Aula 8   Estudo dirigido – Varizes esofágicas
3 pág.

Aula 8 Estudo dirigido – Varizes esofágicas


DisciplinaImunologia17.817 materiais485.194 seguidores
Pré-visualização1 página
Aula 8 \u2013 02/04 
Estudo dirigido \u2013 Varizes esofágicas
O que são varizes esofágicas? Como se desenvolvem?
Qual a gravidade associada ao quadro de varizes esofágicas?
O risco de hemorragia digestiva alta, uma vez que o estancamento de sangue nessa área é muito difícil aumento da mortalidade
É possível prevenir os riscos associados às varizes esofágicas? Como?
Sim, através profilaxia primária, feita por meio da triagem endoscópica (terapia endoscópica + prevenção farmacológica, com o objetivo de reduzir ou eliminar as varizes, logo, os riscos também e de reduzir a pressão no sistema porta, respectivamente). 
Existem fatores preditivos de varizes esofágicas em adultos com cirrose? Justifique 
Plaquetopenia, ascite e esplenomegalia têm sido associadas à presença de varizes
Na infância, quais as principais causas que levam risco de desenvolver varizes esofágicas?
Atresia biliar (obstrução), trombose de veia porta, fibrose hepática congênita
Qual a conduta clínica recomendada na pediatria para o monitoramento de riscos associados a hipertensão portal?
Não há uma recomendação para a triagem endoscópica em crianças, porém, para crianças hipertensão portal é indicado que elas sejam monitoradas cuidadosamente por causa do alto risco de sangramento
relato de caso
S.M.G., sexo feminino, 39 anos, natural do Piauí, mora no Rio de Janeiro há 22 anos, admitida no hospital com quadro de dor abdominal e manchas pelo corpo iniciados há poucos dias. Ao exame apresentava dor abdominal difusa, sem sinal de irritação peritoneal, baço palpável até cicatriz umbilical e fígado palpável na topografia de lobo esquerdo. Ultrassonografia de abdome total evidenciou hepatoesplenomegalia, além de hiperecogenicidade periportal e sinais de circulação colateral. Demais exames complementares demonstraram pancitopenia acompanhado de reticulocitose, função hepática normal, sorologia para hepatites virais e HIV negativas, bem como endoscopia digestiva alta com varizes esofagianas de médio calibre; corroborando dessa forma, sinais de hiperesplenismo e hipertensão portal
Considerando que a paciente é adulta, não consome bebida alcoólica e nenhum a outra droga de abuso o medicamento de uso crônico, e que, os exames de hepatites virais deram negativo, qual poderia ser a suspeita diagnóstica? Que exames devem ser pedidos para a confirmação?
Esquistossomose crônica. Realizando exames como exame parasitológico de fezes (que poucas vezes dará positivo), sorologia para esquistossomose, sendo reagente (dosagem de anticorpo, IgG, IgM).
Devido a presença de varizes esofágicas, quais medidas devem ser adotadas para a prevenção de HDA?
sistema porta hepático 
Praticamente todo o sangue 
No inferior do fígado, o sangue flui da veia porta para aveias cada vez mais finas, até que chega aos sinusoides.. 
hipertensão portal
- Mais comum em adultos em processos de cirrose 
- A cirrose compromete o fluxo sanguíneo (diminui) pressão do sangue em todas as veis aumenta (hipertensão portal) 
o que são varizes? como se desenvolvem?
- As varizes esofágicas são dilatações venoasa