelos doíam ao andar pois estavam muito inchados, não toma o diurético conforme prescrição médica por causa do esquecimento. Apresentava PA 180/100mmHg e alimentação hipersódica.
Paciente se encontra consciente, orientado, eupnéico. PA normalizada em 120/80mmHg. Não apresenta edemas. Não apresenta dispositivos vasculares. Diurese espontânea e clara, volume 1000ml/dia. Abdome depressível, fezes com aspecto saudável. Deambulando sem auxílio. Temperatura axilar máxima em 24h: 37,1º às 22h. Alimentação com dieta hipossódica intercaladas com frutas durante os lanches. Paciente não apresentava acompanhante no momento da avaliação.
Constipação relacionada a hábitos alimentares inadequados evidenciado por fezes endurecidas e esforço ao evacuar: encerrado.
Volume de líquidos excessivos relacionados a entrada excessiva de sódio, conforme evidenciado por edemas nos tornozelos: melhorado.
Risco de pressão arterial instável evidenciado por crises constantes de hipertensão: mantido.
Conforto prejudicado relacionado ao edema nos tornozelos evidenciado pela alteração da marcha: melhorado.
Memória prejudicada relacionada ao prejuízo cognitivo leve evidenciado pelo esquecimento constante ao efetuar uma ação em horário agendado: mantido.
Oferecer ao paciente alimentos com muita liquido como melancia, melão, assim como, oferecer frutas com natureza laxante como o mamão sempre entre as principais refeições; Regular a alimentação do paciente oferecendo uma dieta hipossódica com legumes e vegetais; Massagear as áreas edemaciadas do tornozelo para evitar o acúmulo de líquidos; Erguer as pernas do paciente para facilitar o retorno venoso e evitar novos edemas. Medicar os diuréticos nos horários prescritos; Oferecer meios do paciente treinar sua cognição por meio de caça-palavras, cruzadinhas, etc.
Acadêmica de Enfermagem da UNP, turma ENF 3MA
Assinatura e carimbo da professora ou enfermeira supervisora